Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil - SINAPI

Submenu

O que é

O Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil - SINAPI tem por objetivo a produção de séries mensais de custos e índices para o setor habitacional, e de séries mensais de salários medianos de mão de obra e preços medianos de materiais, máquinas e equipamentos e serviços da construção para os setores de saneamento básico, infraestrutura e habitação. O Sistema é uma produção conjunta do IBGE e da Caixa Econômica Federal - Caixa, realizada por meio de acordo de cooperação técnica, cabendo ao Instituto a responsabilidade da coleta, apuração e cálculo, enquanto à CAIXA, a definição e manutenção dos aspectos de engenharia, tais como projetos, composições de serviços etc. As estatísticas do SINAPI são fundamentais na programação de investimentos, sobretudo para o setor público. Os preços e custos auxiliam na elaboração, análise e avaliação de orçamentos, enquanto os índices possibilitam a atualização dos valores das despesas nos contratos e orçamentos.


Periodicidade: Mensal
Abrangência geográfica: Brasil, Grandes Regiões e Unidades da Federação.

Destaques

#seriehistorica201794134031149

 

 

Resultados

#tabelasidra201794143114496

 

#seriehistorica20179415421717

 

 

Séries históricas

#seriehistorica201793162745269

#seriehistorica201793162929495

#seriehistorica201793163041787

#seriehistorica201793163242797

 

Microdados

Nenhum conteúdo disponível para exibição

Portaria de precedência

Divulgação dos resultados de indicadores conjunturais

 

Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão
GABINETE DO MINISTRO
PORTARIA Nº 355, DE 5 DE NOVEMBRO DE 2007
(Publicada no Diário Oficial da União nº 213, Seção 1, de 06.11.2007)

 

O MINISTRO DE ESTADO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO, no uso das atribuições que lhe confere o inciso II, do artigo 87 da Constituição Federal, resolve:

Art. 1º - A divulgação dos resultados de indicadores conjunturais produzidos pela Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE seguirá as seguintes etapas:

I - às sete horas do dia da divulgação serão encaminhados os resultados, acompanhados de um sumário-executivo elaborado pelo IBGE, para as autoridades da lista de precedência;

II - às nove horas do dia da divulgação serão encaminhados os resultados para os órgãos de imprensa e disseminados na Internet, através do sítio https://www.ibge.gov.br.

§ 1º. Os técnicos do IBGE estarão disponíveis para prestar esclarecimentos aos usuários sobre os resultados da pesquisa divulgada a partir do encaminhamento de que trata o inciso II do caput.

§ 2º. O disposto nesta portaria aplica-se a qualquer indicador conjuntural produzido pelo IBGE, especialmente aos seguintes:

I - Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC);

II - Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA);

III - Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo - Especial (IPCA-E);

IV - Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA-15);

V - Pesquisa Mensal de Emprego (PME);

VI - Contas Nacionais Trimestrais;

VII - Pesquisa Industrial Mensal - Produção Física Brasil (PIM-PF Brasil);

VIII - Pesquisa Industrial Mensal - Produção Física Regional (PIM-PF Regional);

IX - Pesquisa Industrial Mensal de Emprego e Salário - (PIMES);

X - Pesquisa Mensal de Comércio (PMC);

XI - Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil (SINAPI);

XII - Conjuntura Agropecuária (Levantamento Sistemático da Produção Agrícola - mensal; Pesquisa Trimestral de Abate de Animais; Pesquisa Trimestral de Leite; Pesquisa Trimestral de Produção de Ovos de Galinha; Pesquisa Trimestral do Couro).

Art. 2° - A relação das autoridades constantes da lista de precedência específica a cada pesquisa de indicadores conjunturais, será divulgada por intermédio de Nota Oficial da Instituição e disseminada no portal do IBGE na Internet, através do sítio https://www.ibge.gov.br

Art. 3º - As autoridades constantes da lista de precedência deverão observar o mais rigoroso sigilo das informações referentes aos indicadores de que trata esta Portaria, nos termos do disposto na Lei nº 8.112, de 11 de dezembro de 1990.

Art. 4º - Revogam-se as Portarias nº 164/MP, de 20 de dezembro de 1999, e nº 167/MP, de 5 de setembro de 2003.

Art. 5º - Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação.

 

PAULO BERNARDO SILVA 


 O IBGE divulga a relação das autoridades que recebem com precedência os resultados das pesquisas conjunturais produzidas por esta Instituição: 

Ministro de Estado do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão - Dyogo Henrique de Oliveira

  • Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC)
  • Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA)
  • Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo - Especial (IPCA-E)
  • Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA-15)
  • Contas Nacionais Trimestrais
  • Pesquisa Industrial Mensal - Produção Física Brasil (PIM-PF Brasil)
  • Pesquisa Industrial Mensal - Produção Física Regional (PIM-PF Regional)
  • Pesquisa Mensal de Comércio (PMC)
  • Pesquisa Mensal de Serviços (PMS)
  • Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil (SINAPI)
  • Conjuntura Agropecuária
    • Levantamento Sistemático da Produção Agrícola - mensal
    • Pesquisa Trimestral de Abate de Animais
    • Pesquisa Trimestral de Leite
    • Pesquisa Trimestral de Produção de Ovos de Galinha
    • Pesquisa Trimestral do Couro
  • Índice de Preços ao Produtor - Indústrias Extrativas e de Transformação (IPP)
  • Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua)

 

Ministro de Estado da Fazenda - Henrique de Campos Meirelles

  • Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC)
  • Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA)
  • Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo - Especial (IPCA-E)
  • Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA-15)
  • Contas Nacionais Trimestrais
  • Pesquisa Mensal de Comércio (PMC)
  • Pesquisa Mensal de Serviços (PMS)
  • Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil (SINAPI)
  • Conjuntura Agropecuária
    • Levantamento Sistemático da Produção Agrícola - mensal
    • Pesquisa Trimestral de Abate de Animais
    • Pesquisa Trimestral de Leite
    • Pesquisa Trimestral de Produção de Ovos de Galinha
    • Pesquisa Trimestral do Couro
  • Pesquisa Industrial Mensal - Produção Física - Brasil (PIM-PF Brasil)
  • Pesquisa Industrial Mensal - Produção Física Regional (PIM-PF Regional)
  • Índice de Preços ao Produtor - Indústrias Extrativas e de Transformação (IPP)
  • Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua)

 

Ministro de Estado da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - Blairo Borges Maggi

  • Conjuntura Agropecuária
    • Levantamento Sistemático da Produção Agrícola - mensal
    • Pesquisa Trimestral de Abate de Animais
    • Pesquisa Trimestral de Leite
    • Pesquisa Trimestral de Produção de Ovos de Galinha
    • Pesquisa Trimestral do Couro
  • Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua)

 

Ministro de Estado da Indústria, Comércio e Serviços - Marcos Antônio Pereira

  • Contas Nacionais Trimestrais
  • Pesquisa Industrial Mensal - Produção Física - Brasil (PIM-PF Brasil)
  • Pesquisa Mensal de Comércio (PMC)
  • Pesquisa Mensal de Serviços (PMS)
  • Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua)

 

Ministro-Chefe da Casa Civil da Presidência da República - Eliseu Lemos Padilha

  • Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC)
  • Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA)
  • Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo - Especial (IPCA-E)
  • Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA-15)
  • Contas Nacionais Trimestrais
  • Pesquisa Industrial Mensal - Produção Física Brasil (PIM-PF Brasil)
  • Pesquisa Industrial Mensal - Produção Física Regional (PIM-PF Regional)
  • Pesquisa Mensal de Comércio (PMC)
  • Pesquisa Mensal de Serviços (PMS)
  • Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil (SINAPI)
  • Conjuntura Agropecuária
    • Levantamento Sistemático da Produção Agrícola - mensal
    • Pesquisa Trimestral de Abate de Animais
    • Pesquisa Trimestral de Leite
    • Pesquisa Trimestral de Produção de Ovos de Galinha
    • Pesquisa Trimestral do Couro
  • Índice de Preços ao Produtor - Indústrias Extrativas e de Transformação (IPP)
  • Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua)

 

Presidente do Banco Central - Ilan Goldfajn

  • Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC)
  • Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA)
  • Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo - Especial (IPCA-E)
  • Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA-15)
  • Contas Nacionais Trimestrais
  • Pesquisa Industrial Mensal - Produção Física Brasil (PIM-PF Brasil)
  • Pesquisa Industrial Mensal - Produção Física Regional (PIM-PF Regional)
  • Pesquisa Mensal de Comércio (PMC)
  • Pesquisa Mensal de Serviços (PMS)
  • Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil (SINAPI)
  • Conjuntura Agropecuária
    • Levantamento Sistemático da Produção Agrícola - mensal
    • Pesquisa Trimestral de Abate de Animais
    • Pesquisa Trimestral de Leite
    • Pesquisa Trimestral de Produção de Ovos de Galinha
    • Pesquisa Trimestral do Couro
  • Índice de Preços ao Produtor - Indústrias Extrativas e de Transformação (IPP)
  • Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua)

 

Presidente da Caixa Econômica Federal - Gilberto Magalhães Occhi

    Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil (SINAPI)

 

Ministro de Estado do Trabalho - Ronaldo Nogueira de Oliveira

  • Contas Nacionais Trimestrais
  • Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua)

 

Diretor do Departamento de Estudos Econômicos e Pesquisas do Ministério do Turismo - José Francisco de Salles Lopes

  • Pesquisa Mensal de Serviços (PMS)

 

Roberto Luís Olinto Ramos
Presidente do IBGE
Atualizado em 8 de agosto de 2017

  

Divulgação dos resultados de indicadores estruturais

 

Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão
GABINETE DO MINISTRO
PORTARIA Nº 15, DE 27 DE JANEIRO DE 2005
(Publicada no Diário Oficial da União edição número 20 de 28/01/2005)

 

O MINISTRO DE ESTADO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO, INTERINO, no uso das atribuições que lhe confere o art. 87, parágrafo único, incisos I e II, da Constituição e considerando o disposto no art. 27, inciso XVII, alínea "c", da Lei nº 10.683, de 28 de maio de 2003, resolve:

Art. 1º - Disciplinar os procedimentos a serem observados na divulgação dos resultados de indicadores estruturais produzidos pela Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE.

Art. 2º Os resultados serão encaminhados pela Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE ao Ministro do Planejamento, Orçamento e Gestão, com antecedência mínima de quarenta e oito horas do horário fixado no art. 3º, inciso I, desta Portaria.

Art. 3º No dia da divulgação dos resultados dos indicadores de que trata esta Portaria, serão observados:

I - liberação para a imprensa e disponibilização pela Internet, no endereço: (https://www.ibge.gov.br), às 10 horas;

II - os técnicos do IBGE somente poderão prestar esclarecimentos sobre os resultados dos indicadores estruturais após a liberação e publicação na forma do inciso I.

Art. 4º Os servidores que tenham conhecimento prévio dos resultados deverão manter rigoroso sigilo, sob pena de responsabilidade nos termos da Lei nº 8.112, de 11 de dezembro de 1990.

Art. 5º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação.

 

NELSON MACHADO

 

 

Downloads

Conceitos e métodos

As informações a seguir descrevem os metadados estatísticos, que são o conjunto de conceitos, métodos e aspectos relacionados às estatísticas, e são informações necessárias para compreender as características e a qualidade das estatísticas e interpretá-las corretamente.

Objetivo

O SINAPI tem por objetivo a produção de séries mensais de custos e índices de custos da construção civil, em diferentes níveis de agregação técnica e espacial, visando permitir a programação de investimentos e a execução e análise de orçamentos.

Tipo de operação estatística

Pesquisa de preços e custos

Tipo de dados

Dados de pesquisa por amostragem não probabilística

Periodicidade de divulgação

Mensal

Abrangência geográfica

Nacional

População-alvo

Estabelecimentos comerciais e industriais fornecedores de materiais de construção para projetos de edificações residenciais e obras de infraestrutura.

Metodologia

As séries mensais de custos e índices de custos referem-se ao valor do metro quadrado de uma construção no canteiro de obras. Não se incluem as despesas com projetos em geral, licenças, seguros, instalações provisórias, depreciações dos equipamentos, compra de terreno, administração, financiamento e aquisição de equipamentos. Os pesquisadores do IBGE visitam uma amostra de estabelecimentos comerciais, industriais e empresas de construção com o fim de obterem os preços dos produtos à venda e os salários vigentes.

Como a quantidade de insumos é demasiadamente grande, inviabilizando a realização mensal da coleta de preços, o sistema foi concebido de forma a disponibilizar mensalmente os preços de todos os insumos a partir da coleta de parte deles. Para tanto, organizou-se os insumos afins ou semelhantes, ou seja, insumos com mesmo processo para fabricação e igual composição de matérias-primas, em agrupamentos denominados "Famílias Homogêneas". Estas são constituídas de "Insumos Representantes ou Chefes de Famílias", pesquisados mensalmente, e de "Insumos Representados", que têm os preços mensais gerados a partir da coleta dos preços dos representantes. Este critério de imputação se baseia na utilização de coeficientes de representatividade, que são obtidos, para cada família, a partir da relação entre o preço do representante com os preços de cada um de seus representados. São gerados periodicamente a partir da chamada coleta extensiva de preços e salários, que abrange o conjunto total de insumos.

São considerados 37 projetos, abrangendo 33 residenciais e 4 comerciais, para os quais se relacionam serviços (etapas de obra), cada qual com suas respectivas quantidades. A cada serviço estão associados diferentes especificações, atendendo a quatro padrões de acabamento: alto, normal, baixo e mínimo. A execução de cada serviço exige determinada composição técnica, que se caracteriza por materiais e mão de obra em quantidades determinadas.
Técnica de coleta:
CAPI - Entrevista pessoal assistida por computador

Temas

Temas e subtemas
Preços e custos
Principais variáveis
Preços medianos, salários medianos, custo de projeto em metro quadrado, custo médio em metro quadrado na moeda corrente, custo médio em metro quadrado em número-índice.

Unidades de informação

Unidade de investigação
Estabelecimento
Unidade de análise
Estabelecimento.

Períodos de referência

Mês - 01/11/2017 a 30/11/2017
Data de início da coleta
01/11/2017
Data do fim da coleta
16/11/2017

Disseminação

Formas de disseminação
Publicação Digital (on line)
Nível de desagregação geográfica
Região Metropolitana
Nível de divulgação
Os preços medianos de materiais, serviços e salários das categorias socioprofissionais são divulgados a nível das Unidades da Federação. Os custos de construção para projetos residenciais e comerciais, os custos médios e índices de custos da construção civil são divulgados a nível nacional, Grandes Regiões e Unidades da Federação.

Histórico

O SINAPI - Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil foi implantado em 1969 pelo BNH - Banco Nacional da Habitação. Para o BNH, enquanto órgão governamental que era responsável pelos programas habitacionais, era necessário dispor de informações detalhadas de custos e índices da construção. As informações de custos são fundamentais para análise e avaliação de orçamentos, permitindo a programação de investimentos. As informações de índices permitem o reajustamento e atualização de orçamentos.

O SINAPI visou o preenchimento de lacunas relativas à disponibilidade de custos e índices de custos até então existentes. A Lei de Incorporações determinava que os Sindicatos da Indústria da Construção Civil deveriam calcular mensalmente os custos de construção de projetos padronizados de 1, 4, 8 e 12 pavimentos, com apartamentos de 2 e 3 quartos, nos padrões alto, normal e baixo. Como base de cálculo, usariam "cestas de insumos" estudadas pela ABNT, constantes do Projeto de Norma Brasileira (PNB - 140). Com relação a "índices de custos da construção", na época, somente a Fundação Getúlio Vargas (FGV) acompanhava o preço de uma cesta de insumos para o Rio de Janeiro, representativa de um prédio de três andares.

Em janeiro de 1985, a produção integral do SINAPI, ou seja, a coleta e o processamento, passou a ser responsabilidade do IBGE, permanecendo com o BNH a manutenção do Sistema quanto aos aspectos técnicos de engenharia. Após a extinção do BNH, aquelas que eram suas atribuições foram assumidas pela CAIXA - Caixa Econômica Federal.

Em 1994, resolução do Conselho Curador do FGTS (nº 161/94) determinou que a CAIXA padronizasse os procedimentos técnicos de análise de custos de empreendimentos no setor habitacional, saneamento básico e infraestrutura urbana.

Atendendo a esta resolução, a CAIXA ampliou os objetivos do SINAPI e, além do convênio para a produção das estatísticas relativas a área de edificações, assinou outro convênio com o IBGE para a implantação e realização da coleta mensal de preços e salários dos novos setores.

Finalmente, em 04/07/02 foi aprovada pela Comissão Mista de Planos, Orçamentos Públicos e Fiscalização do Congresso Nacional a Lei de Diretrizes Orçamentárias para o exercício de 2003, que em seu artigo 93 estabelece que o SINAPI passa a ser a referência para delimitação dos custos de execução de obras públicas em substituição ao Custo Unitário Básico - CUB, processado pelos Sindicatos da Construção Civil.

Saiba mais

https://metadados.ibge.gov.br/consulta/dthPesquisa.aspx?codPesquisa=SI

Calendário

Próximas divulgações

Nenhuma divulgação futura


Divulgações anteriores

Operação estatísticaData da divulgação
Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil
Período de referência: 11/2017
08/12/2017
Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil
Período de referência: 10/2017
10/11/2017
Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil
Período de referência: 9/2017
06/10/2017
Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil
Período de referência: 8/2017
06/09/2017
Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil
Período de referência: 7/2017
09/08/2017
Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil
Período de referência: 6/2017
07/07/2017
Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil
Período de referência: 5/2017
09/06/2017
Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil
Período de referência: 4/2017
10/05/2017
Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil
Período de referência: 3/2017
07/04/2017
Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil
Período de referência: 2/2017
10/03/2017
Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil
Período de referência: 1/2017
08/02/2017
Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil
Período de referência: 12/2016
11/01/2017

Material de apoio

Nenhum material de apoio cadastrado para esse item

Erramos

Nenhum conteúdo disponível para exibição