Nossos serviços estão apresentando instabilidade no momento. Algumas informações podem não estar disponíveis.

Pesquisa Sindical

Sobre - 2001

A Pesquisa Sindical 2001, realizada em convênio com o Ministério do Trabalho e Emprego, com a interveniência do Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador - Codefat, teve por objetivo retratar a estrutura sindical brasileira.

As informações da pesquisa foram divulgadas em duas publicações. A primeira, contendo os primeiros resultados do levantamento, apresenta estatísticas sobre o número de sindicatos, segundo os tipos e as categorias econômicas e profissionais, sua distribuição regional e estadual, e o tamanho dos sindicatos, segundo classes de associados e abrangência da base territorial de representação. Contempla também aspectos da filiação dos sindicatos a centrais, federações e confederações sindicais e entidades de assessoramento técnico. A segunda publicação abarca um amplo conjunto de informações sobre o tema, dentre as quais se destacam os seguintes indicadores: número de sindicatos e de associados; taxa de sindicalização; negociações coletivas de trabalho realizadas; características das pessoas sindicalizadas; formas de representação nos locais de trabalho; principais serviços prestados e atividades oferecidas pelos sindicatos, como cursos de qualificação e requalificação de mão de obra; contribuições arrecadadas; filiação a centrais, federações e confederações sindicais e a entidades civis de assessoramento técnico, entre outros. A análise desses resultados evidencia as transformações ocorridas na organização sindical brasileira no período de 1992 a 2001 e as diferenças regionais observadas.

Ambas as publicações incluem notas técnicas com considerações metodológicas sobre a pesquisa e glossário com os termos e conceitos considerados essenciais para a compreensão dos resultados.

O conjunto dessas informações permite identificar o perfil dos sindicatos de empregadores e trabalhadores urbanos e rurais do País no ano de referência.