Pesquisa de Serviços de Hospedagem - PSH

Menu do Produto

O que é

A Pesquisa de Serviços de Hospedagem, realizada pelo IBGE em parceria com o Ministério do Turismo, teve por objetivos identificar os tipos e categorias de estabelecimentos desse segmento e mensurar o número de unidades habitacionais e leitos existentes, fornecendo, assim, um quadro atualizado da capacidade de hospedagem disponível.

O primeiro conjunto de informações da pesquisa, para os Municípios das Capitais, foi apresentado apenas no portal do IBGE na Internet.

Além das estatísticas anteriormente divulgadas, a presente publicação traz tabelas adicionais sobre as principais características dos estabelecimentos de hospedagem localizados naquelas municipalidades e contempla, nesta edição, um recorte geográfico mais detalhado, com dados, também, para as Regiões Metropolitanas das Capitais e as Regiões Integradas de Desenvolvimento - RIDE. Os resultados referem-se ao número de estabelecimentos por tipos e categorias, número de estabelecimentos por grupos de unidades habitacionais, número de unidades habitacionais, número de leitos e capacidade total de hóspedes, tendo por base a Classificação Nacional de Atividades Econômicas - CNAE 2.0 para delimitação dos tipos de alojamento considerados. 

Essas estatísticas constituem importantes ferramentas para os planejamentos público e privado, especialmente em um momento em que o País se prepara para sediar grandes eventos esportivos internacionais.

Sobre - 2016

A Pesquisa de Serviços de Hospedagem, realizada pelo IBGE em parceria com o Ministério do Turismo, teve por objetivos identificar os tipos e categorias de estabelecimentos desse segmento e mensurar o número de unidades habitacionais e leitos existentes, fornecendo, assim, um quadro atualizado da capacidade de hospedagem disponível.

O primeiro conjunto de informações da pesquisa, para os Municípios das Capitais, foi apresentado apenas no portal do IBGE na Internet.

Além das estatísticas anteriormente divulgadas, a presente publicação traz tabelas adicionais sobre as principais características dos estabelecimentos de hospedagem localizados naquelas municipalidades e contempla, nesta edição, um recorte geográfico mais detalhado, com dados, também, para as Regiões Metropolitanas das Capitais e as Regiões Integradas de Desenvolvimento - RIDE. Os resultados referem-se ao número de estabelecimentos por tipos e categorias, número de estabelecimentos por grupos de unidades habitacionais, número de unidades habitacionais, número de leitos e capacidade total de hóspedes, tendo por base a Classificação Nacional de Atividades Econômicas - CNAE 2.0 para delimitação dos tipos de alojamento considerados. A publicação inclui, ainda, notas técnicas, com considerações metodológicas sobre a pesquisa, e um glossário com os conceitos tidos como relevantes para a compreensão dos resultados. O CD-ROM que a acompanha reproduz o volume impresso.

Essas estatísticas constituem importantes ferramentas para os planejamentos público e privado, especialmente em um momento em que o País se prepara para sediar grandes eventos esportivos internacionais.

Principais resultados - 2016

#tabelasidra20177516527324

#tabelasidra2017751653442

#tabelasidra201775165539703

#tabelasidra201775165659889

Quadros sintéticos - 2016

    Nenhum conteúdo disponível para exibição

    Microdados - 2016

    Nenhum conteúdo disponível para exibição

    Informações técnicas

    Notas Técnicas

    A Pesquisa de Serviços de Hospedagem - PSH 2016 foi realizada com a finalidade de investigar um conjunto de variáveis para esse segmento, que, por suas características específicas, não são levantadas nas pesquisas estruturais anuais.

    Objetivo da pesquisa

    A pesquisa teve por objetivo identificar os estabelecimentos de hospedagem em operação no País, conhecer suas características e mensurar sua capacidade de hospedagem, em termos de número de unidades habitacionais e de leitos, para os diversos tipos e categorias de estabelecimentos.

    As informações da pesquisa são essenciais para o conhecimento desse segmento e seus resultados permitem ao setor privado aprofundar as análises de mercado, conhecer os tipos e categorias de estabelecimentos de hospedagem existentes e a capacidade do sistema de hospedagem no Brasil. Aos governos, seus resultados oferecem subsídios para o desenvolvimento de políticas públicas para o setor.

    Âmbito da pesquisa

    A PSH 2016 foi aplicada nos estabelecimentos que atenderam aos seguintes requisitos:

    • Estar em situação ativa no Cadastro Central de Empresas - Cempre, do IBGE, em 2014 e 2015, independentemente do número de pessoas ocupadas, nas seguintes classes da CNAE 2.0:
    • 55.10-8 - Hotéis e similares; e
    • 55.90-6 - Outros tipos de alojamento não especificados; e
    • Pertencer a empresa sujeita ao regime jurídico das entidades empresariais, excluindo-se, portanto, órgãos da administração pública direta e instituições privadas sem fins lucrativos.

    Não fizeram parte do âmbito da pesquisa os estabelecimentos identificados como asilos de crianças e idosos, casas de repouso, clínicas de recuperação de dependentes químicos etc. Também foram excluídos os estabelecimentos de hospedagem de uso privado de empresas e instituições, como clubes campestres e colônias de férias, e estabelecimentos sem finalidade turística, como repúblicas de estudantes, alojamentos universitários, clínicas de emagrecimento, spas, entre outros.

    Unidade de investigação

    A unidade de investigação da PSH 2016 é o estabelecimento, definido como sendo a unidade produtiva pertencente a uma firma ou razão social. Corresponde, na prática, ao endereço de atuação da empresa, onde gera receita como parte da exploração de uma ou mais atividades econômicas, podendo uma única empresa ter vários estabelecimentos. Não fizeram parte da pesquisa os estabelecimentos correspondentes às unidades administrativas sem faturamento, tais como: sede isolada de empresas, escritórios de representação, escritórios contábeis, depósitos, estacionamentos etc.

    Cadastro de informantes da pesquisa

    O cadastro de informantes da PSH 2016 totalizou 43 157 estabelecimentos e foi construído com base no Cadastro Central de Empresas - Cempre, do IBGE, atualizado pela Relação Anual de Informações Sociais - RAIS, para os anos 2014 e 2015, pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados - Caged, do Ministério do Trabalho, e pelo cadastro disponibilizado pelo Ministério do Turismo.

    Coleta de dados

    A coleta de dados da PHS 2016 foi realizada pelo Centro de Entrevista Telefônica Assistida por Computador - Cetac, no qual a equipe técnica do IBGE buscou identificar no estabelecimento o profissional mais qualificado para prestar as informações.

    O método de coleta por entrevista direta com as empresas busca assegurar uniformidade no entendimento conceitual da pesquisa. Para garantir essa uniformidade, o IBGE adotou os seguintes procedimentos:

    • Identificação do informante - a primeira etapa da pesquisa consistiu na identificação do informante, ou seja, na busca de profissional da área de hospedagem, que fosse capaz de fornecer as informações requeridas;
    • Agendamento da entrevista - a segunda etapa consistiu na definição da data e hora para a realização da entrevista; e
    • Realização da entrevista.

    Na entrevista por telefone foi utilizado um sistema de entrada de dados inteligente, desenvolvido especificamente para a pesquisa, para garantir a consistência das informações solicitadas.

    Em algumas situações, que envolveram telefones incorretos ou exigências das empresas, a coleta foi realizada de forma presencial, para a qual a pesquisa contou com a imprescindível colaboração da Rede de Agências do IBGE.

    Muito embora a pesquisa tenha sido baseada em um único questionário, o levantamento de dados foi dividido em dois subsistemas, a saber:

    • Coleta simplificada - realizada para os estabelecimentos selecionados com pessoal ocupado menor que 5 no Cadastro Central de Empresas - Cempre 2014 e 2015. Para esse conjunto foram investigadas as seguintes variáveis: tipo de estabelecimento, total de unidades habitacionais e total de leitos.
    • Coleta completa - realizada para os estabelecimentos selecionados com pessoal ocupado maior ou igual a 5 no Cadastro Central de Empresas - Cempre 2014 e 2015 e os estabelecimentos do cadastro do Ministério do Turismo. Para esse conjunto foram investigadas todas as variáveis do questionário (Anexo).

    No decorrer do processo de coleta, foram identificadas diversas situações que não resultaram na aplicabilidade do questionário, a saber:

    • Estabelecimentos fora do âmbito - estabelecimentos que não desenvolvem atividade de serviços de hospedagem para fins turísticos;
    • Estabelecimentos paralisados/extintos;
    • Estabelecimentos não localizados;
    • Estabelecimentos impossibilitados de prestar informações; e
    • Estabelecimentos com recusa.

    Dessa forma, o resultado final da coleta pode ser sintetizado na Tabela 1, a seguir.

    Tabela 1 - Situação de coleta da pesquisa - Brasil - 2016

    Situação de coleta Número de estabelecimentos
    Cadastro inicial  43 157
    Situações de não coleta 11 858
    Estabelecimentos fora do âmbito 2 866
    Estabelecimentos paralisados/extintos 5 930
    Estabelecimentos não localizados 1 719
    Estabelecimentos impossibilitados de prestar informações 296
    Estabelecimentos com recusa 1 047
    Resultado final 31 299

    Fonte: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de Serviços e Comércio, Pesquisa de Serviços de Hospedagem 2016

    Crítica de dados

    No processo de apuração dos dados, além da crítica de consistência das informações, foram realizadas imputações para estabelecimentos não respondentes que se declararam à PSH 2011 e estavam ativas no cadastro da PSH 2016.

    Dessa forma, o resultado final de 31 299 estabelecimentos inclui 1 081 estabelecimentos imputados com base na PSH 2011, observando-se também sua evolução em termos de número de estabelecimentos, no período 2011/2016.

    Séries históricas

    Nenhum conteúdo disponível para exibição

    Microdados

    Nenhum conteúdo disponível para exibição

    Portaria de precedência

    Divulgação dos resultados de indicadores conjunturais

     

    Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão
    GABINETE DO MINISTRO
    PORTARIA Nº 355, DE 5 DE NOVEMBRO DE 2007
    (Publicada no Diário Oficial da União nº 213, Seção 1, de 06.11.2007)

     

    O MINISTRO DE ESTADO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO, no uso das atribuições que lhe confere o inciso II, do artigo 87 da Constituição Federal, resolve:

    Art. 1º - A divulgação dos resultados de indicadores conjunturais produzidos pela Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE seguirá as seguintes etapas:

    I - às sete horas do dia da divulgação serão encaminhados os resultados, acompanhados de um sumário-executivo elaborado pelo IBGE, para as autoridades da lista de precedência;

    II - às nove horas do dia da divulgação serão encaminhados os resultados para os órgãos de imprensa e disseminados na Internet, através do sítio https://www.ibge.gov.br.

    § 1º. Os técnicos do IBGE estarão disponíveis para prestar esclarecimentos aos usuários sobre os resultados da pesquisa divulgada a partir do encaminhamento de que trata o inciso II do caput.

    § 2º. O disposto nesta portaria aplica-se a qualquer indicador conjuntural produzido pelo IBGE, especialmente aos seguintes:

    I - Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC);

    II - Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA);

    III - Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo - Especial (IPCA-E);

    IV - Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA-15);

    V - Pesquisa Mensal de Emprego (PME);

    VI - Contas Nacionais Trimestrais;

    VII - Pesquisa Industrial Mensal - Produção Física Brasil (PIM-PF Brasil);

    VIII - Pesquisa Industrial Mensal - Produção Física Regional (PIM-PF Regional);

    IX - Pesquisa Industrial Mensal de Emprego e Salário - (PIMES);

    X - Pesquisa Mensal de Comércio (PMC);

    XI - Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil (SINAPI);

    XII - Conjuntura Agropecuária (Levantamento Sistemático da Produção Agrícola - mensal; Pesquisa Trimestral de Abate de Animais; Pesquisa Trimestral de Leite; Pesquisa Trimestral de Produção de Ovos de Galinha; Pesquisa Trimestral do Couro).

    Art. 2° - A relação das autoridades constantes da lista de precedência específica a cada pesquisa de indicadores conjunturais, será divulgada por intermédio de Nota Oficial da Instituição e disseminada no portal do IBGE na Internet, através do sítio https://www.ibge.gov.br

    Art. 3º - As autoridades constantes da lista de precedência deverão observar o mais rigoroso sigilo das informações referentes aos indicadores de que trata esta Portaria, nos termos do disposto na Lei nº 8.112, de 11 de dezembro de 1990.

    Art. 4º - Revogam-se as Portarias nº 164/MP, de 20 de dezembro de 1999, e nº 167/MP, de 5 de setembro de 2003.

    Art. 5º - Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação.

     

    PAULO BERNARDO SILVA 


     O IBGE divulga a relação das autoridades que recebem com precedência os resultados das pesquisas conjunturais produzidas por esta Instituição: 

    Ministro de Estado do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão - Esteves Pedro Colnago Júnior

    • Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC)
    • Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA)
    • Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo - Especial (IPCA-E)
    • Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA-15)
    • Contas Nacionais Trimestrais
    • Pesquisa Industrial Mensal - Produção Física Brasil (PIM-PF Brasil)
    • Pesquisa Industrial Mensal - Produção Física Regional (PIM-PF Regional)
    • Pesquisa Mensal de Comércio (PMC)
    • Pesquisa Mensal de Serviços (PMS)
    • Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil (SINAPI)
    • Conjuntura Agropecuária
      • Levantamento Sistemático da Produção Agrícola - mensal
      • Pesquisa Trimestral de Abate de Animais
      • Pesquisa Trimestral de Leite
      • Pesquisa Trimestral de Produção de Ovos de Galinha
      • Pesquisa Trimestral do Couro
    • Índice de Preços ao Produtor - Indústrias Extrativas e de Transformação (IPP)
    • Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua)

     

    Ministro de Estado da Fazenda - Eduardo Refinetti Guardia

    • Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC)
    • Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA)
    • Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo - Especial (IPCA-E)
    • Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA-15)
    • Contas Nacionais Trimestrais
    • Pesquisa Mensal de Comércio (PMC)
    • Pesquisa Mensal de Serviços (PMS)
    • Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil (SINAPI)
    • Conjuntura Agropecuária
      • Levantamento Sistemático da Produção Agrícola - mensal
      • Pesquisa Trimestral de Abate de Animais
      • Pesquisa Trimestral de Leite
      • Pesquisa Trimestral de Produção de Ovos de Galinha
      • Pesquisa Trimestral do Couro
    • Pesquisa Industrial Mensal - Produção Física - Brasil (PIM-PF Brasil)
    • Pesquisa Industrial Mensal - Produção Física Regional (PIM-PF Regional)
    • Índice de Preços ao Produtor - Indústrias Extrativas e de Transformação (IPP)
    • Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua)

     

    Ministro de Estado da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - Blairo Borges Maggi

    • Conjuntura Agropecuária
      • Levantamento Sistemático da Produção Agrícola - mensal
      • Pesquisa Trimestral de Abate de Animais
      • Pesquisa Trimestral de Leite
      • Pesquisa Trimestral de Produção de Ovos de Galinha
      • Pesquisa Trimestral do Couro
    • Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua)

     

    Ministro de Estado da Indústria, Comércio e Serviços

    • Contas Nacionais Trimestrais
    • Pesquisa Industrial Mensal - Produção Física - Brasil (PIM-PF Brasil)
    • Pesquisa Mensal de Comércio (PMC)
    • Pesquisa Mensal de Serviços (PMS)
    • Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua)

     

    Ministro-Chefe da Casa Civil da Presidência da República - Eliseu Lemos Padilha

    • Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC)
    • Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA)
    • Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo - Especial (IPCA-E)
    • Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA-15)
    • Contas Nacionais Trimestrais
    • Pesquisa Industrial Mensal - Produção Física Brasil (PIM-PF Brasil)
    • Pesquisa Industrial Mensal - Produção Física Regional (PIM-PF Regional)
    • Pesquisa Mensal de Comércio (PMC)
    • Pesquisa Mensal de Serviços (PMS)
    • Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil (SINAPI)
    • Conjuntura Agropecuária
      • Levantamento Sistemático da Produção Agrícola - mensal
      • Pesquisa Trimestral de Abate de Animais
      • Pesquisa Trimestral de Leite
      • Pesquisa Trimestral de Produção de Ovos de Galinha
      • Pesquisa Trimestral do Couro
    • Índice de Preços ao Produtor - Indústrias Extrativas e de Transformação (IPP)
    • Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua)

     

    Presidente do Banco Central - Ilan Goldfajn

    • Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC)
    • Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA)
    • Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo - Especial (IPCA-E)
    • Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA-15)
    • Contas Nacionais Trimestrais
    • Pesquisa Industrial Mensal - Produção Física Brasil (PIM-PF Brasil)
    • Pesquisa Industrial Mensal - Produção Física Regional (PIM-PF Regional)
    • Pesquisa Mensal de Comércio (PMC)
    • Pesquisa Mensal de Serviços (PMS)
    • Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil (SINAPI)
    • Conjuntura Agropecuária
      • Levantamento Sistemático da Produção Agrícola - mensal
      • Pesquisa Trimestral de Abate de Animais
      • Pesquisa Trimestral de Leite
      • Pesquisa Trimestral de Produção de Ovos de Galinha
      • Pesquisa Trimestral do Couro
    • Índice de Preços ao Produtor - Indústrias Extrativas e de Transformação (IPP)
    • Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua)

     

    Presidente da Caixa Econômica Federal - Nelson Antônio de Souza

      Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil (SINAPI)

     

    Ministro de Estado do Trabalho - Hélton Yomura (Interino)

    • Contas Nacionais Trimestrais
    • Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua)

     

    Diretor do Departamento de Estudos Econômicos e Pesquisas do Ministério do Turismo - José Francisco de Salles Lopes

    • Pesquisa Mensal de Serviços (PMS)

     

    Roberto Luís Olinto Ramos
    Presidente do IBGE
    Atualizado em 10 de abril de 2018

      

    Divulgação dos resultados de indicadores estruturais

     

    Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão
    GABINETE DO MINISTRO
    PORTARIA Nº 15, DE 27 DE JANEIRO DE 2005
    (Publicada no Diário Oficial da União edição número 20 de 28/01/2005)

     

    O MINISTRO DE ESTADO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO, INTERINO, no uso das atribuições que lhe confere o art. 87, parágrafo único, incisos I e II, da Constituição e considerando o disposto no art. 27, inciso XVII, alínea "c", da Lei nº 10.683, de 28 de maio de 2003, resolve:

    Art. 1º - Disciplinar os procedimentos a serem observados na divulgação dos resultados de indicadores estruturais produzidos pela Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE.

    Art. 2º Os resultados serão encaminhados pela Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE ao Ministro do Planejamento, Orçamento e Gestão, com antecedência mínima de quarenta e oito horas do horário fixado no art. 3º, inciso I, desta Portaria.

    Art. 3º No dia da divulgação dos resultados dos indicadores de que trata esta Portaria, serão observados:

    I - liberação para a imprensa e disponibilização pela Internet, no endereço: (https://www.ibge.gov.br), às 10 horas;

    II - os técnicos do IBGE somente poderão prestar esclarecimentos sobre os resultados dos indicadores estruturais após a liberação e publicação na forma do inciso I.

    Art. 4º Os servidores que tenham conhecimento prévio dos resultados deverão manter rigoroso sigilo, sob pena de responsabilidade nos termos da Lei nº 8.112, de 11 de dezembro de 1990.

    Art. 5º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação.

     

    NELSON MACHADO

     

     

    Downloads

    Conceitos e métodos - 2016

    As informações a seguir descrevem os metadados estatísticos, que são o conjunto de conceitos, métodos e aspectos relacionados às estatísticas, e são informações necessárias para compreender as características e a qualidade das estatísticas e interpretá-las corretamente.

    Objetivo

    A pesquisa teve por objetivo quantificar os estabelecimentos de hospedagem, conhecer suas características e mensurar sua capacidade de hospedagem, em termos de número de unidades habitacionais e leitos, para os diversos tipos e categorias de estabelecimentos.

    Tipo de operação estatística

    Pesquisa de empresas

    Tipo de dados

    Dados de Censo

    Periodicidade de divulgação

    Eventual

    Abrangência geográfica

    Outros

    População-alvo

    A população alvo da PSH foi constituída por unidades locais, que na presente pesquisa foram tratadas como estabelecimentos de hospedagem, que estavam em situação ativa no Cadastro Central de Empresas - CEMPRE do IBGE de 2010, nas seguintes classes da CNAE 2.0: 55.10-8 - Hotéis e similares e 55.90-6 - Outros tipos de alojamento não especificados; e pertencentes a empresa sujeita ao regime jurídico das entidades empresariais, excluindo-se, portanto, Órgãos da Administração Pública Direta e Instituições Privadas sem Fins Lucrativos. Ressalta-se que o CEMPRE é formado pelas entidades formalmente constituídas no Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas - CNPJ, do Ministério da Fazenda, provenientes da Relação Anual de Informações Sociais - RAIS, do Ministério do Trabalho e Emprego, bem como pelo conjunto de empresas informantes das pesquisas estruturais econômicas do IBGE nas áreas da Indústria, Comércio, Construção Civil e Serviços.

    Metodologia

    A Pesquisa de Serviços de Hospedagem foi realizada de forma censitária nas unidades locais pertencentes a população alvo, com base no Cadastro Central de Empresas - CEMPRE, atualizado pela Relação Anual de Informações Sociais - RAIS, ano de 2010, e pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados - CAGED, ambos do Ministério do Trabalho e Emprego.
    A coleta de dados da pesquisa foi realizada através do Centro de Entrevista Telefônica Assistida por Computador - CETAC do IBGE. Na entrevista por telefone foi utilizado um sistema de entrada de dados inteligente, desenvolvido especificamente para a pesquisa, para garantir a consistência das informações solicitadas. Nesse método de captura de dados, o Agente de Pesquisa do IBGE busca identificar na empresa o profissional mais qualificado para prestar as informações. Em algumas situações, que envolveram telefones incorretos ou exigências dos informantes, a coleta foi realizada de forma presencial, por meio da rede de coleta do IBGE.
    Técnica de coleta:
    CATI - Entrevista por telefone assistida por computador

    Temas

    Temas e subtemas
    Serviços, Estatísticas econômicas setoriais, Turismo
    Principais variáveis
    Número de Estabelecimentos de Hospedagem, Unidades Habitacionais e Leitos disponíveis.

    Unidades de informação

    Unidade de investigação
    Unidade local
    Unidade de análise
    Unidade local.

    Períodos de referência

    Ano - 01/01/2016 a 31/12/2016
    Data de início da coleta
    04/04/2016
    Data do fim da coleta
    31/01/2017

    Disseminação

    Formas de disseminação
    Publicação Digital (online), Banco de Dados Agregados - SIDRA
    Nível de desagregação geográfica
    Outros
    Nível de divulgação
    Municípios das capitais dos Estados, Regiões Metropolitanas das capitais dos Estados, Regiões Integradas de Desenvolvimento da Grande Teresina e do Distrito Federal e Entorno e Municípios de interesse turístico segundo classificação do MTur.

    Instrumentos de coleta

    Histórico

    A Pesquisa de Serviços de Hospedagem - PSH 2016 foi realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE em parceria com o Ministério do Turismo - MTur.
    As informações da pesquisa são essenciais para o conhecimento desse segmento. Permitirão ao setor privado aprofundar as análises de mercado, conhecer os tipos e categorias de estabelecimentos de hospedagem existentes e a capacidade do sistema de hospedagem. Aos governos, oferecerão subsídios para o desenvolvimento de políticas públicas para o setor.

    Saiba mais

    https://metadados.ibge.gov.br/consulta/estatisticos/operacoes-estatisticas/SH

    Calendário

    Próximas divulgações

    Nenhuma divulgação futura


    Divulgações anteriores

    Operação estatísticaData da divulgação
    Pesquisa de Serviços de Hospedagem
    Período de referência: 2016
    19/07/2017
    Pesquisa de Serviços de Hospedagem 2016
    Período de referência: 2016
    19/07/2017

    Publicações - 2016

    Material de apoio

    Nenhum material de apoio cadastrado para esse item

    Erramos

    Nenhum conteúdo disponível para exibição


    Participe da Consulta pública aos usuários do Censo Demográfico 2020