Pesquisa Anual da Indústria da Construção - PAIC

Menu do Produto

O que é

Investiga informações sobre as características estruturais básicas do segmento da indústria da construção no País, tendo como unidade de investigação a empresa formalmente constituída, isto é, registrada no Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica - CNPJ, da Secretaria da Receita Federal, cuja principal fonte de receita seja a atividade de construção.

A série da Pesquisa Indústria da Construção - PAIC teve início em 1990, com amostra intencional obtida com base nos Censos Econômicos de 1985 e apresentou, até 1995, resultados em anos intercensitários. A partir de 1996, com o Programa de Modernização das Estatísticas Econômicas, a pesquisa foi totalmente reformulada e adequada aos parâmetros do novo modelo de produção das estatísticas industriais, comerciais e de serviços, passando a cobrir, também por amostra intencional, todas as empresas com 40 ou mais pessoas ocupadas. Nesse modelo, os censos econômicos quinquenais foram substituídos por pesquisas anuais de base amostral, que passaram a adotar a Classificação Nacional de Atividades Econômicas - CNAE e cujo cadastro básico de seleção é obtido a partir do Cadastro Central de Empresas - CEMPRE, atualizado continuamente. A partir do ano de referência 2002, a PAIC passou a ser realizada com base em uma amostra probabilística, o que permitiu a ampliação do seu âmbito para o universo das empresas de construção. A partir do ano de referência 2008, apresentando resultados retroativos a 2007, o IBGE passou a divulgar uma nova série de dados da PAIC, utilizando a CNAE 2.0, que substituiu a CNAE 1.0, usada anteriormente.  Atualmente, a pesquisa investiga empresas classificadas na seção F da CNAE 2.0, que compreende Construção de edifícios, Obras de infraestrutura e Serviços especializados para construção.

A pesquisa realiza o levantamento de diversas informações econômico-financeiras: receitas bruta e líquida; valor das incorporações, obras e/ou serviços da construção; pessoal ocupado; gastos com pessoal; custos e despesas; e aquisições e baixas do ativo imobilizado, entre outros aspectos das empresas com 1 ou mais pessoas ocupadas.

A periodicidade da pesquisa é anual. Sua abrangência geográfica é nacional, com resultados divulgados para Brasil, Grandes Regiões e Unidades da Federação.