Pesquisa Anual de Serviços - PAS

Menu do Produto

O que é

A Pesquisa Anual de Serviços - a PAS levanta dados econômicos financeiros para conhecer detalhadamente o setor de serviços. Ela investiga anualmente empresas que atuam nos seguintes setores de serviços empresariais não financeiros: serviços prestados principalmente às famílias; serviços de informação e comunicação; serviços profissionais, administrativos e complementares; transportes, serviços auxiliares dos transportes e correio; atividades imobiliárias; e, serviços de manutenção e reparação, além de outras atividades de serviços.

Seus resultados podem ser usados para o planejamentos e a orientação de políticas públicas. Além disso, são informações importantes para o setor privado e para a comunidade acadêmica e o público em geral, além de fornecer informações para as Contas Nacionais.Os resultados também são usados por entidades de representação empresarial e consultorias especializadas, por exemplo, para entender o comportamento das atividades de serviços no País.

O primeiro contato com as empresas é feito, presencialmente ou por telefone, por técnicos do IBGE que comunicam sobre a seleção da empresa para responder à pesquisa. Em seguida, é encaminhado um email com o link do portal do IBGE para que o informante faça o download do questionário a ser preenchido. Pode-se ainda optar por receber o questionário eletrônico em CD-ROM. As empresas preenchem o questionário e enviam o mesmo pelo próprio programa baixado do portal do IBGE, sem necessidade de contato com técnicos de pesquisa.

Eventualmente, caso a empresa apresente dificuldades para preencher o questionário eletrônico, os técnicos do IBGE podem orientar o informante no preenchimento do questionário.

O sigilo das informações fornecidas é garantido por lei e faz parte dos princípios internacionais das estatísticas oficiais que norteiam todo o trabalho realizado pelo IBGE.

Sobre a publicação - 2015

A Pesquisa Anual de Serviços - PAS constitui uma importante fonte de dados setoriais para a compreensão do comportamento do mercado formal sob a ótica da oferta de serviços não financeiros. Seus resultados são relevantes para o cálculo do Produto Interno Bruto - PIB, além de constituírem uma referência para a análise das atividades que compõem o setor de serviços, em termos de pessoal ocupado, valor da produção e renda na economia.

Com o lançamento do presente informativo, o IBGE traz a público comentários analíticos  sobre os principais resultados da pesquisa, contemplando, entre outros aspectos, dados sobre pessoal ocupado, salários, retiradas e outras remunerações, receitas e valor adicionado bruto. Esses resultados, cabe destacar, têm por base a Classificação Nacional de Atividades Econômicas - CNAE 2.0 e foram organizados e tabulados em sete agrupamentos distintos: serviços prestados principalmente às famílias; serviços de informação e comunicação; serviços profissionais, administrativos e complementares; transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio; atividades imobiliárias; serviços de manutenção e reparação; e outras atividades de serviços. A análise está organizada em três partes: a primeira efetua uma comparação entre a estrutura produtiva do setor de serviços não financeiros no Brasil em 2007 e 2015; a segunda apresenta um ranking das principais atividades, segundo a receita operacional líquida do total da PAS para o mesmo período; e, por fim, a terceira parte traz uma avaliação da estrutura dos segmentos de serviços não financeiros em termos regionais.

Os informativos da PAS também são disponibilizados em meio impresso. As notas técnicas sobre a pesquisa são divulgadas em separado e podem ser acessadas apenas em meio digital, nesta página. Elas fornecem um amplo panorama metodológico da pesquisa, com informações sobre seu âmbito, unidade de investigação, classificação de atividades utilizada, conceitos e definições adotados, planejamento amostral, entre outros aspectos.

O IBGE disponibiliza ainda o plano tabular completo da PAS para cada um dos segmentos abarcados pela pesquisa, segundo as Grandes Regiões e as Unidades da Federação, bem como os resultados referentes às empresas com 20 ou mais pessoas ocupadas, considerando o período de 2013 a 2015. Os resultados retrospectivos possibilitam identificar algumas das transformações ocorridas no setor nesse período.

O conjunto dessas informações constitui a mais completa fonte de estatísticas sobre a estrutura produtiva do setor empresarial de serviços não financeiros no Brasil, fornecendo aos órgãos das esferas governamental e privada subsídios para o planejamento e a tomada de decisões, e, aos usuários em geral, informações para estudos setoriais mais aprofundados.

Principais resultados - 2015

#tabelasidra201795105717368

 

Quadros sintéticos - 2015

    Nenhum conteúdo disponível para exibição

    Microdados - 2015

    Nenhum conteúdo disponível para exibição

    Informações técnicas

    Metodologia da pesquisa (Série Relatórios Metodológicos, v. 33)


    As alterações ocorridas na pesquisa posteriormente à divulgação dos relatórios metodológicos são apresentadas sob a forma de Notas técnicas. Até 2014, essas notas constituem um capítulo próprio das publicações de resultados e, a partir de 2015, são divulgadas em separado. Para conhecê-las, consultar o seguinte endereço: https://biblioteca.ibge.gov.br/index.php/biblioteca-catalogo?view=detalhes&id=7150

    Séries históricas

    #seriehistorica20178592632828

    #seriehistorica20178592755250

    #seriehistorica20178593425632

    #seriehistorica20178593536503

    #seriehistorica201772921659

    Microdados

    Nenhum conteúdo disponível para exibição

    Portaria de precedência

    Downloads

    Conceitos e métodos - 2015

    As informações a seguir descrevem os metadados estatísticos, que são o conjunto de conceitos, métodos e aspectos relacionados às estatísticas, e são informações necessárias para compreender as características e a qualidade das estatísticas e interpretá-las corretamente.

    Informações Gerais

    Objetivo
    A Pesquisa Anual de Serviços - PAS tem por objetivo identificar as características estruturais básicas da atividade de serviços e suas transformações no tempo. Para tanto, pretende-se: · Construir um sistema de informações econômicas que permita a comparabilidade nos vários segmentos pesquisados, extraindo das empresas informações necessárias às estimativas do valor adicionado, emprego e salários; · Construir uma pesquisa contínua, que sirva de base para a elaboração de pesquisas detalhadas sobre segmentos específicos do setor serviços, tais como: turismo (hospedagem, agências de viagem, locadoras de automóveis), telecomunicações, informática, etc., denominadas "Pesquisas Satélites" · Dimensionar a distribuição regional da atividade no território nacional, fornecendo estimativas básicas, segundo classes de atividades econômicas selecionadas, para as Unidades da Federação; · Fornecer as informações necessárias ao tratamento do setor serviços e seus segmentos, no Sistema de Contas Nacionais.
    Tipo de operação estatística
    Pesquisa de empresas
    Tipo de dados
    Dados de pesquisa por amostragem probabilística
    Periodicidade de divulgação
    Anual
    Abrangência geográfica
    Nacional
    População-alvo
    Empresas juridicamente constituídas, isto é, registradas no Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas do Ministério da Fazenda (CNPJ) e classificadas como prestadoras de serviço pela predominância de receita, segundo o Cadastro Central de Empresas do IBGE - CEMPRE.

    Metodologia

    A PAS é uma pesquisa realizada com base na técnica de amostragem aleatória estratificada simples. O cadastro básico de seleção da amostra PAS é obtido a partir do Cadastro Central de Empresas - Cempre, cuja gestão está sob a responsabilidade da Gerência do Cadastro Central de Empresas do IBGE, atualizado pelas pesquisas por empresas do ano anterior e pelos registros administrativos do Ministério do Trabalho, a saber: a Relação Anual de Informações Sociais - RAIS do ano anterior e o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados - Caged do ano de referência.
    A empresa é a unidade amostral, isto é, a unidade utilizada para seleção e expansão da amostra. O objetivo contemplado no desenho da amostra da PAS é a obtenção de estimativas de totais populacionais referentes às variáveis investigadas por Unidade da Federação, segundo os níveis de classificação de atividades.
    Técnica de coleta:
    CAPI - Entrevista pessoal assistida por computador, CASI - Questionário eletrônico autopreenchido, PAPI - Entrevista pessoal com questionário em papel, Telefone
    Procedimento de amostragem
    A amostra da PAS é composta por dois tipos de estratos: natural e final. Os estratos naturais são construídos a partir da união de empresas com a mesma combinação de Unidade da Federação e agrupamentos de classificação de atividade. Os estratos finais são obtidos pela subdivisão de cada estrato natural em outros três estratos: certo, gerencial e amostrado. A alocação das empresas em cada um desses estratos é dada pelo pessoal ocupado, de acordo com o cadastro básico de seleção da amostra, segundo os seguintes critérios:
    • Estrato certo - empresas com 20 ou mais pessoas ocupadas;
    • Estrato gerencial - empresas com menos de 20 pessoas ocupadas e que atuam em mais de uma Unidade da Federação; e
    • Estrato amostrado - empresas com menos de 20 pessoas ocupadas e que atuam em apenas uma Unidade da Federação. A partir do ano 2005, no plano amostral da PAS, o estrato amostrado passou a ser subdividido em outros
    três estratos, a saber:
    1) Estrato amostrado A1 - empresas com 0 a 4 pessoas ocupadas;
    2) Estrato amostrado A2 - empresas com 5 a 9 pessoas ocupadas; e
    3) Estrato amostrado A3 - empresas com 10 a 19 pessoas ocupadas.

    Cabe ressaltar que existem algumas exceções: empresas que, no cadastro básico de seleção da amostra da pesquisa, possuem menos de 20 pessoas ocupadas são incluídas no estrato certo quando apresentam o somatório da receita bruta de prestação de serviços, mais receita bruta de edição, edição e impressão, mais receita bruta de venda e aluguel de imóveis próprios no mesmo patamar das empresas do estrato certo da pesquisa do ano anterior.

    As empresas do estrato final certo de cada estrato natural são todas incluídas na amostra. As empresas pertencentes a cada estrato final amostrado são selecionadas usando-se amostragem aleatória simples sem reposição.

    Das 1 687 906 empresas de serviços que compuseram o cadastro básico de seleção da PAS, 113 687 (6,7%) foram selecionadas, das quais 79 447 (69,9%) são do estrato certo; 5 178 (4,6%), do estrato gerencial; 13 119 (11,5%), do estrato amostrado A1; 8 468 (7,4%), do estrato amostrado A2; e 7 475 (6,6%), do estrato amostrado A3.

    Temas

    Temas e subtemas
    Serviços, Estatísticas econômicas setoriais
    Principais variáveis
    . pessoal ocupado;
    · salários, retiradas e outras remunerações;
    · demonstrativo da receita;
    · receitas operacional líquida;
    · origem da receita líquida;
    · gastos com pessoal;
    · gastos com materiais utilizados na prestação de serviços;
    · outros custos e despesas operacionais;
    · despesas financeiras;
    · aquisições e baixas de ativos tangíveis; e
    · dados de regionalização.

    Unidades de informação

    Unidade de investigação
    Empresa
    Unidade de análise
    Empresa
    Unidade informante
    Empresa.

    Períodos de referência

    Ano - 01/01/2015 a 31/12/2015
    Data - 01/01/2015
    Data - 31/03/2015
    Data - 31/12/0215
    Data - 30/09/2015
    Data de início da coleta
    07/05/2016
    Data do fim da coleta
    31/10/2016

    Disseminação

    Formas de disseminação
    Banco de Dados Agregados - SIDRA, Publicação Digital (online)
    Nível de desagregação geográfica
    Unidade da Federação
    Nível de divulgação
    Brasil Grandes Regiões Unidade da Federação

    Instrumentos de coleta

    Histórico

    A Pesquisa Anual de Serviços - PAS foi iniciada em 1998 e insere-se no modelo das pesquisas anuais de caráter estrutural, respondendo, em substituição aos Censos Econômicos, pelas informações necessárias à caracterização da estrutura produtiva dos diversos segmentos das atividades de serviços que abrange.
    As pesquisas de 1998 e 1999 foram coletadas presencialmente pelos agentes de pesquisa e mapeamento (APMs) através de questionários em papel ou eletrônicos. As duas pesquisas foram publicadas em uma única edição, em 2001.
    A partir da coleta do ano 2000 foi implantado o sistema Economicas.net, que permitia aos informantes responder remotamente o questionário de suas empresas. Também a partir da edição do ano 2000, publicada em 2002, a pesquisa passou a ser lançada anualmente.
    A edição de 2006, publicada em 2008, trouxe uma inovação metodológica no desenho da amostra. Até a pesquisa de 2005, os estratos da amostra eram divididos apenas em certo, com mais de 20 pessoas ocupadas (ou mais de 15 para empresas de publicidade) e amostrado, com menos de 20 pessoas ocupadas. As empresas do estrato certo foram todas incluídas na amostra, enquanto em cada estrato final amostrado as empresas foram selecionadas usando-se amostragem aleatória simples sem reposição. A partir de 2006, o estrato certo foi dividido em três estratos: 1) A1: empresas com 0 a 4 pessoas ocupadas; 2) Estrato amostrado A2: empresas com 5 a 9 pessoas ocupadas;3) Estrato amostrado A3: empresas com 10 a 19 pessoas ocupadas (10 a 14, no caso de empresas de publicidade).
    Em 2007, com a entrada em vigor da CNAE 2.0, os resultados da pesquisa foram publicados na versão anterior da classificação de atividades, para encerrar a série na CNAE 1.0, e na nova versão, dando início a nova série.
    Da edição de 2008 em diante foi suprimida a diferenciação do tamanho do estrato certo para as empresas de publicidade.

    Saiba mais

    https://metadados.ibge.gov.br/consulta/estatisticos/operacoes-estatisticas/PY

    Calendário

    Próximas divulgações

    Nenhuma divulgação futura


    Divulgações anteriores

    Operação estatísticaData da divulgação
    Pesquisa Anual de Serviços
    Período de referência: 2015
    22/09/2017

    Publicações - 2015

    Material de apoio

    Nenhum material de apoio cadastrado para esse item

    Erramos

    Nenhum conteúdo disponível para exibição