Pesquisa de Estoques

Menu do Produto

O que é

Investiga informações sobre o volume e a distribuição espacial dos estoques de produtos agrícolas armazenáveis básicos e sobre as unidades onde é feita a sua guarda, tendo como unidade de coleta o estabelecimento que tem instalações ou unidades armazenadoras apropriadas e dedicadas à prestação de serviços de armazenagem ou à guarda de produtos agrícolas vinculados à sua atividade principal.

A Pesquisa de Estoques teve início no IBGE em 1958, intitulada Depósito de Gêneros Alimentícios e Forragens, e, realizada a cada dois anos, visava atender objetivos estratégicos de interesse militar, como garantir o abastecimento em situações críticas para a segurança nacional. Em 1963, o inquérito passou a ser de responsabilidade do Ministério da Agricultura, com periodicidade anual. Em 1966, a investigação foi desdobrada em duas partes (Armazenagem e Estocagem a Seco e Armazenagem e Estocagem a Frio), porém, apesar de a Rede de Coleta do IBGE ter prosseguido com o levantamento dos dados, o Ministério deixou de apurá-los, e ambas as pesquisas foram interrompidas nesse mesmo ano, assim permanecendo até 1971, quando o Instituto reassumiu a responsabilidade total desses inquéritos. Ao longo do tempo, ocorreram alterações, reformulações e aprimoramentos em variados aspectos da pesquisa – escopo; composição do cadastro de informantes; periodicidade; metodologia; conceituações; instrumento de coleta; forma de apuração –, os quais se refletiram, também, em sua denominação atual. No segundo semestre de 2014, houve a introdução do questionário on line, e o informante passou a ter a opção de realizar o preenchimento dos dados pela Internet. A partir do segundo semestre de 2016, passou-se a utilizar a planilha eletrônica, que pode ser preenchida pelo próprio informante com dados de todos os estabelecimentos sob sua responsabilidade. O formato da planilha permite carregamento direto no sistema pelo IBGE, sem a necessidade de digitação dos dados.

A pesquisa fornece informações sobre a atividade e a situação do estabelecimento, modalidade de armazenagem, capacidade útil e estoques existentes de produtos agrícolas selecionados. Na investigação, são consideradas as instalações que tenham sido construídas ou adaptadas para a finalidade de armazenagem e que tenham capacidade útil igual ou superior a 2 000 m³ ou 1 200 t. Cabe ressaltar que qualquer tipo de atividade econômica pode ser alvo de investigação pela pesquisa, sendo a única exceção a supermercadista.

A periodicidade da pesquisa é semestral e os dados correspondem às datas de 30 de junho e 31 de dezembro do ano de referência. Sua abrangência geográfica é nacional, com resultados divulgados para Brasil, Grandes Regiões, Unidades da Federação, Mesorregiões, Microrregiões e Municípios.

Sobre a publicação - 1º semestre 2018

Nenhum conteúdo disponível para exibição

Principais resultados - 1º semestre 2018

#seriehistorica2017103145754825

 

#seriehistorica201710315219756

 

#seriehistorica201710315354811

 

 

 


O IBGE adota uma política de revisão de dados divulgados desta operação estatística. Por revisão de dados entende-se toda e qualquer revisão programada de dados numéricos, em que são disponibilizadas novas informações que não estavam acessíveis quando da primeira divulgação, tais como: um dado tardio que substitui uma não resposta; ou um dado corrigido pelo próprio informante; ou um conjunto de dados que foi submetido a processo de crítica e imputação. Para informações mais detalhadas sobre a política de revisão de dados divulgados das operações estatísticas do IBGE,  consultar a relação das pesquisas conjunturais, estruturais e especiais realizadas pelo Instituto, com o respectivo procedimento de revisão adotado, no endereço: https://biblioteca.ibge.gov.br/index.php/biblioteca-catalogo?view=detalhes&id=298009.

Tabelas - 1º semestre 2018

Tabela 1 - Total de estabelecimentos armazenadores, segundo as Grandes Regiões (xls)

Tabela 2 - Capacidade útil das unidades armazenadoras, segundo os tipos de propriedade da empresa - Brasil (xls)

Tabela 3 - Capacidade útil das unidades armazenadoras, segundo os tipos de atividade do estabelecimento - Brasil (xls)

Tabela 4 - Estoque dos produtos investigados em 30/06/2018 - Brasil (xls)


O IBGE adota uma política de revisão de dados divulgados desta operação estatística. Por revisão de dados entende-se toda e qualquer revisão programada de dados numéricos, em que são disponibilizadas novas informações que não estavam acessíveis quando da primeira divulgação, tais como: um dado tardio que substitui uma não resposta; ou um dado corrigido pelo próprio informante; ou um conjunto de dados que foi submetido a processo de crítica e imputação. Para informações mais detalhadas sobre a política de revisão de dados divulgados das operações estatísticas do IBGE,  consultar a relação das pesquisas conjunturais, estruturais e especiais realizadas pelo Instituto, com o respectivo procedimento de revisão adotado, no endereço: https://biblioteca.ibge.gov.br/index.php/biblioteca-catalogo?view=detalhes&id=298009.

Quadros sintéticos - 1º semestre 2018

    Nenhum conteúdo disponível para exibição

    Microdados - 1º semestre 2018

    Nenhum conteúdo disponível para exibição

    Séries históricas

    Nenhum conteúdo disponível para exibição

    Microdados

    Nenhum conteúdo disponível para exibição

    Portaria de precedência

    Downloads

    Conceitos e métodos - 1º semestre 2018

    As informações a seguir descrevem os metadados estatísticos, que são o conjunto de conceitos, métodos e aspectos relacionados às estatísticas, e são informações necessárias para compreender as características e a qualidade das estatísticas e interpretá-las corretamente.

    Informações Gerais

    Objetivo
    A Pesquisa de Estoques objetiva fornecer informações estatísticas conjunturais sobre o volume e distribuição espacial dos estoques de produtos agrícolas básicos, sobre as unidades onde é feita a sua guarda, e acompanhar a sua evolução ao longo do tempo.
    Tipo de operação estatística
    Pesquisa agrícola
    Tipo de dados
    Dados de Censo
    Periodicidade de divulgação
    Semestral
    Abrangência geográfica
    Nacional
    População-alvo
    Estabelecimentos que possuem unidades armazenadoras - prédios ou instalações construídas ou adaptadas para armazenagem de produtos agrícolas com capacidade útil total igual ou superior a 2.000 m³ ou 1.200 toneladas, que tenham como atividade principal comércio (exceto supermercado), indústria, serviço de armazenagem ou produção agropecuária.

    Metodologia

    São aplicados questionários nos estabelecimentos que se dedicam à prestação de serviços de armazenagem ou que tenham a guarda de produtos agropecuários ou derivados, vinculados à sua atividade principal.
    O cadastro de estabelecimentos da pesquisa é um painel baseado nos cadastros da Pesquisa de Armazenagem e Estocagem a Seco, realizada até 1984, ampliado com a inclusão dos estabelecimentos constantes dos Censos Econômicos (até 1985) e Censos Agropecuários, e de cadastros de outros órgãos públicos e privados ligados ao setor. A atualização do cadastro é feita pela Rede de Coleta do IBGE, com a inclusão sistemática de informantes que atendam às características de atividade, de capacidade estática e de guarda de volumes de produtos agrícolas, definidas na população alvo.
    Técnica de coleta:
    CASI - Questionário eletrônico autopreenchido, PAPI - Entrevista pessoal com questionário em papel, Fax ou correio eletrônico, Telefone

    Temas

    Temas e subtemas
    Estatísticas econômicas setoriais, Agricultura, pecuária, produção florestal, pesca e aquicultura
    Principais variáveis
    - tipo de propriedade da empresa
    - tipo de atividade e situação do estabelecimento
    - modalidade de armazenagem
    - capacidade útil
    - estoques existentes

    Os produtos investigados são: algodão (em pluma), algodão (em caroço), caroço de algodão, semente de algodão, arroz (em casca), arroz beneficiado, semente de arroz, café arábica (em grão), café canephora (em grão), feijão preto (em grão), feijão de cor (em grão), milho (em grão), semente de milho, soja (em grão), semente de soja, trigo (em grão), semente de trigo e outros grãos e sementes.

    Palavras-chave
    Estoque Armazenagem Armazém Silo

    Unidades de informação

    Unidade de investigação
    Estabelecimento
    Unidade de análise
    Município
    Unidade informante
    Estabelecimento.

    Períodos de referência

    Data - 30/06/2018 a 30/06/2018
    Data de início da coleta
    02/07/2018
    Data do fim da coleta
    31/08/2018

    Disseminação

    Formas de disseminação
    Banco de Dados Agregados - SIDRA, Publicação Digital (online)
    Nível de desagregação geográfica
    Município
    Nível de divulgação
    A pesquisa é divulgada em nível Brasil, Grandes Regiões, Unidades da Federação, Mesorregiões, Microrregiões Geográficas e Municípios.

    Instrumentos de coleta

    Histórico

    A pesquisa teve origem, no IBGE, em 1958, sob o título "Depósito de Gêneros Alimentícios e Forragens". Em 1963, a apuração passou à responsabilidade do Ministério da Agricultura, tendo sido, em 1966, desdobrada em duas partes: "Armazenagem e Estocagem a Seco" e "Armazenagem e Estocagem a Frio". A partir de 1966, o Ministério da Agricultura deixou de fazer a apuração dos dados levantados pelo IBGE.
    Em 1971, o IBGE assumiu novamente a sua responsabilidade, sendo que, em 1986, foi reformulada e passou a se denominar "Pesquisa Especial de Armazenagem" e, finalmente, "Pesquisa de Estoques", a partir do segundo semestre de 1987.

    Saiba mais

    https://metadados.ibge.gov.br/consulta/estatisticos/operacoes-estatisticas/ES

    Calendário

    Próximas divulgações

    Operação estatísticaPrevisão de divulgação
    Pesquisa de Estoques
    Período de referência: 7/2018 a 12/2018
    11/06/2019
    Pesquisa de Estoques
    Período de referência: 1/2019 a 6/2019
    13/11/2019

    Divulgações anteriores

    Operação estatísticaData da divulgação
    Pesquisa de Estoques
    Período de referência: 1/2018 a 6/2018
    08/11/2018
    Pesquisa de Estoques
    Período de referência: 7/2017 a 12/2017
    12/06/2018
    Pesquisa de Estoques
    Período de referência: 1/2017 a 6/2017
    09/11/2017
    Pesquisa de Estoques
    Período de referência: 7/2016 a 12/2016
    08/06/2017

    Publicações - 1º semestre 2018

    Notícias e releases

    Ver mais notícias

    Material de apoio

    Nenhum material de apoio cadastrado para esse item

    Erramos

    • Substituição da Tabela 3 da Pesquisa de Estoques

      Data de publicação: 09/11/2017 05:11

      Descrição:  A capacidade total útil de Armazéns convencionais, estruturais e infláveis, informada na tabela 3 da Pesquisa de Estoques do 1º semestre de 2017, é de 42.968.029 m³. Inicialmente, a capacidade informada foi de 42.986.029 m³..

      Ações: A tabela foi corrigida.