A Geografia do Café | 2016

Menu do Produto

O que é

A série Dinâmica Territorial da Produção Agropecuária tem por objetivo acompanhar o deslocamento espacial de produtos selecionados do agro nacional que alcançaram expressão relevante no processo de reestruturação do espaço rural brasileiro. Com A Geografia do Café espera-se contribuir para a produção de um quadro amplo e articulado de bases quantitativa e qualitativa do que tem sido nomeado, sob diferentes perspectivas e ao longo do tempo, de indústria rural, agroindústria, complexo agroindustrial, cadeia produtiva, circuito da produção, entre outras designações, transmitindo a noção da intensa relação intersetorial e de interesses que informam, na atualidade, a dinâmica territorial da produção agropecuária brasileira.

A agricultura e, em especial, a cafeicultura, tem histórica relevância geopolítica e econômica no Brasil, tendo moldado as diversas formas de apropriação e uso do imenso patrimônio natural tropical e subtropical que formam o País. O café constitui o foco dessa linha de pesquisa, colocando em destaque um produto que moldou não só a história econômica do País, como também a sua identidade cultural, social e política e, ainda hoje, está no centro do entendimento contemporâneo da dinâmica territorial da produção agropecuária brasileira. Trata-se, portanto, de estudar o mundo geográfico do café, o sistema de lugares que essa socioeconomia cria: os lugares responsáveis pelo fornecimento de insumos e máquinas agrícolas, os lugares de cultivo, os lugares por onde se transporta o café colhido e aqueles por onde se escoam os produtos, os lugares de processamento industrial, os lugares de comercialização. Este estudo se caracteriza por uma abordagem de síntese, tanto no nível temático quanto no nível das fontes de dados e métodos de análise, combinando-se análise espacial de dados estatísticos (Produção Agrícola Municipal - PAM, Cadastro Central de Empresas - Cempre e outras pesquisas do IBGE, além de outras fontes oficiais, como o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, o Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, e outros) com pesquisas de campo e bibliográfica, para retratar, de maneira abrangente e integrada, o território que o café ajuda a construir no Brasil.