Sistema de Contas Nacionais - SCN

Menu do Produto

Sobre - 2018 Sistema de contas nacionais: Brasil

O Sistema de Contas Nacionais - SCN apresenta informações sobre a geração, a distribuição e o uso da renda no País. Há também dados sobre a acumulação de ativos, patrimônio financeiro e sobre as relações entre a economia nacional e o resto do mundo.

Com este informativo, o IBGE apresenta comentários analíticos sobre os principais destaques do SCN 2018. Esses comentários são ilustrados graficamente e traçam comparações em relação a 2017 e, para alguns indicadores, também em relação a 2000, ano de início da série, fornecendo, assim, uma síntese do desempenho da economia brasileira no período.

A exemplo das edições anteriores, o presente informativo também está disponibilizado no portal do IBGE na Internet, que reúne, ainda, notas com considerações metodológicas sobre o SCN – em que se destaca um glossário com os termos e conceitos considerados relevantes para a compreensão dos resultados –, além de Tabelas de Recursos e Usos, Contas Econômicas Integradas, e Tabelas Sinóticas para o período de 2000 a 2018. As Tabelas de Recursos e Usos mostram os fluxos de oferta e demanda dos bens e serviços, bem como a geração da renda e do emprego em cada atividade econômica. As Contas Econômicas Integradas, núcleo central do Sistema, oferecem uma visão do conjunto da economia, descrevendo, para cada setor institucional, seus fenômenos essenciais – produção, consumo, acumulação e patrimônio – e suas inter-relações. As Tabelas Sinóticas, por sua vez, reúnem as principais grandezas calculadas no Sistema de Contas Nacionais e permitem identificar, para cada ano do período considerado, os seguintes indicadores: o Produto Interno Bruto - PIB; a composição da oferta e da demanda agregada; a geração, a distribuição e o uso da renda nacional; a acumulação de capital; a capacidade ou necessidade de financiamento; as transações correntes com o resto do mundo; a renda per capita; a evolução da carga tributária; e a desagregação dos setores público e privado, para alguns agregados, entre outras informações da economia brasileira.

As informações da série do Sistema de Contas Nacionais - referência 2010, cabe ressaltar, são apresentadas segundo uma classificação de produtos e atividades integrada com a Classificação Nacional de Atividades Econômicas - CNAE 2.0 e estão em conformidade com o System of national accounts 2008, SNA 2008, manual preparado sob os auspícios da Organização das Nações Unidas - ONU, Comissão Europeia - Eurostat, Fundo Monetário Internacional - FMI, Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico - OCDE e Banco Mundial, o que reflete o compromisso do IBGE com a sistemática de revisões periódicas de suas práticas, conforme preconizam as recomendações internacionais.