Comunicados

Atualização das pesquisas econômicas conjunturais e do Sistema de Contas Nacionais

06/11/2020

Nota Técnica 01/2020

Pesquisa Mensal de Serviços – PMS
Pesquisa Mensal de Comércio - PMC
Pesquisa Industrial Mensal – Produção Física – PIM-PF
Sistemas de Contas Nacionais (SCN)

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) possui tradição na produção de informações estatísticas de curto prazo, com o objetivo de acompanhar o comportamento da situação econômica do país. A experiência adquirida ao longo do tempo fez com que a cada atualização das pesquisas conjunturais de indústria, comércio e serviços, e do Sistema de Contas Nacionais (SCN) fossem incorporadas melhorias nos aspectos de coleta, metodologia, análise e disseminação dos resultados, alinhadas com as recomendações internacionais.

A última atualização da amostra das empresas e estrutura de ponderação da Pesquisa Mensal de Comércio - PMC e da Pesquisa Mensal de Serviços – PMS aconteceu no ano de 2017, tendo como base as informações das empresas com 20 ou mais pessoas ocupadas da Pesquisa Anual de Comércio – PAC 2014 e da Pesquisa Anual de Serviços - PAS 2014. Já a Pesquisa Industrial Mensal – Produção Física – PIM-PF foi atualizada no ano de 2014, tendo como base as informações das empresas com 30 ou mais pessoas ocupadas das Pesquisas Industriais Anuais de 2010. No caso do Sistema de Contas Nacionais o ano atual de referência é 2010.

Nos anos subsequentes às atualizações, foram identificadas as principais necessidades por novas informações decorrentes de mudanças na economia e defasagem das bases amostrais. Sendo assim, iniciou-se, em 2019, o programa de trabalho que visava a atualização, ampliação da cobertura e detalhamento setorial destas pesquisas. A atualização das amostras tornou-se premente em função dos acontecimentos observados na economia brasileira a partir de 2015, em especial, o surgimento de empresas novas na economia digital como as empresas de serviços de aplicativos de transporte e alimentação, e no comércio, as empresas atacadistas de produtos alimentícios. No segmento industrial, as principais necessidades eram a atualização da cesta de produtos investigados, a estrutura de ponderação e a ampliação da cobertura regional da pesquisa.

Da mesma maneira, em 2019, foi iniciado um mapeamento das necessidades de atualização no SCN, para a incorporação de novas fontes de dados, mudanças metodológicas e atualização de estruturas.

Esse processo promoverá uma maior integração entre as estatísticas econômicas e a atualização das pesquisas conjunturais permitirá um aprimoramento das contas nacionais trimestrais.

 

Atualização das pesquisas econômicas conjunturais

Em função dos efeitos causados pela pandemia da COVID-19, o planejamento do projeto de atualização das pesquisas conjunturais passou por uma revisão no mês de agosto de 2020. Houve alteração em algumas metas e prazos, principalmente aquelas que dependem de abordagem de novos informantes nas pesquisas, além daquelas atividades de trabalho que exigem a realização de eventos presenciais.

No período 2021-2022 será dado prosseguimento aos trabalhos necessários para a atualização da produção das Pesquisas Econômicas Conjunturais, em uma perspectiva integradora com o Sistema de Contas Nacionais (ver sobre essa questão mais adiante).

O projeto tem como objetivo principal garantir a manutenção da relevância dos indicadores produzidos na Pesquisa Mensal do Comércio (PMC); na Pesquisa Mensal de Serviços (PMS) e na Pesquisa Industrial Mensal – Produção Física (PIM-PF). Para tanto, é fundamental realizar diferentes etapas do processo de produção estatística, entre as quais destacam-se:

  • a atualização das amostras de empresas e das estruturas de ponderação; e,
  • o cálculo do ano-base de referência, considerando as estatísticas estruturais mais recentes.

 

O escopo das atualizações consiste em:

  • Realizar coleta de informações em empresas das novas amostras ao longo de 2021;
  • Ampliar o âmbito da PMC, para incluir empresas classificadas como “Comércio atacadista especializado em produtos alimentícios, bebidas e fumo”;
  • Ampliar o detalhamento setorial das atividades de divulgação da PMS;
  • Ampliar o âmbito regional da PIM-PF, considerando os Estados do Mato Grosso do Sul, Maranhão e Rio Grande do Norte, e atualizar os segmentos industriais investigados nas Unidades para as quais já existe informação;
  • Realizar o desenvolvimento evolutivo dos sistemas de cálculo, coleta-web e centralizado das pesquisas;
  • Realizar a atualização das correspondências dos deflatores utilizados nas pesquisas PMC e PMS;
  • Realizar o encadeamento das séries temporais;
  • Realizar a atualização da modelagem dos fatores do ajuste sazonal das séries temporais;
  • Disseminar os novos indicadores conjunturais atualizados no primeiro semestre de 2022.

 

As pesquisas conjunturais foco de atualização são as seguintes:

 

Pesquisa: Pesquisa Industrial Mensal – Produção Física – PIM-PF

  • Objetivo: Servir como uma medida aproximada da evolução de curto prazo do valor adicionado da indústria ao longo do tempo. Para isso, são calculados indicadores para as indústrias extrativas e de transformação, nas visões Brasil e Unidades da Federação selecionadas, considerando apenas produtores domésticos de bens e serviços;
  • Tipo de operação estatística: Pesquisa de empresas;
  • Tipo de dados: Dados de pesquisa por amostragem não probabilística;
  • Periodicidade da divulgação: Mensal.

 

Pesquisa: Pesquisa Mensal de Comércio - PMC

  • Objetivo: Produzir indicadores que permitam acompanhar o comportamento conjuntural dos principais segmentos do comércio varejista e alguns segmentos atacadistas selecionados. O objetivo contemplado no desenho da amostra é a obtenção de estimativas dos totais populacionais referentes à variável receita bruta de revenda, por Unidades da Federação e por atividade de disseminação;
  • Tipo de operação estatística: Pesquisa de empresas;
  • Tipo de dados: Dados de pesquisa por amostragem probabilística;
  • Periodicidade da divulgação: Mensal.

 

Pesquisa: Pesquisa Mensal de Serviços - PMS

  • Objetivo: Produzir indicadores que permitam acompanhar o comportamento conjuntural dos principais segmentos do setor de serviços do Brasil. O objetivo contemplado no desenho da amostra é a obtenção de estimativas dos totais populacionais referentes à variável receita bruta de prestação de serviços, por unidade da federação e por atividade de disseminação.
  • Tipo de operação estatística: Pesquisa de empresas
  • Tipo de dados: Dados de pesquisa por amostragem probabilística;
  • Periodicidade da divulgação: Mensal



Sistema de Contas Nacionais: atualização e sincronicidade com as pesquisas econômicas conjunturais

Uma das regras adotadas nos Sistemas de contas nacionais (SCN) de todos os países é a rotina de mudanças de ano de referência das séries. Essas mudanças, que implicam em revisões das séries, são realizadas em períodos previamente determinados de forma a se evitar que as séries percam homogeneidade. No caso do Brasil, isso tem acontecido normalmente nos anos terminados em zero, as últimas foram 2000 e 2010. Além disso, os resultados devem também ser recalculadas para períodos anteriores, constituindo-se uma nova série histórica.

Normalmente a rotina de mudança de ano de referência de contas nacionais incorpora novas recomendações internacionais preconizadas no manual de contas nacionais – System of National Accounts (SNA), o último é de 2008 (adotado na nova série 2010), novas classificações de atividades e/ou produtos, novas fontes de dados, resultados de pesquisas realizadas, visando ao estabelecimento de marcos estruturais como, por exemplo, uma Pesquisa de Orçamentos Familiares ou um Censo Agropecuário etc.

Seguindo a lógica do cronograma das mudanças de ano de referência do SCN do Brasil, a nova série das contas nacionais estava prevista para ser no ano de 2020. Entretanto, em função dos impactos singulares da pandemia da COVID-19 na economia mundial, isso se tornou inviável, considerando a atipicidade desse ano. Assim, o ano da revisão da série passou para 2021.

Um dos pontos positivos dessa mudança é a coincidência com o período da mudança de ano de referência também das pesquisas econômicas conjunturais, já que elas se constituem numa das principais fontes de dados do Sistema de Contas Trimestrais (SCT). Esse fato propiciará uma homogeneidade entre conceitos, classificações e tratamentos, necessária e fundamental para a integração entre as contas nacionais e as pesquisas econômicas conjunturais.

 

Diretoria de Pesquisas

06 de novembro de 2020



Voltar para os comunicados