Pesquisa Mensal de Emprego - PME

Menu do Produto

Tabelas - Dezembro 2002

Tabela 1 - Estimativas do Mês

Trabalho principal (Idade Mínima: 15 anos)

Região Metropolitana: RE, SA, BH, RJ, SP E POA
Amostra : 40.360 Domicílios      Periodo de Ref.:Semana       Idade Minima: 15 anos
Estimativas
Período de Referência: Taxa de Desemprego Aberto (%)
Dezembro/2001 Novembro/2002 Dezembro/2002
Semana 5,6 7,1 5,2
30 dias 6,4 7,8 6,2
Setor de Atividade:      
Indústria de Transformação 6,4 8,1 6,0
Construção Civil 6,5 8,0 5,1
Comércio 5,8 7,6 5,7
Serviços 4,6 5,6 4,0
Outras Atividades 2,7 3,2 2,3
Gênero:      
Masculino 5,3 6,6 5,0
Feminino 6,1 7,7 5,6
Chefes de Domicílios 3,7 4,1 2,7
Taxa desocup., ocup. s/rend. e ocup. rec. <1 sal.min.(*) 13,7 15,2 13,1
Taxa de Atividade 55,8 56,4 55,3
População em idade ativa 33.032.653 33.730.072 33.777.193
População economicamente ativa 18.464.549 19.046.420 18.708.096
População não econ. ativa 14.568.104 14.683.652 15.069.097
População Ocupada - Total 17.430.006 17.686.071 17.721.065
Setor de Atividade:      
Indústria de Transformação 2.777.123 2.807.356 2.775.717
Construção Civil 1.132.485 1.060.306 1.061.280
Comércio 2.740.352 2.669.469 2.723.894
Serviços 9.510.301 9.874.244 9.872.208
Posição na ocupação:      
Empregados com Carteira Assinada 7.884.449 8.008.740 7.989.055
Empregados sem Carteira Assinada 4.732.202 4.887.610 4.825.043
Conta Própria 4.011.710 3.942.556 4.043.761
Empregadores 679.872 717.178 729.165
População desocupada 1.034.543 1.360.350 987.030
Distribuição pessoas ocupadas(%)      
Setor de Atividade:      
Indústria de Transformação 15,8 15,7 15,5
Construção Civil 6,5 6,1 6,0
Comércio 15,7 15,1 15,4
Serviços 54,6 55,8 55,7
Outras Atividades 7,4 7,3 7,4
Posição na Ocupação:      
Empregados com Carteira Assinada 45,2 45,2 45,1
Empregados sem Carteira Assinada 27,1 27,6 27,1
Conta Própria 23,1 22,5 23,0
Empregadores 3,9 4,1 4,1

(*) Inclusive os ocupados sem rendimento

Tabela 2 - Estimativas do Mês - Novembro/2002

Trabalho principal (Idade mínima: 15 anos)

Região Metropolitana: RE, SA, BH, RJ, SP E POA
Amostra : 40.360 Domicílios Periodo de Ref.:Semana Idade Minima: 15 anos
Estimativas
Rendimento médio em sal. mínimos Novembro/2001 Outubro/2002 Novembro/2002
Pessoas Ocupadas 4,2 4,0 4,1
Setor de Atividade:      
Indústria de Transformação 4,6 4,3 4,4
Construção civil 2,8 2,8 2,8
Comércio 3,4 3,2 3,3
Serviços 4,3 4,1 4,1
Posição na Ocupação:      
Empregados com Carteira Assinada 4,1 3,9 3,9
Empregados sem Carteira Assinada 3,6 3,5 3,5
Conta Própria 3,6 3,4 3,5
Empregadores 12,8 12,4 13,0
Setor Ativi.Posição na Ocupação:      
Industria de Transformação:      
Empregados com Carteira Assinada 4,7 4,2 4,4
Construção Civil:      
Empregados com Carteira Assinada 3,6 3,8 3,6
Empregados sem Carteira Assinada 1,8 1,6 1,7
Conta Própria 2,4 2,3 2,2
Comércio:      
Empregados com Carteira Assinada 3,1 2,9 3,0
Empregados sem Carteira Assinada 2,3 2,3 2,3
Conta Própria 3,0 2,7 2,7
Serviços:      
Empregados com Carteira Assinada 4,2 4,0 4,0
Empregados sem Carteira Assinada 3,2 3,1 3,1
Conta Própria 4,6 4,2 4,4
Número Índice Rendimento Médio Real      
Base: julho/1994 = 100      
Pessoas Ocupadas 111,7 109,0 107,1
Setor de Atividade:      
Indústria de Transformação 104,1 98,5 99,0
Construção civil 101,9 104,9 100,0
Comércio 104,6 99,3 101,0
Serviços 115,3 112,0 110,1
Posição na Ocupação/TD>      
Empregados com Carteira Assinada 105,4 101,7 99,7
Empregados sem Carteira Assinada 131,8 131,4 126,1
Conta Própria 123,2 117,5 116,1
Empregadores 106,1 104,3 106,3
Setor de Ativ. e Pos. na Ocupação:      
Indústria de Transformação:      
Empregados com Carteira Assinada 105,7 96,6 96,6
Construção Civil:      
Empregados com Carteira Assinada 104,5 114,9 105,3
Empregados sem Carteira Assinada 121,3 113,0 110,5
Conta Própria 106,1 103,9 96,5
Comércio:      
Empregados com Carteira Assinada 112,8 107,5 109,7
Empregados sem Carteira Assinada 110,7 110,8 106,3
Conta Própria 107,9 99,2 95,8
Serviços:      
Empregados com Carteira Assinada 104,9 103,0 100,2
Empregados sem Carteira Assinada 141,6 137,6 134,0
Conta Própria 132,3 125,2 126,4

Rendimento médio deflacionado pelo INPC.

Taxa de desemprego aberto segundo o período de referência

Série Original

Mês/ano Total Regiões Metropolitanas
Recife Salvador Belo Horizonte Rio de Janeiro São Paulo Porto Alegre
semana 30dias semana 30dias semana 30dias semana 30dias semana 30dias semana 30dias semana 30dias
Dez 5,6 6,4 5,9 7,0 8,0 9,1 6,5 7,4 4,6 5,0 5,8 6,8 4,0 4,6
Jan/02 6,8 7,5 5,7 6,6 9,7 10,5 8,1 9,0 5,7 6,1 7,2 7,9 5,0 5,6
Fev 7,0 7,8 7,2 8,3 7,6 8,5 7,2 8,2 4,6 5,1 8,3 9,2 6,3 7,1
Mar 7,1 7,8 6,0 6,8 8,3 9,2 7,3 8,2 5,9 6,5 8,0 8,6 5,6 6,3
Abr 7,6 8,2 7,0 7,9 6,5 7,7 7,1 7,9 6,3 6,8 8,9 9,6 6,5 7,1
Mai 7,7 8,5 7,7 8,8 7,9 9,1 8,0 9,0 5,7 6,1 9,2 10,0 5,6 6,6
Jun 7,5 8,3 7,7 9,1 8,3 9,9 7,0 8,0 5,9 6,3 8,7 9,5 6,2 6,8
Jul 7,5 8,2 7,2 7,9 8,0 9,6 7,2 8,1 6,0 6,4 8,9 9,5 6,2 6,9
Ago 7,3 8,1 6,3 6,9 8,1 9,5 6,8 7,5 5,3 5,9 8,9 9,8 6,4 6,8
Set 7,5 8,3 7,4 8,8 7,7 8,5 6,5 7,0 5,5 5,7 9,3 10,2 6,4 7,1
Out 7,4 8,1 7,9 9,1 6,9 8,1 6,5 7,1 5,4 5,7 9,1 9,9 5,9 6,5
Nov 7,1 7,8 8,7 10,2 6,3 7,4 7,5 8,2 5,2 5,6 8,4 9,0 5,1 5,8
Dez 5,2 6,2 7,4 9,1 5,9 6,6 6,2 7,0 3,3 4,0 6,0 7,0 3,8 4,3

FONTE: IBGE, Diretoria de pesquisas, departamento de emprego e rendimento, pesquisa mensal de emprego.

 

Taxa de desemprego aberto segundo o período de referência - Dezembro/2002

Série com ajustamento sazonal com os valores de 2001 recalculados

Mês/ano Total Regiões Metropolitanas
Recife Salvador Belo Horizonte Rio de Janeiro São Paulo Porto Alegre
semana 30dias semana 30dias semana 30dias semana 30dias semana 30dias semana 30dias semana 30dias
Dez 7,0 7,7 7,4 8,6 9,1 10,3 7,8 8,3 5,8 6,1 7,3 8,1 5,0 5,5
Jan/02 6,7 7,5 6,1 7,2 9,5 10,6 7,8 8,9 5,6 6,1 7,1 7,8 5,5 6,1
Fev 6,7 7,4 7,4 8,4 7,6 8,5 6,8 7,6 4,7 4,9 7,9 8,6 6,0 6,7
Mar 6,4 7,0 5,5 6,2 7,7 8,8 6,4 7,3 5,4 5,9 7,4 7,9 5,0 5,6
Abr 7,0 7,7 6,4 7,2 6,2 7,3 6,6 7,4 5,8 6,3 8,5 9,1 5,9 6,4
Mai 7,1 8,0 6,9 8,1 7,5 8,7 7,4 8,7 5,2 5,7 8,8 9,5 5,2 6,0
Jun 7,2 7,9 7,3 8,6 8,2 9,8 6,6 7,8 5,8 6,2 8,5 9,2 5,9 6,5
Jul 7,4 8,1 6,6 7,3 7,7 9,4 7,1 8,1 5,8 6,3 8,9 9,4 5,9 6,6
Ago 7,2 7,9 5,7 6,4 7,8 9,0 7,0 7,7 5,2 5,8 8,8 9,8 6,2 6,7
Set 7,6 8,4 7,3 8,7 7,6 8,4 7,0 7,4 5,6 6,0 9,4 10,4 6,4 7,0
Out 7,7 8,5 8,3 9,5 7,4 8,4 7,2 7,6 5,6 5,9 9,3 10,2 6,1 6,9
Nov 8,0 8,7 9,4 11,0 7,1 8,1 8,3 8,7 5,6 6,1 9,0 9,7 5,9 6,7
Dez 6,8 7,6 9,3 11,0 6,7 7,4 7,7 8,0 4,1 4,9 7,4 8,2 5,0 5,3

FONTE: IBGE, Diretoria de pesquisas, departamento de emprego e rendimento, pesquisa mensal de emprego. 
(*) Programa x12-arima

Taxa de desemprego com média anual

Ano 83 84 85 86 87 88 89 90 91 92 93 94 95 96 97 98 99 00 01 02
Jan 6,3 7,5 6,3 4,2 3,2 3,8 3,9 3,3 5,2 4,9 6,0 5,5 4,4 5,3 5,1 7,3 7,7 7,6 5,7 6,8
Fev 6,1 7,8 6,1 4,4 3,4 4,3 4,0 3,4 5,4 6,4 5,8 5,4 4,3 5,7 5,6 7,4 7,5 8,2 5,7 7,0
Mar 7,0 7,8 6,5 4,4 3,3 4,3 4,2 4,0 5,9 6,2 5,9 5,9 4,4 6,4 6,0 8,2 8,2 8,1 6,5 7,1
Abr 7,2 7,7 6,1 4,2 3,4 4,1 3,9 4,8 5,8 5,9 6,1 5,4 4,4 6,0 5,8 7,9 8,0 7,8 6,5 7,6
Mai 7,0 8,3 5,9 4,1 4,0 4,0 3,4 5,3 5,7 6,5 5,4 5,2 4,5 5,9 6,0 8,2 7,7 7,8 6,9 7,7
Jun 6,9 7,6 5,6 3,8 4,4 3,9 3,4 4,9 4,9   5,0 5,4 4,6 5,9 6,1 7,9 7,8 7,4 6,4 7,5
Jul 6,8 7,3 5,4 3,6 4,5 3,8 3,2 4,5 3,8   5,2 5,5 4,8 5,6 6,0 8,0 7,5 7,2 6,2 7,5
Ago 7,0 7,3 5,0 3,5 4,2 4,2 3,2 4,5 4,0 5,9 5,3 5,5 4,9 5,6 6,0 7,8 7,7 7,1 6,2 7,3
Set 7,1 6,8 4,8 3,2 4,0 3,8 3,2 4,3 4,4 5,7 5,1 5,1 5,2 5,2 5,6 7,7 7,4 6,7 6,2 7,5
Out 6,8 6,5 4,3 3,0 4,0 3,7 3,0 4,2 4,3 5,8 4,9 4,5 5,1 5,1 5,7 7,5 7,5 6,8 6,6 7,4
Nov 6,5 6,1 3,9 2,6 3,6 3,3 2,5 4,3 4,5 5,8 4,7 4,0 4,7 4,6 5,4 7,0 7,3 6,2 6,4 7,1
Dez 5,6 4,8 3,2 2,2 2,9 2,9 2,4 3,9 4,2 4,5 4,4 3,4 4,4 3,8 4,8 6,3 6,3 4,8 5,6 5,2
Média Anual 6,7 7,1 5,3 3,6 3,7 3,8 3,3 4,3 4,8 5,8 5,3 5,1 4,6 5,4 5,7 7,6 7,6 7,1 6,2 7,1

Estimativas Regiões metropolitanas de Recife, Salvador, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, São Paulo e Porto Alegre - Novembro/2002

Os resultados da Pesquisa Mensal de Emprego, realizada nas seis maiores regiões metropolitanas do País no mês de novembro revelam, em relação a outubro deste ano, queda (-1,0%) para o número de pessoas economicamente ativas (voltadas para o mercado de trabalho). O número de pessoas trabalhando caiu (-0,7%), assim como o número de pessoas procurando trabalho (-5,3%). A taxa média de desemprego aberto caiu ligeiramente, passando de 7,4% em outubro para 7,1% em novembro deste ano. O indicador livre das influências sazonais atingiu 8,0% em novembro. O valor observado no mês anterior foi de 7,7%. No gráfico 1, pode ser visualizada a taxa ajustada, no período de novembro de 2001 a novembro de 2002.

GRÁFICO 01
Taxa Média de Desemprego Aberto (%)
Com ajuste sazonal - novembro/2001 à novembro/2002

Em novembro do ano passado, a taxa média de desemprego aberto situou-se em 6,4%. O gráfico 2 apresenta a série do indicador, no mês de novembro, de 1994 a 2002.

GRÁFICO 02
Taxa Média de Desemprego Aberto
Meses de novembro - 1994/2002

Com relação aos setores de atividade, o número de trabalhadores diminuiu nos principais setores, as variações mais acentuadas ocorreram na construção civil (-2,6%) e na indústria de transformação (-1,0%). Considerando as categorias de ocupação, caiu o número de trabalhadores por conta própria (-2,4%) e de empregados sem carteira de trabalho assinada (-1,2%) e cresceu o número de empregados com carteira de trabalho assinada (0,6%).

De novembro do ano passado para novembro deste ano, o número de pessoas economicamente ativas aumentou (2,0%), em conseqüência do crescimento do número de pessoas trabalhando (1,3%) e de pessoas procurando trabalho (13,5%). Nesse período, a taxa média de desemprego aberto aumentou 0,7 ponto percentual. No que diz respeito aos setores de atividade, cresceu o número de pessoas trabalhando nos serviços (3,8%) e na indústria de transformação (0,4%). O número de trabalhadores decresceu na construção civil (-10,6%) e manteve-se estável no comércio. Dentre as categorias de ocupação, cresceu o número de empregados com carteira de trabalho assinada (3,6%), empregadores (1,6%) e empregados sem carteira de trabalho assinada (0,9%). O número de trabalhadores por conta própria decresceu (-2,5%).

O rendimento médio das pessoas ocupadas, referente ao mês de outubro deste ano, situou-se em R$ 797,82. Em termos reais , o rendimento caiu em relação a setembro deste ano (-1,9%) e a outubro do ano passado (-3,9%).

Com relação as categorias de ocupação, de setembro para outubro, caiu o rendimento médio dos empregados sem carteira de trabalho assinada (-2,7%), dos empregados com carteira de trabalho assinada (-2,0%) e dos trabalhadores por conta própria (-0,5%). De outubro do ano passado para outubro deste ano, decresceu o rendimento dos empregados com carteira de trabalho assinada (-5,2%), dos trabalhadores por conta própria (-3,9%) e dos empregados sem carteira de trabalho assinada (-2,6%).


O IBGE adota uma política de revisão de dados divulgados desta operação estatística. Por revisão de dados entende-se toda e qualquer revisão programada de dados numéricos, em que são disponibilizadas novas informações que não estavam acessíveis quando da primeira divulgação, tais como: um dado tardio que substitui uma não resposta; ou um dado corrigido pelo próprio informante; ou um conjunto de dados que foi submetido a processo de crítica e imputação. Para informações mais detalhadas sobre a política de revisão de dados divulgados das operações estatísticas do IBGE,  consultar a relação das pesquisas conjunturais, estruturais e especiais realizadas pelo Instituto, com o respectivo procedimento de revisão adotado, no endereço: https://biblioteca.ibge.gov.br/index.php/biblioteca-catalogo?view=detalhes&id=298009.