Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua - PNAD Contínua

Menu do Produto

Renda domiciliar per capita

O IBGE divulga os valores dos rendimentos domiciliares per capita para o Brasil e Unidades da Federação calculados com base nas informações oriundas da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua - PNAD Contínua.

Esta divulgação atende ao disposto na Lei Complementar 143/2013,que estabelece os novos critérios de rateio do Fundo de Participação dos Estados e do Distrito Federal - FPE e, em consequência, aos compromissos assumidos quanto à definição dos valores a serem repassados ao Tribunal de Contas da União - TCU para o cálculo dos fatores representativos do inverso do rendimento domiciliar per capita.


---

Nota: Em função de problemas encontrados na geração dos pesos da PNAD Contínua, referente ao mês de outubro de 2015, foi necessário recalcular os valores dos rendimentos domiciliares per capita de 2015 que foram divulgados no dia 26 de fevereiro de 2016. *

---

* Nota informativa sobre alteração de resultados após a divulgação da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua)

A alteração dos resultados referentes à PNAD Contínua divulgados nos dias 15/01/16, 19/02/16, 15/03/16 e 24/03/16 ocorreu em função de problemas detectados no processo de expansão da amostra da PNAD Contínua.

A taxa de desocupação para Brasil não sofreu alteração estatisticamente significativa.

Detalhamento: A PNAD Contínua é uma pesquisa por amostragem probabilística. Deste modo, para a geração dos resultados, é necessário definir fatores de expansão ou pesos que são associados a cada unidade selecionada para a amostra (domicílios e seus moradores). Estes pesos são obtidos através do plano amostral da pesquisa, que leva em conta as probabilidades de inclusão das unidades primárias de amostragem e domicílios da amostra e são ajustados para compensar a perda em função da não-resposta e pelos totais populacionais oriundos das projeções de população nos diferentes níveis geográficos de divulgação. No processo de expansão da amostra da PNAD Contínua, o ajuste no peso em função da não-resposta não considerou em seu cálculo o total de domicílios classificados como vagos, coletivos, improvisados, em ruínas e em construção. Ao constatar o problema, o IBGE tomou imediatamente as seguintes providências: recalculou os novos fatores de expansão; as estimativas de indicadores; e refez o plano tabular com as estimativas e suas respectivas precisões. Os resultados da PNAD Contínua e os microdados referentes às variáveis dos pesos foram substituídos e já estão disponíveis no portal do IBGE na Internet.

Diretoria de Pesquisas
20 de abril de 2016