Pesquisa Industrial Mensal de Emprego e Salário - PIMES

Menu do Produto

O que é

Pesquisa Industrial Mensal de Emprego e Salário - PIMES foi encerrada em fevereiro de 2016 com a divulgação dos resultados referentes ao mês de dezembro de 2015.

A pesquisa foi iniciada em 1968 com o nome de Pesquisa Industrial Mensal - Dados Gerais, tendo como objetivo central o acompanhamento de pessoal ocupado, salários e valor da produção industrial. Em decorrência de reformulações e aprimoramentos metodológicos ao longo de sua existência, o último implementado em 2001, quando assumiu a denominação atual, a pesquisa deixou de investigar informações relativas ao valor da produção industrial e passou a fornecer indicadores específicos sobre o comportamento do emprego e dos salários nas atividades industriais, tendo como unidade de coleta as empresas com unidades locais registradas no Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica - CNPJ, da Secretaria da Receita Federal, e reconhecidas como industriais pelo Cadastro Central de Empresas - CEMPRE, do IBGE.

Até dezembro de 2014, seus resultados, contemplando indicadores sobre pessoal ocupado assalariado, admissões, desligamentos, número de horas pagas e valor da folha de pagamento em termos nominais (valores correntes) e reais (deflacionados pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo - IPCA), abrangiam as seguintes áreas: Brasil; Regiões Norte, Nordeste, Sudeste, Sul e Centro Oeste; e os Estados do Ceará, Pernambuco, Bahia, Minas Gerais, Espírito Santo, Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Os resultados referentes a 2015 foram disponibilizados apenas no âmbito Brasil, abarcando, contudo, todos os indicadores e atividades habitualmente divulgados.

Os progressivos ganhos de qualidade na base de dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados - CAGED, do Ministério do Trabalho, e a implantação da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios - PNAD Contínua, que tem cobertura nacional e produz um amplo conjunto de informações sobre o comportamento de curto prazo do mercado de trabalho, com informações divulgadas mensalmente para Brasil e trimestralmente para todas as Unidades da Federação, reduziram de forma muito substantiva a relevância das informações obtidas a partir da PIMES e levaram o IBGE à decisão de sua interrupção.

Sobre - Dezembro de 2015

Nenhum conteúdo disponível para exibição

Principais resultados - Dezembro de 2015

Nenhum conteúdo disponível para exibição

Tabelas - Dezembro de 2015

Dezembro de 2015

Índices Selecionados

Por Variáveis s/ ajuste sazonal

Indicadores Conjunturais da Indústria Geral - Brasil - Variação (%)  Dezembro/ 2015

Variáveis Mensal Acumulado Últimos 12 Meses
Pessoal Ocupado Assalariado
-7,86
-6,17
-6,17
Número de Horas Pagas
-7,41
-6,70
-6,70
Número Médio de Horas Pagas
0,49
-0,56
-0,56
Folha de Pagamento Nominal
-1,99
0,43
0,43
Folha de Pagamento Média Nominal
6,36
7,08
7,08
Folha de Pagamento Real
-11,45
-7,85
-7,85
Folha de Pagamento Média Real
-3,90
-1,79
-1,79

Fonte: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de Indústria.

 

Por Variáveis c/ ajuste sazonal

Indicadores Conjunturais da Indústria, Índice Mês/Mês Anterior com ajustamento sazonal - Brasil - Dezembro/ 2015

Variáveis Índíce Mês/MêsAnterior (1)
Ind. Geral Ind. Extrativa Ind. Transformação
Pessoal Ocupado Assalariado (2)
99,44
99,34
99,45
Número de Horas Pagas
99,92
99,75
99,91
Folha de Pagamento Real
99,96
105,29
99,42

Fonte: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de Indústria.

(1) Base: Mês imediatamente anterior = 100.

(2) Variável sem movimento sazonal significativo e, portanto, sem ajuste sazonal, nas indústrias extrativas.

 

Por Atividade Industrial

Pessoal Ocupado Assalariado

Indicadores Conjunturais da Indústria Pessoal Ocupado Assalariado - Dezembro/ 2015

Seções e Divisões Mensal Acumulado Últimos 12 Meses
Indústria Geral
92,14
93,83
93,83
Indústrias Extrativas
95,61
95,35
95,35
Indústria de Transformação
92,05
93,79
93,79
Alimentos e Bebidas
97,81
97,76
97,76
Fumo
93,83
90,66
90,66
Têxtil
90,80
94,33
94,33
Vestuário
90,16
93,59
93,59
Calçados e Couro
94,70
93,20
93,20
Madeira
92,09
94,84
94,84
Papel e Gráfica
96,39
96,51
96,51
Coque, Refino de Petróleo, Comb. Nucleares e Álcool
98,33
95,95
95,95
Produtos Químicos
98,07
99,32
99,32
Borracha e Plástico
87,31
94,33
94,33
Minerais Não-Metálicos
90,23
95,25
95,25
Metalurgia Básica
90,65
92,55
92,55
Produtos de Metal - exclusive máquinas e equipamentos
89,53
89,31
89,31
Máquinas e Equips - excl. elétr., eletrôn., de precisão e de comun.
88,75
91,71
91,71
Máquinas e Aparelhos Elétr., Eletrôn. de Precisão e de Comunicações
83,77
86,12
86,12
Fabricação de Meios de Transporte
85,66
88,64
88,64
Fabricação de Outros Produtos da Indústria de Transformação
88,85
90,32
90,32

Fonte: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de Indústria.

 

Folha de Pagamento Real

Indicadores Conjunturais da Indústria Folha de Pagamento Real - Dezembro/ 2015

Seções e Divisões Mensal Acumulado Últimos 12 Meses
Indústria Geral
88,55
92,15
92,15
Indústrias Extrativas
93,58
92,66
92,66
Indústria de Transformação
88,23
92,12
92,12
Alimentos e Bebidas
91,68
95,93
95,93
Fumo
90,87
88,46
88,46
Têxtil
85,11
92,45
92,45
Vestuário
90,62
96,35
96,35
Calçados e Couro
88,16
90,19
90,19
Madeira
94,67
97,01
97,01
Papel e Gráfica
96,25
95,67
95,67
Coque, Refino de Petróleo, Comb. Nucleares e Álcool
92,37
93,21
93,21
Produtos Químicos
96,47
98,03
98,03
Borracha e Plástico
88,43
92,47
92,47
Minerais Não-Metálicos
89,71
94,62
94,62
Metalurgia Básica
87,56
89,03
89,03
Produtos de Metal - exclusive máquinas e equipamentos
83,10
87,70
87,70
Máquinas e Equips - excl. elétr., eletrôn., de precisão e de comun.
85,60
91,92
91,92
Máquinas e Aparelhos Elétr., Eletrôn. de Precisão e de Comunicações
84,71
87,24
87,24
Fabricação de Meios de Transporte
81,95
86,58
86,58
Fabricação de Outros Produtos da Indústria de Transformação
83,39
89,41
89,41

Fonte: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de Indústria.

 

Número de Horas Pagas

Indicadores Conjunturais da Indústria Número de Horas Pagas - Dezembro/ 2015

Seções e Divisões Mensal Acumulado Últimos 12 Meses
Indústria Geral
92,59
93,30
93,30
Indústrias Extrativas
94,66
95,54
95,54
Indústria de Transformação
92,53
93,23
93,23
Alimentos e Bebidas
98,72
97,58
97,58
Fumo
95,56
90,56
90,56
Têxtil
91,46
94,68
94,68
Vestuário
90,99
93,88
93,88
Calçados e Couro
93,29
91,51
91,51
Madeira
92,50
94,04
94,04
Papel e Gráfica
96,65
95,62
95,62
Coque, Refino de Petróleo, Comb.Nucleares e Álcool
98,13
92,70
92,70
Produtos Químicos
99,19
99,64
99,64
Borracha e Plástico
88,13
92,91
92,91
Minerais Não-Metálicos
90,95
94,13
94,13
Metalurgia Básica
91,34
90,51
90,51
Produtos de Metal - exclusive máquinas e equipamentos
89,62
89,04
89,04
Máquinas e Equips - excl. elétr., eletrôn., de precisão e de comun.
90,59
91,36
91,36
Máquinas e Aparelhos Elétr., Eletrôn. de Precisão e de Comunicações
82,79
86,50
86,50
Fabricação de Meios de Transporte
85,86
87,65
87,65
Fabricação de Outros Produtos da Indústria de Transformação
87,72
89,50
89,50

Fonte: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de Indústria.


Atualizada em 18/02/2016 às 9:00h

Quadros sintéticos - Dezembro de 2015

    Nenhum conteúdo disponível para exibição

    Microdados - Dezembro de 2015

    Nenhum conteúdo disponível para exibição

    Informações técnicas

    Notas Metodológicas

    Mudança na abrangência geográfica: Vide nota abaixo "Mudança na abrangência geográfica: Divulgação da PIMES"

    A partir de dezembro de 2001, o IBGE passou a divulgar indicadores sobre o mercado de trabalho industrial - cujas séries iniciam-se em dezembro de 2000 -, construídos com base na Pesquisa Industrial Mensal de Emprego e Salário (PIMES). Essa pesquisa substitui a Pesquisa Industrial Mensal – Dados Gerais, que foi divulgada pela última vez em junho de 2001.

    A concepção da PIMES se insere no Programa de Modernização das Estatísticas Econômicas, iniciado pelo IBGE em 1994, que objetiva, em última análise, a produção de estatísticas com mais atualidade através do aumento de eficiência quanto à qualidade, tempo e custo.

    O objetivo dos indicadores ora apresentados é mostrar a evolução, no curto prazo, de algumas variáveis relacionadas ao mercado de trabalho industrial, tanto numa perspectiva nacional quanto regional. Assim, os resultados abrangem 18 (dezoito) segmentos industriais, e regionalmente, os seguintes Estados e Grandes Regiões: Pernambuco; Ceará; Bahia; Espírito Santo; Minas Gerais; Rio de Janeiro; São Paulo; Paraná; Santa Catarina e Rio Grande do Sul; Regiões Norte e Centro-Oeste; Região Nordeste; Região Sudeste; e Região Sul.

    As atividades industriais representadas na PIMES se correspondem com as descrições da Classificação Nacional de Atividades Econômicas (CNAE) conforme o quadro abaixo: 

    Descrição PIMES Divisões da CNAE
    Indústrias Extrativas 10 – Extração de Carvão Mineral
    11 – Extração de Petróleo e Serviços Correlatos
    13 – Extração de Minerais Metálicos
    14 – Extração de Minerais Não Metálicos
    Alimentos e Bebidas 15 – Fabricação de Produtos Alimentícios e Bebidas
    Fumo 16 – Fabricação de Produtos do Fumo
    Têxtil 17 – Fabricação de Produtos Têxteis
    Vestuário 18 – Confecção de Artigos do Vestuário e Acessórios
    Calçados e Couro 19 – Preparação de Couros e Fabricação de Artefatos de Couro, Artigos de Viagem e Calçados
    Madeira 20 – Fabricação de Produtos de Madeira
    Papel e Gráfica 21 – Fabricação de Celulose, Papel e Produtos de Papel
    22 – Edição, Impressão e Reprodução de Gravações
    Coque, Refino de Petróleo, Combustíveis Nucleares e Álcool 23 – Fabricação de Coque, Refino de Petróleo, Elaboração de Combustíveis Nucleares e Produção de Álcool
    Produtos Químicos 24 – Fabricação de Produtos Químicos
    Borracha e Plástico 25 – Fabricação de Produtos de Borracha e Plástico
    Minerais Não-Metálicos 26 – Fabricação de Produtos de Minerais Não Metálicos
    Descrição PIMES Divisões da CNAE
    Metalurgia Básica 27 – Metalurgia Básica
    Produtos de Metal, exclusive máquinas e equipamentos 28 – Fabricação de Produtos de Metal, exclusive máquinas e equipamentos
    Máquinas e Equipamentos, exclusive elétricos, eletrônicos, de precisão e de comunicações 29 – Fabricação de Máquinas e Equipamentos
    30 – Fabricação de Máquinas para Escritório e Equipamento de Informática
    Máquinas e Aparelhos Elétricos, Eletrônicos, de Precisão e de Comunicações 31 – Fabricação de Máquinas, Aparelhos e Materiais Elétricos
    32 – Fabricação de Material Eletrônico e de Aparelhos e Equipamentos de Comunicações
    33 – Fabricação de Aparelhos e Instrumentos para Usos Médicos-Hospitalares, Instrumentos de Precisão e Ópticos, Equipamentos para Automação Industrial, Cronômetros e Relógios
    Fabricação de Meios de Transporte 34 – Fabricação e Montagem de Veículos Automotores, Reboques e Carrocerias
    35 – Fabricação de Outros Equipamentos de Transporte
    Fabricação de Outros Produtos da Indústria de Transformação 36 – Fabricação de Móveis e Indústrias Diversas
    37 – Reciclagem

    A amostra da pesquisa é gerada pelo Cadastro Básico de Seleção (CBS) e tem como marco referencial as informações do Cadastro Central de Empresas do IBGE (CEMPRE) — cadastro que reúne sistematicamente informações da Relação Anual de Informações Sociais (RAIS), do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED) e das pesquisas estruturais do próprio IBGE — e foi obtida através da técnica de amostragem probabilística em que a unidade de seleção é a Unidade Local Produtiva Industrial.

    Selecionam-se as Uls, a partir do CBS, formando assim o Cadastro de Informantes da Pesquisa. Tomando como referência as ULs — ou seja: os endereços de atuação das empresas industriais que estão dedicados principalmente à produção industrial — e sua principal atividade esteja contemplada nas seções C e D da CNAE e apresentam pelo menos 5 pessoas ocupadas assalariadas, foi desenhada uma amostra estratificada, utilizando-se como critério de seleção a amostragem aleatória simples, sem reposição. Dentro desta concepção, são calculadas estimativas para a totalidade do universo de investigação.

    A PIMES investiga, em aproximadamente 5.500 (cinco mil e quinhentas) plantas industriais, as seguintes variáveis: Pessoal Ocupado Assalariado, Admissões, Desligamentos, Número de Horas Pagas e Valor da Folha de Pagamento. Os indicadores para esta última variável são apresentados em termos nominais (valores correntes) e reais (deflacionados pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo – IPCA, do IBGE). Para visualizar a conceituação das variáveis, ( clique aqui ).

    A série da PIMES teve início em dezembro de 2000, e os indicadores publicados são os seguintes:

    •  Índice Base Fixa Mensal : compara os dados do mês de referência do

    índice com os do mês base da pesquisa (janeiro de 2001);

    •  Índice Mês/Mês Anterior com Ajuste Sazonal : divulgado apenas para as variáveis pessoal ocupado assalariado, número de horas pagas e valor da folha de pagamento real, no nível Brasil e para os segmentos indústria geral, indústrias extrativas e indústrias de transformação, compara os dados tratados sazonalmente do mês de referência do índice com os do mês imediatamente anterior;

    •  Índice Mensal : compara os dados do mês de referência do índice com os de igual mês do ano anterior;

    •  Índice Acumulado : compara os dados acumulados no ano, de janeiro até o mês de referência do índice, com os de igual período do ano anterior;

    •  Índice Acumulado 12 Meses : compara os dados acumulados nos últimos 12 meses de referência do índice, com os dos 12 meses imediatamente anteriores; e

    •  Outros Índices : por exemplo, Mês/Mês Anterior sem ajuste sazonal, podem ser obtidos pelo usuário a partir do índice Base Fixa Mensal ou pelo SIDRA, o banco de dados agregados disponível em www.ibge.gov.br .

    O ajustamento sazonal das séries de pessoal ocupado assalariado, número de horas pagas e valor da folha de pagamento real, nível Brasil, para os segmentos da indústria geral, indústrias extrativas e indústrias de transformação, foi obtido utilizando-se o método X-12 ARIMA . clique aqui para maiores detalhes sobre os procedimentos adotados.

    Os índices apresentados neste documento são preliminares, estando sujeitos à retificações nas séries já publicadas, quando o informante, por algum motivo, alterar os seus dados históricos e esses tiverem impactos sobre os índices divulgados do ano de referência (ano N) e do ano imediatamente anterior (ano N-1). Os índices tornam-se definitivos apenas do ano N-2 em diante.

    Informações mais detalhadas sobre procedimentos metodológicos podem ser obtidas na Coordenação de Indústria (COIND), na Av. República do Chile, 500/4 º andar, CEP 20031-170, Rio de Janeiro ou pelos telefones (21) 2142-0067 e 2142-4513. Consultas específicas podem ser feitas por meio de mensagens eletrônicas enviadas para ibge@ibge.gov.br .


    Tabela 1 – Pessoal Ocupado Assalariado

    Estatísticas Ind Geral Ind. Transformação Ind. Extrativa
    Corte Amostral (período) 2000.12 a 2007.12 2000.12 a 2007.12 2000.12 a 2007.12
    Estrutura da Série Multipicativa Multipicativa Multipicativa
    Ano Bissexto Não Não Não
    Modelo ARIMA Selecionado (010)(011) (010)(011) (211)(011)
    RegARIMA Associada ao Modelo Sim Sim Sim
    Previsão 12 meses à frente 12 meses à frente 12 meses à frente
    FED8 77,96 77,95 4,77
    FMD8 2,42 2,50 0,51
    Diagnóstico Sazonalidade Identificável Presente (SIP) Sazonalidade Identificável Presente (SIP) Sazonalidade Identificável Presente (SIP)
    Filtro Sazonal 3X5 3X5 3X5
    Filtro de Tendência MMH9 MMH9 MMH13
    M1 a M11 M1 a M11 < 1 M1 a M11 < 1 M1, M4, M8, M10, M11 > 1
    Q 0,21 0,23 0,93
    Diagnóstico para Sazonalidade
    Diagnóstico paraTD, Páscoa e Carnaval
    Ajustar para Sazonalidade Ajustar para Sazonalidade Ajustar para Sazonalidade

    F 2.B: Contribuições relativas de cada um dos componentes da série original para a variância da variação mensal (relacionados os três primeiros meses)

     

    Indústria Geral
    Meses Irregular Tendência Sazonal A2(*) Calendário, Páscoa e Carnaval
    1 4,31 10,17 85,52 0 0
    2 1,51 14,59 83,89 0 0
    3 0,66 21,95 77,40 0 0
    Indústria Transformação
    Meses Irregular Tendência Sazonal A2(*) Calendário, Páscoa e Carnaval
    1 4,15 67,15 28,70 0 0
    2 1,43 75,34 23,23 0 0
    3 0,64 81,84 17,52 0 0
    Indústria Extrativa
    Meses Irregular Tendência Sazonal A2(*) Calendário, Páscoa e Carnaval
    1 40,45 12,13 47,42 0 0
    2 31,30 28,92 39,78 0 0
    3 18,00 38,96 43,04 0 0

    (*) Coeficientes Preliminares de Ajustamento(LS, AO, Calendário, etc.)

     


    Tabela 2 - Número de Horas Pagas

    Estatísticas Ind Geral Ind. Transformação Ind. Extrativa
    Corte Amostral (período) 2000.12 a 2007.12 2000.12 a 2007.12 2000.12 a 2007.12
    Estrutura da Série Multipicativa Multipicativa Aditiva
    Ano Bissexto Não Não Não
    Modelo ARIMA Selecionado (211)(011) (211)(011) (211)(011)
    RegARIMA Associada ao Modelo Sim Sim Sim
    Previsão 12 meses à frente 12 meses à frente 12 meses à frente
    FED8 156,07 157,06 15,06
    FMD8 0,97 0,89 1,97
    Diagnóstico Sazonalidade Identificável Presente (SIP) Sazonalidade Identificável Presente (SIP) Sazonalidade Identificável Presente (SIP)
    Filtro Sazonal 3X5 3X5 3X5
    Filtro de Tendência MMH13 MMH13 MMH13
    M1 a M11 M1 a M11 < 1 M1 a M11 < 1 M10, M11 > 1
    Q 0,25 0,25 0,64
    Diagnóstico para Sazonalidade
    Diagnóstico paraTD, Páscoa e Carnaval
    Ajustar para Sazonalidade Ajustar para Sazonalidade Ajustar para Sazonalidade

    F 2.B: Contribuições relativas de cada um dos componentes da série original para a variância da variação mensal (relacionados os três primeiros meses)

     

    Indústria Geral
    Meses Irregular Tendência Sazonal A2(*) Calendário, Páscoa e Carnaval
    1 4,18 1,52 94,30 0 0
    2 2,55 3,06 94,39 0 0
    3 1,15 5,00 93,86 0 0
    Indústria Transformação
    Meses Irregular Tendência Sazonal A2(*) Calendário, Páscoa e Carnaval
    1 4,21 1,53 94,26 0 0
    2 2,56 3,09 94,35 0 0
    3 1,15 5,03 93,83 0 0
    Indústria Extrativa
    Meses Irregular Tendência Sazonal A2(*) Calendário, Páscoa e Carnaval
    1 15,78 5,79 78,43 0 0
    2 13,28 14,26 72,46 0 0
    3 9,37 23,40 67,23 0 0

    (*) Coeficientes Preliminares de Ajustamento(LS, AO, Calendário, etc.)


    Tabela 3 - Folha de Pagamento Real

    Estatísticas Ind Geral Ind. Transformação Ind. Extrativa
    Corte Amostral (período) 2000.12 a 2007.12 2000.12 a 2007.12 2000.12 a 2007.12
    Estrutura da Série Multiplicativa Multiplicativa Multiplicativa
    Ano Bissexto Não Não Não
    Modelo ARIMA Selecionado (210) (011) (210) (011) (210) (011)
    RegARIMA Associada ao Modelo Sim Sim Sim
    Previsão 12 meses à frente 12 meses à frente 12 meses à frente
    FED8 547,96 607,95 26,11
    FMD8 0,82 0,71 0,55
    Diagnóstico Sazonalidade Identificável Presente (SIP) Sazonalidade Identificável Presente (SIP) Sazonalidade Identificável Presente (SIP)
    Filtro Sazonal 3X9 3 X 5 3 X 5
    Filtro de Tendência MMH13 MMH13 MMH13
    M1 a M11 M1 a M11 < 1 M1 a M11 < 1 M1 a M11 < 1
    Q 0,18 0,19 0,47
    Diagnóstico para Sazonalidade
    Diagnóstico paraTD, Páscoa e Carnaval
    Ajustar para Sazonalidade Ajustar para carnaval e páscoa [1] Ajustar para Sazonalidade Ajustar para Sazonalidade 
    Ajustar para carnaval

    F 2.B: Contribuições relativas de cada um dos componentes da série original para a variância da variação mensal (relacionados os três primeiros meses)

     

    Indústria Geral
    Meses Irregular Tendência Sazonal A2(*) Calendário, Páscoa e Carnaval
    1 2,08 0,56 97,14 0 0
    2 1,14 1,17 97,57 0 0
    3 0,81 2,04 97,07 0 0
    Indústria Transformação
    Meses Irregular Tendência Sazonal A2(*) Calendário, Páscoa e Carnaval
    1 1,12 0,51 98,37 0 0
    2 0,50 1,06 98,45 0 0
    3 0,45 1,88 97,67 0 0
    Indústria Extrativa
    Meses Irregular Tendência Sazonal A2(*) Calendário, Páscoa e Carnaval
    1 10,01 1,47 68,19 20,33 0
    2 5,67 3,46 81,97 8,90 0
    3 2,69 4,43 84,23 8,65 0

    (*) Coeficientes Preliminares de Ajustamento(LS, AO, Calendário, etc.)

    Conceituação das variáveis 

    Pessoal Ocupado Assalariado (POA)

    Total de pessoas assalariadas em atividade (horistas e mensalistas), no último dia do mês de referência da pesquisa, com ou sem vínculo empregatício, com contrato de trabalho por tempo indeterminado ou temporário, ligadas ou não ao processo produtivo.

    Admissões (ADM)

    Total de pessoas assalariadas admitidas durante o mês de referência da pesquisa.

    Desligamentos (DES)

    Total de pessoas assalariadas desligadas da empresa durante o mês de referência da pesquisa (demissão por decisão do empregador, por justa causa, por solicitação do empregado ou por acordo, aposentadoria, morte, etc.).

    Número de Horas Pagas (NHP)

    Número total de horas pagas ao Pessoal Ocupado Assalariado — inclusive as horas extras —, durante o mês de referência, mesmo que estejam afastadas do serviço ativo por prazo não superior a 30 dias. São calculados indicadores também para o número de horas pagas por pessoa assalariada, apresentados sob a denominação de Número Médio de Horas Pagas.

    Valor da Folha de Pagamento (VFP)

    Valor total da Folha de Pagamento do pessoal ocupado assalariado para o mês de referência, onde estão incluídos, entre outros: salários contratuais; horas extras; 13º salário; aviso prévio e indenizações; comissões e percentagens; e participação nos lucros.

    A Folha de Pagamento é apresentada em quatro formas: Valor da Folha de Pagamento NominalValor da Folha de Pagamento Média Nominal (folha de pagamento dividida pelo número de pessoas assalariadas); Valor da Folha de Pagamento Real (deflacionada); e Valor da Folha de Pagamento Média Real (além de deflacionada, a folha é dividida pelo número de pessoas assalariadas).

    Taxa de Rotatividade (TxR)

    É a razão do mínimo entre as admissões e desligamentos no mês de referência da pesquisa e o número total de pessoas ocupadas assalariadas no mês imediatamente anterior, multiplicado por 100. Representa, portanto, a percentagem do número de trabalhadores substituídos por outros no total de trabalhadores.

    Taxa de Admissão

    Relaciona o número de admissões no mês de referência da pesquisa com o número total de pessoas ocupadas assalariadas no mês imediatamente anterior, multiplicado por 100. Representa a percentagem do número de trabalhadores admitidos no total de trabalhadores.

    Taxa de Desligamento

    Relaciona o número de desligamentos no mês de referência da pesquisa com o número total de pessoas ocupadas assalariadas no mês imediatamente anterior, multiplicado por 100. Representa a percentagem do número de trabalhadores desligados no total de trabalhadores.

    Taxa de Realocação

    É a razão da soma do número de admissões e desligamentos no mês de referência da pesquisa com o número total de pessoas ocupadas assalariadas no mês imediatamente anterior, multiplicado por 100. Diz respeito aos fluxos de entrada e saída de trabalhadores no mercado de trabalho, ou seja, ao número de pessoas que trocaram de local de trabalho ou cuja situação empregatícia mudou entre os períodos t e t-1.

    Pesquisa Industrial Mensal de Emprego e Salário

    Mudança na abrangência geográfica: Divulgação da PIMES

    A partir da divulgação da Pesquisa Industrial Mensal de Emprego e Salário (PIMES) de janeiro de 2015, que ocorrerá no dia 20 de março, os dados da pesquisa serão divulgados apenas para Brasil, contemplando todos os indicadores e atividades habitualmente divulgados.

    Essa é uma primeira iniciativa no sentido de estudar e propor nova metodologia para o tema do emprego, dos salários e do custo da mão de obra na indústria, que amplie as variáveis atualmente disponíveis e que inclua a avaliação dos registros administrativos existentes e em elaboração em nível federal.

    Planeja-se assim que a PIMES, em nível nacional, seja divulgada por mais um ano, ao longo do qual serão definidas a metodologia e o planejamento para a divulgação da nova série de dados conjunturais ligados ao emprego e aos salários industriais.

    Diretoria de Pesquisas
    10 de fevereiro de 2015

     

    Notas Metodológicas

    A partir de dezembro de 2001, o IBGE passou a divulgar indicadores sobre o mercado de trabalho industrial - cujas séries iniciam-se em dezembro de 2000 -, construídos com base na Pesquisa Industrial Mensal de Emprego e Salário (PIMES). Essa pesquisa substitui a Pesquisa Industrial Mensal – Dados Gerais, que foi divulgada pela última vez em junho de 2001.

    A concepção da PIMES se insere no Programa de Modernização das Estatísticas Econômicas, iniciado pelo IBGE em 1994, que objetiva, em última análise, a produção de estatísticas com mais atualidade através do aumento de eficiência quanto à qualidade, tempo e custo.

    O objetivo dos indicadores ora apresentados é mostrar a evolução, no curto prazo, de algumas variáveis relacionadas ao mercado de trabalho industrial, tanto numa perspectiva nacional quanto regional. Assim, os resultados abrangem 18 (dezoito) segmentos industriais, e regionalmente, os seguintes Estados e Grandes Regiões: Pernambuco; Ceará; Bahia; Espírito Santo; Minas Gerais; Rio de Janeiro; São Paulo; Paraná; Santa Catarina e Rio Grande do Sul; Regiões Norte e Centro-Oeste; Região Nordeste; Região Sudeste; e Região Sul.

    As atividades industriais representadas na PIMES se correspondem com as descrições da Classificação Nacional de Atividades Econômicas (CNAE) conforme o quadro abaixo:

    Tabela 1 – Pessoal Ocupado Assalariado
    Descrição PIMES Divisões da CNAE
    Indústrias Extrativas 10 – Extração de Carvão Mineral
    11 – Extração de Petróleo e Serviços Correlatos
    13 – Extração de Minerais Metálicos
    14 – Extração de Minerais Não Metálicos
    Alimentos e Bebidas 15 – Fabricação de Produtos Alimentícios e Bebidas
    Fumo 16 – Fabricação de Produtos do Fumo
    Têxtil 17 – Fabricação de Produtos Têxteis
    Vestuário 18 – Confecção de Artigos do Vestuário e Acessórios
    Calçados e Couro 19 – Preparação de Couros e Fabricação de Artefatos de Couro, Artigos de Viagem e Calçados
    Madeira 20 – Fabricação de Produtos de Madeira
    Papel e Gráfica 21 – Fabricação de Celulose, Papel e Produtos de Papel
    22 – Edição, Impressão e Reprodução de Gravações
    Coque, Refino de Petróleo, Combustíveis Nucleares e Álcool 23 – Fabricação de Coque, Refino de Petróleo, Elaboração de Combustíveis Nucleares e Produção de Álcool
    Produtos Químicos 24 – Fabricação de Produtos Químicos
    Borracha e Plástico 25 – Fabricação de Produtos de Borracha e Plástico
    Minerais Não-Metálicos 26 – Fabricação de Produtos de Minerais Não Metálicos
    Descrição PIMES Divisões da CNAE
    Metalurgia Básica 27 – Metalurgia Básica
    Produtos de Metal, exclusive máquinas e equipamentos 28 – Fabricação de Produtos de Metal, exclusive máquinas e equipamentos
    Máquinas e Equipamentos, exclusive elétricos, eletrônicos, de precisão e de comunicações 29 – Fabricação de Máquinas e Equipamentos
    30 – Fabricação de Máquinas para Escritório e Equipamento de Informática
    Máquinas e Aparelhos Elétricos, Eletrônicos, de Precisão e de Comunicações 31 – Fabricação de Máquinas, Aparelhos e Materiais Elétricos
    32 – Fabricação de Material Eletrônico e de Aparelhos e Equipamentos de Comunicações
    33 – Fabricação de Aparelhos e Instrumentos para Usos Médicos-Hospitalares, Instrumentos de Precisão e Ópticos, Equipamentos para Automação Industrial, Cronômetros e Relógios
    Fabricação de Meios de Transporte 34 – Fabricação e Montagem de Veículos Automotores, Reboques e Carrocerias
    35 – Fabricação de Outros Equipamentos de Transporte
    Fabricação de Outros Produtos da Indústria de Transformação 36 – Fabricação de Móveis e Indústrias Diversas
    37 – Reciclagem

    A amostra da pesquisa é gerada pelo Cadastro Básico de Seleção (CBS) e tem como marco referencial as informações do Cadastro Central de Empresas do IBGE (CEMPRE) — cadastro que reúne sistematicamente informações da Relação Anual de Informações Sociais (RAIS), do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED) e das pesquisas estruturais do próprio IBGE — e foi obtida através da técnica de amostragem probabilística em que a unidade de seleção é a Unidade Local Produtiva Industrial.

    Selecionam-se as Uls, a partir do CBS, formando assim o Cadastro de Informantes da Pesquisa. Tomando como referência as ULs — ou seja: os endereços de atuação das empresas industriais que estão dedicados principalmente à produção industrial — e sua principal atividade esteja contemplada nas seções C e D da CNAE e apresentam pelo menos 5 pessoas ocupadas assalariadas, foi desenhada uma amostra estratificada, utilizando-se como critério de seleção a amostragem aleatória simples, sem reposição. Dentro desta concepção, são calculadas estimativas para a totalidade do universo de investigação.

    A PIMES investiga, em aproximadamente 5.500 (cinco mil e quinhentas) plantas industriais, as seguintes variáveis: Pessoal Ocupado Assalariado, Admissões, Desligamentos, Número de Horas Pagas e Valor da Folha de Pagamento. Os indicadores para esta última variável são apresentados em termos nominais (valores correntes) e reais (deflacionados pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo – IPCA, do IBGE). Para visualizar a conceituação das variáveis, ( clique aqui ).

    A série da PIMES teve início em dezembro de 2000, e os indicadores publicados são os seguintes:

    • Índice Base Fixa Mensal : compara os dados do mês de referência do índice com os do mês base da pesquisa (janeiro de 2001);
    • Índice Mês/Mês Anterior com Ajuste Sazonal : divulgado apenas para as variáveis pessoal ocupado assalariado, número de horas pagas e valor da folha de pagamento real, no nível Brasil e para os segmentos indústria geral, indústrias extrativas e indústrias de transformação, compara os dados tratados sazonalmente do mês de referência do índice com os do mês imediatamente anterior;
    • Índice Mensal : compara os dados do mês de referência do índice com os de igual mês do ano anterior;
    • Índice Acumulado : compara os dados acumulados no ano, de janeiro até o mês de referência do índice, com os de igual período do ano anterior;
    • Índice Acumulado 12 Meses : compara os dados acumulados nos últimos 12 meses de referência do índice, com os dos 12 meses imediatamente anteriores; e
    • Outros Índices : por exemplo, Mês/Mês Anterior sem ajuste sazonal, podem ser obtidos pelo usuário a partir do índice Base Fixa Mensal ou pelo SIDRA, o banco de dados agregados disponível em www.ibge.gov.br .

    O ajustamento sazonal das séries de pessoal ocupado assalariado, número de horas pagas e valor da folha de pagamento real, nível Brasil, para os segmentos da indústria geral, indústrias extrativas e indústrias de transformação, foi obtido utilizando-se o método X-12 ARIMA . clique aqui para maiores detalhes sobre os procedimentos adotados.

    Os índices apresentados neste documento são preliminares, estando sujeitos à retificações nas séries já publicadas, quando o informante, por algum motivo, alterar os seus dados históricos e esses tiverem impactos sobre os índices divulgados do ano de referência (ano N) e do ano imediatamente anterior (ano N-1). Os índices tornam-se definitivos apenas do ano N-2 em diante.

    Informações mais detalhadas sobre procedimentos metodológicos podem ser obtidas na Coordenação de Indústria (COIND), na Av. República do Chile, 500/4 º andar, CEP 20031-170, Rio de Janeiro ou pelos telefones (21) 2142-0067 e 2142-4513. Consultas específicas podem ser feitas por meio de mensagens eletrônicas enviadas para ibge@ibge.gov.br .

    Estatísticas Ind Geral Ind. Transformação Ind. Extrativa
    Corte Amostral (período) 2000.12 a 2007.12 2000.12 a 2007.12 2000.12 a 2007.12
    Estrutura da Série Multipicativa Multipicativa Multipicativa
    Ano Bissexto Não Não Não
    Modelo ARIMA Selecionado (010)(011) (010)(011) (211)(011)
    RegARIMA Associada ao Modelo Sim Sim Sim
    Previsão 12 meses à frente 12 meses à frente 12 meses à frente
    FED8 77,96 77,95 4,77
    FMD8 2,42 2,50 0,51
    Diagnóstico Sazonalidade Identificável Presente (SIP) Sazonalidade Identificável Presente (SIP) Sazonalidade Identificável Presente (SIP)
    Filtro Sazonal 3X5 3X5 3X5
    Filtro de Tendência MMH9 MMH9 MMH13
    M1 a M11 M1 a M11 < 1 M1 a M11 < 1 M1, M4, M8, M10, M11 > 1
    Q 0,21 0,23 0,93
    Diagnóstico para Sazonalidade
    Diagnóstico paraTD, Páscoa e Carnaval
    Ajustar para Sazonalidade Ajustar para Sazonalidade Ajustar para Sazonalidade

    F 2.B: Contribuições relativas de cada um dos componentes da série original para a variância da variação mensal (relacionados os três primeiros meses)

     

    Indústria Geral
    Meses Irregular Tendência Sazonal A2(*) Calendário, Páscoa e Carnaval
    1 4,31 10,17 85,52 0 0
    2 1,51 14,59 83,89 0 0
    3 0,66 21,95 77,40 0 0
    Indústria Transformação
    Meses Irregular Tendência Sazonal A2(*) Calendário, Páscoa e Carnaval
    1 4,15 67,15 28,70 0 0
    2 1,43 75,34 23,23 0 0
    3 0,64 81,84 17,52 0 0
    Indústria Extrativa
    Meses Irregular Tendência Sazonal A2(*) Calendário, Páscoa e Carnaval
    1 40,45 12,13 47,42 0 0
    2 31,30 28,92 39,78 0 0
    3 18,00 38,96 43,04 0 0

    (*) Coeficientes Preliminares de Ajustamento(LS, AO, Calendário, etc.)

     

    Tabela 2 - Número de Horas Pagas
    Estatísticas Ind Geral Ind. Transformação Ind. Extrativa
    Corte Amostral (período) 2000.12 a 2007.12 2000.12 a 2007.12 2000.12 a 2007.12
    Estrutura da Série Multipicativa Multipicativa Aditiva
    Ano Bissexto Não Não Não
    Modelo ARIMA Selecionado (211)(011) (211)(011) (211)(011)
    RegARIMA Associada ao Modelo Sim Sim Sim
    Previsão 12 meses à frente 12 meses à frente 12 meses à frente
    FED8 156,07 157,06 15,06
    FMD8 0,97 0,89 1,97
    Diagnóstico Sazonalidade Identificável Presente (SIP) Sazonalidade Identificável Presente (SIP) Sazonalidade Identificável Presente (SIP)
    Filtro Sazonal 3X5 3X5 3X5
    Filtro de Tendência MMH13 MMH13 MMH13
    M1 a M11 M1 a M11 < 1 M1 a M11 < 1 M10, M11 > 1
    Q 0,25 0,25 0,64
    Diagnóstico para Sazonalidade
    Diagnóstico paraTD, Páscoa e Carnaval
    Ajustar para Sazonalidade Ajustar para Sazonalidade Ajustar para Sazonalidade

    F 2.B: Contribuições relativas de cada um dos componentes da série original para a variância da variação mensal (relacionados os três primeiros meses)

     

    Indústria Geral
    Meses Irregular Tendência Sazonal A2(*) Calendário, Páscoa e Carnaval
    1 4,18 1,52 94,30 0 0
    2 2,55 3,06 94,39 0 0
    3 1,15 5,00 93,86 0 0
    Indústria Transformação
    Meses Irregular Tendência Sazonal A2(*) Calendário, Páscoa e Carnaval
    1 4,21 1,53 94,26 0 0
    2 2,56 3,09 94,35 0 0
    3 1,15 5,03 93,83 0 0
    Indústria Extrativa
    Meses Irregular Tendência Sazonal A2(*) Calendário, Páscoa e Carnaval
    1 15,78 5,79 78,43 0 0
    2 13,28 14,26 72,46 0 0
    3 9,37 23,40 67,23 0 0

    (*) Coeficientes Preliminares de Ajustamento(LS, AO, Calendário, etc.)

    Tabela 3 - Folha de Pagamento Real
    Estatísticas Ind Geral Ind. Transformação Ind. Extrativa
    Corte Amostral (período) 2000.12 a 2007.12 2000.12 a 2007.12 2000.12 a 2007.12
    Estrutura da Série Multiplicativa Multiplicativa Multiplicativa
    Ano Bissexto Não Não Não
    Modelo ARIMA Selecionado (210) (011) (210) (011) (210) (011)
    RegARIMA Associada ao Modelo Sim Sim Sim
    Previsão 12 meses à frente 12 meses à frente 12 meses à frente
    FED8 547,96 607,95 26,11
    FMD8 0,82 0,71 0,55
    Diagnóstico Sazonalidade Identificável Presente (SIP) Sazonalidade Identificável Presente (SIP) Sazonalidade Identificável Presente (SIP)
    Filtro Sazonal 3X9 3 X 5 3 X 5
    Filtro de Tendência MMH13 MMH13 MMH13
    M1 a M11 M1 a M11 < 1 M1 a M11 < 1 M1 a M11 < 1
    Q 0,18 0,19 0,47
    Diagnóstico para Sazonalidade
    Diagnóstico paraTD, Páscoa e Carnaval
    Ajustar para Sazonalidade Ajustar para carnaval e páscoa [1] Ajustar para Sazonalidade Ajustar para Sazonalidade 
    Ajustar para carnaval

    F 2.B: Contribuições relativas de cada um dos componentes da série original para a variância da variação mensal (relacionados os três primeiros meses)

     

    Indústria Geral
    Meses Irregular Tendência Sazonal A2(*) Calendário, Páscoa e Carnaval
    1 2,08 0,56 97,14 0 0
    2 1,14 1,17 97,57 0 0
    3 0,81 2,04 97,07 0 0
    Indústria Transformação
    Meses Irregular Tendência Sazonal A2(*) Calendário, Páscoa e Carnaval
    1 1,12 0,51 98,37 0 0
    2 0,50 1,06 98,45 0 0
    3 0,45 1,88 97,67 0 0
    Indústria Extrativa
    Meses Irregular Tendência Sazonal A2(*) Calendário, Páscoa e Carnaval
    1 10,01 1,47 68,19 20,33 0
    2 5,67 3,46 81,97 8,90 0
    3 2,69 4,43 84,23 8,65 0

    (*) Coeficientes Preliminares de Ajustamento(LS, AO, Calendário, etc.)

     

    CONCEITUAÇÃO DAS VARIÁVEIS

    Pessoal Ocupado Assalariado (POA)

    Total de pessoas assalariadas em atividade (horistas e mensalistas), no último dia do mês de referência da pesquisa, com ou sem vínculo empregatício, com contrato de trabalho por tempo indeterminado ou temporário, ligadas ou não ao processo produtivo.

    Admissões (ADM)

    Total de pessoas assalariadas admitidas durante o mês de referência da pesquisa.

    Desligamentos (DES)

    Total de pessoas assalariadas desligadas da empresa durante o mês de referência da pesquisa (demissão por decisão do empregador, por justa causa, por solicitação do empregado ou por acordo, aposentadoria, morte, etc.).

    Número de Horas Pagas (NHP)

    Número total de horas pagas ao Pessoal Ocupado Assalariado — inclusive as horas extras —, durante o mês de referência, mesmo que estejam afastadas do serviço ativo por prazo não superior a 30 dias. São calculados indicadores também para o número de horas pagas por pessoa assalariada, apresentados sob a denominação de Número Médio de Horas Pagas.

    Valor da Folha de Pagamento (VFP)

    Valor total da Folha de Pagamento do pessoal ocupado assalariado para o mês de referência, onde estão incluídos, entre outros: salários contratuais; horas extras; 13º salário; aviso prévio e indenizações; comissões e percentagens; e participação nos lucros.

    A Folha de Pagamento é apresentada em quatro formas: Valor da Folha de Pagamento Nominal; Valor da Folha de Pagamento Média Nominal (folha de pagamento dividida pelo número de pessoas assalariadas); Valor da Folha de Pagamento Real (deflacionada); e Valor da Folha de Pagamento Média Real (além de deflacionada, a folha é dividida pelo número de pessoas assalariadas).

    Taxa de Rotatividade (TxR)

    É a razão do mínimo entre as admissões e desligamentos no mês de referência da pesquisa e o número total de pessoas ocupadas assalariadas no mês imediatamente anterior, multiplicado por 100. Representa, portanto, a percentagem do número de trabalhadores substituídos por outros no total de trabalhadores.

    Taxa de Admissão

    Relaciona o número de admissões no mês de referência da pesquisa com o número total de pessoas ocupadas assalariadas no mês imediatamente anterior, multiplicado por 100. Representa a percentagem do número de trabalhadores admitidos no total de trabalhadores.

    Taxa de Desligamento

    Relaciona o número de desligamentos no mês de referência da pesquisa com o número total de pessoas ocupadas assalariadas no mês imediatamente anterior, multiplicado por 100. Representa a percentagem do número de trabalhadores desligados no total de trabalhadores.

    Taxa de Realocação

    É a razão da soma do número de admissões e desligamentos no mês de referência da pesquisa com o número total de pessoas ocupadas assalariadas no mês imediatamente anterior, multiplicado por 100. Diz respeito aos fluxos de entrada e saída de trabalhadores no mercado de trabalho, ou seja, ao número de pessoas que trocaram de local de trabalho ou cuja situação empregatícia mudou entre os períodos t e t-1.

    Pesquisa Industrial Mensal de Emprego e Salário (2)

    Change in geographic coverage: Dissemination of PIMES

    After the dissemination of the Monthly Survey of Industrial Employment and Wages (PIMES) of January 2015, which will take place on March 20, the research data will be released only to Brazil, contemplating all indicators and activities usually disclosed.

    This is a first initiative in order to study and propose a new methodology for the topic of employment, wages and the cost of labor force in industry, to expand the variables currently available and to include the assessment of existing and ongoing administrative records at federal level.

    The intention is to be publish PIMES, at the national level, for another year, along which the methodology and the planning will be defined for the dissemination of the new series of shor-term data related to employment and industrial wages.

    Directoate of Surveys
    February 10, 2015

     

    Methodological Notes

    In December of 2001, IBGE started to publish the indicators for the industrial workplace (their series started in December of 2000) resulting from the Monthly Survey of Industrial Employment and Wages (PIMES). That survey replaces the Monthly Industrial Survey – General Data, which was published for the last time in June of 2001.

    The conception of PIMES is part of the Program for the Economic Statistics Update, started by IBGE in 1994. That program has the purpose of producing updated statistics by increasing their efficiency as to quality, time and cost.

    The purpose of the indicators presented herein is to show the evolvement, in a short term, of some variables relative to the industrial labor market in national and regional perspectives. Thus, the results encompass 18 (eighteen) industrial sectors, and, regionally, the following States and Major Regions: Pernambuco; Ceará; Bahia; Espírito Santo; Minas Gerais; Rio de Janeiro; São Paulo; Paraná; Santa Catarina and Rio Grande do Sul; North and Central-West Regions; Northeast Region ; Southeast Region; and South Region.

    The industrial activities in PIMES correspond to the descriptions of the National Classification of Economic Activities (CNAE) as in the chart below:

     

    PIMES description CNAE categories
    Mining and Quarrying Industry 10 – Mining of Coal
    11 – Extraction of Petroleum and Service Activities incidental to oil extraction
    13 – Mining of Metal Ores
    14 – Other Mining and Quarrying
    Food and Beverages 15 – Manufacture of Food Products and Beverages
    Tobacco 16 – Manufacture of Tobacco Products
    Textiles 17 – Manufacture of Textiles
    Apparel 18 – Manufacture of Apparel and Accessories
    Footwear and Leather 19 – Tanning and dressing of Leather and Manufacture of Leather Products, Luggage and Footwear
    Wood 20 – Manufacture of Wood Products
    Paper and Publishing and Printing 21 – Manufacture of Pulp, Paper and Paper Products
    22 – Publishing, Printing and Reproduction of Recorded Media
    Coke, Petroleum Refining, Nuclear Fuel and Alcohol 23 – Manufacture of Coke, Refined Petroleum Products, Nuclear Fuel and Alcohol
    Chemical Products 24 – Manufacture of Chemical Product
    Rubber and Plastic Products 25 – Manufacture of Plastic and Rubber Products
    Non-metallic Mineral Products 26 – Manufacture of Non-metallic Mineral Products
    PIMES description CNAE categories
    Basic Metals 27 – Basic Metals
    Fabricated Metal Products, except machinery and equipment 28 – Manufacture of Fabricated Metal Products, except machinery and equipment
    Machinery and Equipment, except electrical, electronic, precision and communication equipment 29 – Manufacture of Machinery and Equipment 
    30 – Manufacture of Office Machinery and Computer Equipment
    Electronic, Electrical, Precision and Communication Machinery and Apparatus 31 – Manufacture of Electrical Machinery and Apparatus
    32 – Manufacture of Electronic Material and Communication Equipment and Apparatus
    33 – Manufacture of Medical and Optical Instruments, Industrial Process Control Equipment, Watches and Clocks
    Manufacture of Transportation Means 34 – Manufacture and Assembly of Motor Vehicles, Trailers and Bodies
    35 – Manufacture of Other Transport Equipment
    Other Manufacturing 36 – Manufacture of Furniture and Miscellaneous Manufacturing 
    37 – Recycling

    The survey sample is generated by the Basic Selection Inventory (CBS) and referenced by the Central Register of Enterprises of IBGE (CEMPRE) — which systematically gathers information from the Annual Inventory of Social Information (RAIS), the General Registry of Employed and Unemployed Persons (CAGED) and the structural surveys from IBGE. It was obtained by means of the probability sampling technique, in which the selection unit is the Local Industrial Productive Unit.

    The Local Units (LUs) are selected by means of the CBS, and the Inventory of Survey Respondents is generated. The LUs must correspond to the addresses where the industrial enterprises operate. Those enterprises, in turn, must predominantly generate industrial production, classified under the C and D sections of CNAE, and present at least 5 salaried employed persons. Then, a stratified sample is designed by using the simple random sampling technique, with no replacement. Following that reasoning, the total investigation universe is estimated.

    PIMES investigates the following variables in about 5 500 (five thousand and five hundred) industrial plants: Salaried Employed Personnel, Hirings, Separations, Number of Hours Paid and Value of Payroll . The indicators for that last variable are presented in nominal (current values) and real (deflated by the Extended National Consumer Price Index - IPCA) terms. In order to see the definitions of the variables, click here .

    The PIMES series started in December of 2000, and the published indicators were the following:

    •  Monthly Fixed-Base Index : that index compares data from the reference month with data from the base month (January of 2001);

    •  Month/Month Index (Seasonally Adjusted): that index is published only for salaried employed personnel, number of hours paid and real value of the payroll, in a national level, for overall industry, mining and quarrying industry and manufacturing industry. It compares the seasonally adjusted data from the reference month with the data from the immediately previous month;

    •  Monthly Index : that index compares data from the reference month with the data from the same month a year ago;

    •  Accumulated Index: that index compares the accumulated data in the year, from January to the reference month, with the data from the same period a year ago;

    •  Accumulated Index 12 Months : that index compares the data accumulated in the last 12 reference months with the data from the 12 immediately previous months; and

    •  Other Indexes : for example, the seasonally unadjusted Month/Month index can be obtained from the Monthly Fixed-Base Index or from SIDRA, the statistical database available on www.ibge.gov.br .

    The seasonal adjustment – for salaried employed personnel, number of hours paid and real value of the payroll, in a national level, for overall industry, mining and quarrying industry and manufacturing industry – was obtained by means of the X-12 ARIMA method. Click here for more details on the adopted procedures.

    The indexes herein presented are preliminary. They can be altered in case respondents change their historical data and in case those data impact the indexes published in the reference year (N year) and in the immediately previous year (N-1 year). The indexes become definite only from the N-2 year on.

    Further information on methodological procedures can be obtained in the Coordination of Industry (COIND), at 500/4th floor República do Chile Ave., Zip Code 20031-170, Rio de Janeiro or by the telephones (21) 2142-0067 and 2142-4513. Specific inquiries can be sent to ibge@ibge.gov.br .


    Table 1 – Salaried Employed Personnel

    Statistics General Industry Manufacturing Industry Quarrying and Mining Industry
    Sample cut-off (period) 2000.12 to 2007.12 2000.12 to 2007.12 2000.12 to 2007.12
    Series Structure Multiplicative Multiplicative Multiplicative
    Leap Year No No No
    ARIMA Model (010)(011) (010)(011) (211)(011)
    RegARIMA Associated with the Model Yes Yes Yes
    Prediction 12 months ahead 12 months ahead 12 months ahead
    FED8 77.96 77.95 4.77
    FMD8 2.42 2.50 0.51
    Diagnosis Identifiable Seasonality Present (ISP) Identifiable Seasonality Present (ISP) Identifiable Seasonality Present (ISP)
    Seasonal Filter 3X5 3X5 3X5
    Trend Filter MMH9 MMH9 MMH13
    M1 to M11 M1 to M11 < 1 M1 to M11 < 1 M1, M4, M8, M10, M11 > 1
    Q 0.21 0.23 0.93
    Diagnosis for Seasonality
    Diagnosis for TDs (Trading Days), Easter and Carnival
    Adjust for Seasonality Adjust for Seasonality Adjust for Seasonality
    F 2.B: Relative contributions from each component of the original series to the variance of the monthly change (for the three first months)

     

    General Industry
    Months Irregular Trend Seasonal A2(*) Calendar, Easter and Carnival
    1 4.31 10.17 85.52 0 0
    2 1.51 1459 83.89 0 0
    3 0.66 21.95 77.40 0 0
    Manufacturing Industry
    Months Irregular Trend Seasonal A2(*) Calendar, Easter and Carnival
    1 4.15 67.15 28.70 0 0
    2 1.43 75.34 23.23 0 0
    3 0.64 81.84 17.52 0 0
    Quarrying and Mining Industry
    Months Irregular Trend Seasonal A2(*) Calendar, Easter and Carnival
    1 40.45 12.13 47.42 0 0
    2 31.30 28.92 39.78 0 0
    3 18.00 38.96 43.04 0 0
    (*) Adjustment Preliminary Coefficients (LS, AO, Calendar, etc.)

     


    Table 2 – Number of Hours Paid

    Statistics General Industry Manufacturing Industry Quarrying and Mining Industry
    Sample cut-off (period) 2000.12 to 2007.12 2000.12 to 2007.12 2000.12 to 2007.12
    Series Structure Multiplicative Multiplicative Additive
    Leap Year No No No
    ARIMA Model (211)(011) (211)(011) (211)(011)
    RegARIMA Associated with the Model Yes Yes Yes
    Prediction 12 months ahead 12 months ahead 12 months ahead
    FED8 156.07 157.06 15.06
    FMD8 0.97 0.89 1.97
    Diagnosis Identifiable Seasonality Present (ISP) Identifiable Seasonality Present (ISP) Identifiable Seasonality Present (ISP)
    Seasonal Filter 3X5 3X5 3X5
    Trend Filter MMH13 MMH13 MMH13
    M1 to M11 M1 to M11 < 1 M1 to M11 < 1 M10, M11 > 1
    Q 0.25 0.25 0.64
    Diagnosis for Seasonality
    Diagnosis for TDs (Trading Days), Easter and Carnival
    Adjust for Seasonality Adjust for Seasonality Adjust for Seasonality
    F 2.B: Relative contributions from each component of the original series to the variance of the monthly change (for the three first months)

     

    General Industry
    Months Irregular Trend Seasonal A2(*) Calendar, Easter and Carnival
    1 4.18 1.52 94.30 0 0
    2 2.55 3.06 94.39 0 0
    3 1.15 5.00 93.86 0 0
    Manufacturing Industry
    Months Irregular Trend Seasonal A2(*) Calendar, Easter and Carnival
    1 4.21 1.53 94.26 0 0
    2 2.56 3.09 94.35 0 0
    3 1.15 5.03 93.83 0 0
    Quarrying and Mining Industry
    Months Irregular Trend Seasonal A2(*) Calendar, Easter and Carnival
    1 15.78 5.79 78.43 0 0
    2 13.28 14.26 72.46 0 0
    3 9.37 23.40 67.23 0 0
    (*) Adjustment Preliminary Coefficients (LS, AO, Calendar, etc.)


    Table 3 – Real Payroll

    Statistics General Industry Manufacturing Industry Quarrying and Mining Industry
    Sample cut-off (period) 2000.12 to 2007.12 2000.12 to 2007.12 2000.12 to 2007.12
    Series Structure Multiplicative Multiplicative Multiplicative
    Leap Year No No No
    ARIMA Model (210) (011) (210) (011) (210) (011)
    RegARIMA Associated with the Model Yes Yes Yes
    Prediction 12 months ahead 12 months ahead 12 months ahead
    FED8 547.96 607.95 26.11
    FMD8 0.82 0.71 0.55
    Diagnosis Identifiable Seasonality Present (ISP) ) Identifiable Seasonality Present (ISP) Identifiable Seasonality Present (ISP)
    Seasonal Filter 3X9 3 X 5 3 X 5
    Trend Filter MMH13 MMH13 MMH13
    M1 to M11 M1 to M11 < 1 M1 to M11 < 1 M1 to M11 < 1
    Q 0.18 0.19 0.47
    Diagnosis for Seasonality
    Diagnosis for TDs (Trading Days), Easter and Carnival
    Adjust for Seasonality Adjust for Carnival and Easter [1] Adjust for Seasonality Adjust for Seasonality 
    Adjust for Carnival
    F 2.B: Relative contributions from each component of the original series to the variance of the monthly change (for the three first months)

     

    General Industry
    Months Irregular Trend Seasonal A2(*) Calendar, Easter and Carnival
    1 2.08 0.56 97.14 0 0
    2 1.14 1.17 97.57 0 0
    3 0.81 2.04 97.07 0 0
    Manufacturing Industry
    Months Irregular Trend Seasonal A2(*) Calendar, Easter and Carnival
    1 1.12 0.51 98.37 0 0
    2 0.50 1.06 98.45 0 0
    3 0.45 1.88 97.67 0 0
    Quarrying and Mining Industry
    Months Irregular Trend Seasonal A2(*) Calendar, Easter and Carnival
    1 10.01 1.47 68.19 20.33 0
    2 5.67 3.46 81.97 8.90 0
    3 2.69 4.43 84.23 8.65 0
    (*) Adjustment Preliminary Coefficients (LS, AO, Calendar, etc.)
     

    CONCEPTS OF VARIABLES

    Salaried Employed Persons (POA)

    Total salaried persons in activity (paid by hour or month) in the last day of the survey's reference month, with or without a formal contract, permanent or temporary, attached or not to the production process.

    Hirings (ADM)

    Total salaried persons hired during the survey's reference month.

    Layoffs (DES)

    Total salaried persons separated from their companies during the survey's reference month (layoffs, on legal grounds, resignations, by agreement, retirements, deaths, etc.).

    Number of Hours Paid (NHP)

    Total number of hours paid to the Salaried Employed Persons - including overtime - during the reference month, even when absent for a period no longer than 30 days. Indicators for the number of hours paid per salaried person are also estimated and presented as Average Number of Hours Paid.

    Value of the Payroll (VFP)

    Total value of the Payroll of the salaried employed persons for the reference month, including: contract wages, overtime pay, 13th wage, compensation at the end of contracts and indemnities, commissions and percentage payments and share of profits.

    The Payroll is presented in four categories: Value of the Nominal Payroll, Value of the Average Nominal Payroll (payroll divided by the number of salaried persons); Value of the Real Payroll(deflated); and Value of the Average Real Payroll (deflated and divided by the number of salaried persons).

    Turnover Rate (TxR)

    This is the ratio between hirings and separations in the survey’s reference month and the total number of salaried employed persons in the immediately previous month, multiplied by 100. The rate accounts for the percentage of the number of workers substituted for others in the total amount of workers.

    Hiring Rate

    This rate corresponds to the ratio between hirings in the survey’s reference month and the total number of salaried employed persons in the immediately previous month, multiplied by 100. It accounts for the percentage of the number of hired workers in the total amount of workers.

    Layoff Rate

    This rate corresponds to the ratio between separations in the survey’s reference month and the total number of salaried employed persons in the immediately previous month, multiplied by 100. It accounts for the percentage of the number of separated workers in the total amount of workers.

    Displacement Rate

    This rate corresponds to the ratio between the sum of hirings and separations in the survey’s reference month and the total number of salaried employed persons in the immediately previous month, multiplied by 100. It accounts for the of entry and exit flows of workers in the workplace, that is, the amount of people who changed their places of work or whose employment situation changed between a t period and a t-1 period.

    Monthly Survey of Industrial Employment and Wages

    Change in geographic coverage

    After the dissemination of the Monthly Survey of Industrial Employment and Wages (PIMES) of January 2015, which will take place on March 20, the research data will be released only to Brazil, contemplating all indicators and activities usually disclosed.

    This is a first initiative in order to study and propose a new methodology for the topic of employment, wages and the cost of labor force in industry, to expand the variables currently available and to include the assessment of existing and ongoing administrative records at federal level.

    The intention is to be publish PIMES, at the national level, for another year, along which the methodology and the planning will be defined for the dissemination of the new series of shor-term data related to employment and industrial wages.

    Directoate of Surveys
    February 10, 2015

     

    Methodological Notes

    In December of 2001, IBGE started to publish the indicators for the industrial workplace (their series started in December of 2000) resulting from the Monthly Survey of Industrial Employment and Wages (PIMES). That survey replaces the Monthly Industrial Survey – General Data, which was published for the last time in June of 2001.

    The conception of PIMES is part of the Program for the Economic Statistics Update, started by IBGE in 1994. That program has the purpose of producing updated statistics by increasing their efficiency as to quality, time and cost.

    The purpose of the indicators presented herein is to show the evolvement, in a short term, of some variables relative to the industrial labor market in national and regional perspectives. Thus, the results encompass 18 (eighteen) industrial sectors, and, regionally, the following States and Major Regions: Pernambuco; Ceará; Bahia; Espírito Santo; Minas Gerais; Rio de Janeiro; São Paulo; Paraná; Santa Catarina and Rio Grande do Sul; North and Central-West Regions; Northeast Region ; Southeast Region; and South Region.

    The industrial activities in PIMES correspond to the descriptions of the National Classification of Economic Activities (CNAE) as in the chart below:

     

    PIMES description CNAE categories
    Mining and Quarrying Industry 10 – Mining of Coal
    11 – Extraction of Petroleum and Service Activities incidental to oil extraction
    13 – Mining of Metal Ores
    14 – Other Mining and Quarrying
    Food and Beverages 15 – Manufacture of Food Products and Beverages
    Tobacco 16 – Manufacture of Tobacco Products
    Textiles 17 – Manufacture of Textiles
    Apparel 18 – Manufacture of Apparel and Accessories
    Footwear and Leather 19 – Tanning and dressing of Leather and Manufacture of Leather Products, Luggage and Footwear
    Wood 20 – Manufacture of Wood Products
    Paper and Publishing and Printing 21 – Manufacture of Pulp, Paper and Paper Products
    22 – Publishing, Printing and Reproduction of Recorded Media
    Coke, Petroleum Refining, Nuclear Fuel and Alcohol 23 – Manufacture of Coke, Refined Petroleum Products, Nuclear Fuel and Alcohol
    Chemical Products 24 – Manufacture of Chemical Product
    Rubber and Plastic Products 25 – Manufacture of Plastic and Rubber Products
    Non-metallic Mineral Products 26 – Manufacture of Non-metallic Mineral Products
    PIMES description CNAE categories
    Basic Metals 27 – Basic Metals
    Fabricated Metal Products, except machinery and equipment 28 – Manufacture of Fabricated Metal Products, except machinery and equipment
    Machinery and Equipment, except electrical, electronic, precision and communication equipment 29 – Manufacture of Machinery and Equipment 
    30 – Manufacture of Office Machinery and Computer Equipment
    Electronic, Electrical, Precision and Communication Machinery and Apparatus 31 – Manufacture of Electrical Machinery and Apparatus
    32 – Manufacture of Electronic Material and Communication Equipment and Apparatus
    33 – Manufacture of Medical and Optical Instruments, Industrial Process Control Equipment, Watches and Clocks
    Manufacture of Transportation Means 34 – Manufacture and Assembly of Motor Vehicles, Trailers and Bodies
    35 – Manufacture of Other Transport Equipment
    Other Manufacturing 36 – Manufacture of Furniture and Miscellaneous Manufacturing 
    37 – Recycling

    The survey sample is generated by the Basic Selection Inventory (CBS) and referenced by the Central Register of Enterprises of IBGE (CEMPRE) — which systematically gathers information from the Annual Inventory of Social Information (RAIS), the General Registry of Employed and Unemployed Persons (CAGED) and the structural surveys from IBGE. It was obtained by means of the probability sampling technique, in which the selection unit is the Local Industrial Productive Unit.

    The Local Units (LUs) are selected by means of the CBS, and the Inventory of Survey Respondents is generated. The LUs must correspond to the addresses where the industrial enterprises operate. Those enterprises, in turn, must predominantly generate industrial production, classified under the C and D sections of CNAE, and present at least 5 salaried employed persons. Then, a stratified sample is designed by using the simple random sampling technique, with no replacement. Following that reasoning, the total investigation universe is estimated.

    PIMES investigates the following variables in about 5 500 (five thousand and five hundred) industrial plants: Salaried Employed Personnel, Hirings, Separations, Number of Hours Paid and Value of Payroll . The indicators for that last variable are presented in nominal (current values) and real (deflated by the Extended National Consumer Price Index - IPCA) terms. In order to see the definitions of the variables, click here .

    The PIMES series started in December of 2000, and the published indicators were the following:

    •  Monthly Fixed-Base Index : that index compares data from the reference month with data from the base month (January of 2001);

    •  Month/Month Index (Seasonally Adjusted): that index is published only for salaried employed personnel, number of hours paid and real value of the payroll, in a national level, for overall industry, mining and quarrying industry and manufacturing industry. It compares the seasonally adjusted data from the reference month with the data from the immediately previous month;

    •  Monthly Index : that index compares data from the reference month with the data from the same month a year ago;

    •  Accumulated Index: that index compares the accumulated data in the year, from January to the reference month, with the data from the same period a year ago;

    •  Accumulated Index 12 Months : that index compares the data accumulated in the last 12 reference months with the data from the 12 immediately previous months; and

    •  Other Indexes : for example, the seasonally unadjusted Month/Month index can be obtained from the Monthly Fixed-Base Index or from SIDRA, the statistical database available on www.ibge.gov.br .

    The seasonal adjustment – for salaried employed personnel, number of hours paid and real value of the payroll, in a national level, for overall industry, mining and quarrying industry and manufacturing industry – was obtained by means of the X-12 ARIMA method. Click here for more details on the adopted procedures.

    The indexes herein presented are preliminary. They can be altered in case respondents change their historical data and in case those data impact the indexes published in the reference year (N year) and in the immediately previous year (N-1 year). The indexes become definite only from the N-2 year on.

    Further information on methodological procedures can be obtained in the Coordination of Industry (COIND), at 500/4th floor República do Chile Ave., Zip Code 20031-170, Rio de Janeiro or by the telephones (21) 2142-0067 and 2142-4513. Specific inquiries can be sent to ibge@ibge.gov.br .


    Table 1 – Salaried Employed Personnel

    Statistics General Industry Manufacturing Industry Quarrying and Mining Industry
    Sample cut-off (period) 2000.12 to 2007.12 2000.12 to 2007.12 2000.12 to 2007.12
    Series Structure Multiplicative Multiplicative Multiplicative
    Leap Year No No No
    ARIMA Model (010)(011) (010)(011) (211)(011)
    RegARIMA Associated with the Model Yes Yes Yes
    Prediction 12 months ahead 12 months ahead 12 months ahead
    FED8 77.96 77.95 4.77
    FMD8 2.42 2.50 0.51
    Diagnosis Identifiable Seasonality Present (ISP) Identifiable Seasonality Present (ISP) Identifiable Seasonality Present (ISP)
    Seasonal Filter 3X5 3X5 3X5
    Trend Filter MMH9 MMH9 MMH13
    M1 to M11 M1 to M11 < 1 M1 to M11 < 1 M1, M4, M8, M10, M11 > 1
    Q 0.21 0.23 0.93
    Diagnosis for Seasonality
    Diagnosis for TDs (Trading Days), Easter and Carnival
    Adjust for Seasonality Adjust for Seasonality Adjust for Seasonality
    F 2.B: Relative contributions from each component of the original series to the variance of the monthly change (for the three first months)

     

    General Industry
    Months Irregular Trend Seasonal A2(*) Calendar, Easter and Carnival
    1 4.31 10.17 85.52 0 0
    2 1.51 1459 83.89 0 0
    3 0.66 21.95 77.40 0 0
    Manufacturing Industry
    Months Irregular Trend Seasonal A2(*) Calendar, Easter and Carnival
    1 4.15 67.15 28.70 0 0
    2 1.43 75.34 23.23 0 0
    3 0.64 81.84 17.52 0 0
    Quarrying and Mining Industry
    Months Irregular Trend Seasonal A2(*) Calendar, Easter and Carnival
    1 40.45 12.13 47.42 0 0
    2 31.30 28.92 39.78 0 0
    3 18.00 38.96 43.04 0 0
    (*) Adjustment Preliminary Coefficients (LS, AO, Calendar, etc.)

     


    Table 2 – Number of Hours Paid

    Statistics General Industry Manufacturing Industry Quarrying and Mining Industry
    Sample cut-off (period) 2000.12 to 2007.12 2000.12 to 2007.12 2000.12 to 2007.12
    Series Structure Multiplicative Multiplicative Additive
    Leap Year No No No
    ARIMA Model (211)(011) (211)(011) (211)(011)
    RegARIMA Associated with the Model Yes Yes Yes
    Prediction 12 months ahead 12 months ahead 12 months ahead
    FED8 156.07 157.06 15.06
    FMD8 0.97 0.89 1.97
    Diagnosis Identifiable Seasonality Present (ISP) Identifiable Seasonality Present (ISP) Identifiable Seasonality Present (ISP)
    Seasonal Filter 3X5 3X5 3X5
    Trend Filter MMH13 MMH13 MMH13
    M1 to M11 M1 to M11 < 1 M1 to M11 < 1 M10, M11 > 1
    Q 0.25 0.25 0.64
    Diagnosis for Seasonality
    Diagnosis for TDs (Trading Days), Easter and Carnival
    Adjust for Seasonality Adjust for Seasonality Adjust for Seasonality
    F 2.B: Relative contributions from each component of the original series to the variance of the monthly change (for the three first months)

     

    General Industry
    Months Irregular Trend Seasonal A2(*) Calendar, Easter and Carnival
    1 4.18 1.52 94.30 0 0
    2 2.55 3.06 94.39 0 0
    3 1.15 5.00 93.86 0 0
    Manufacturing Industry
    Months Irregular Trend Seasonal A2(*) Calendar, Easter and Carnival
    1 4.21 1.53 94.26 0 0
    2 2.56 3.09 94.35 0 0
    3 1.15 5.03 93.83 0 0
    Quarrying and Mining Industry
    Months Irregular Trend Seasonal A2(*) Calendar, Easter and Carnival
    1 15.78 5.79 78.43 0 0
    2 13.28 14.26 72.46 0 0
    3 9.37 23.40 67.23 0 0
    (*) Adjustment Preliminary Coefficients (LS, AO, Calendar, etc.)


    Table 3 – Real Payroll

    Statistics General Industry Manufacturing Industry Quarrying and Mining Industry
    Sample cut-off (period) 2000.12 to 2007.12 2000.12 to 2007.12 2000.12 to 2007.12
    Series Structure Multiplicative Multiplicative Multiplicative
    Leap Year No No No
    ARIMA Model (210) (011) (210) (011) (210) (011)
    RegARIMA Associated with the Model Yes Yes Yes
    Prediction 12 months ahead 12 months ahead 12 months ahead
    FED8 547.96 607.95 26.11
    FMD8 0.82 0.71 0.55
    Diagnosis Identifiable Seasonality Present (ISP) ) Identifiable Seasonality Present (ISP) Identifiable Seasonality Present (ISP)
    Seasonal Filter 3X9 3 X 5 3 X 5
    Trend Filter MMH13 MMH13 MMH13
    M1 to M11 M1 to M11 < 1 M1 to M11 < 1 M1 to M11 < 1
    Q 0.18 0.19 0.47
    Diagnosis for Seasonality
    Diagnosis for TDs (Trading Days), Easter and Carnival
    Adjust for Seasonality Adjust for Carnival and Easter [1] Adjust for Seasonality Adjust for Seasonality 
    Adjust for Carnival
    F 2.B: Relative contributions from each component of the original series to the variance of the monthly change (for the three first months)

     

    General Industry
    Months Irregular Trend Seasonal A2(*) Calendar, Easter and Carnival
    1 2.08 0.56 97.14 0 0
    2 1.14 1.17 97.57 0 0
    3 0.81 2.04 97.07 0 0
    Manufacturing Industry
    Months Irregular Trend Seasonal A2(*) Calendar, Easter and Carnival
    1 1.12 0.51 98.37 0 0
    2 0.50 1.06 98.45 0 0
    3 0.45 1.88 97.67 0 0
    Quarrying and Mining Industry
    Months Irregular Trend Seasonal A2(*) Calendar, Easter and Carnival
    1 10.01 1.47 68.19 20.33 0
    2 5.67 3.46 81.97 8.90 0
    3 2.69 4.43 84.23 8.65 0
    (*) Adjustment Preliminary Coefficients (LS, AO, Calendar, etc.)
     

    CONCEPTS OF VARIABLES

    Salaried Employed Persons (POA)

    Total salaried persons in activity (paid by hour or month) in the last day of the survey's reference month, with or without a formal contract, permanent or temporary, attached or not to the production process.

    Hirings (ADM)

    Total salaried persons hired during the survey's reference month.

    Layoffs (DES)

    Total salaried persons separated from their companies during the survey's reference month (layoffs, on legal grounds, resignations, by agreement, retirements, deaths, etc.).

    Number of Hours Paid (NHP)

    Total number of hours paid to the Salaried Employed Persons - including overtime - during the reference month, even when absent for a period no longer than 30 days. Indicators for the number of hours paid per salaried person are also estimated and presented as Average Number of Hours Paid.

    Value of the Payroll (VFP)

    Total value of the Payroll of the salaried employed persons for the reference month, including: contract wages, overtime pay, 13th wage, compensation at the end of contracts and indemnities, commissions and percentage payments and share of profits.

    The Payroll is presented in four categories: Value of the Nominal Payroll, Value of the Average Nominal Payroll (payroll divided by the number of salaried persons); Value of the Real Payroll(deflated); and Value of the Average Real Payroll (deflated and divided by the number of salaried persons).

    Turnover Rate (TxR)

    This is the ratio between hirings and separations in the survey’s reference month and the total number of salaried employed persons in the immediately previous month, multiplied by 100. The rate accounts for the percentage of the number of workers substituted for others in the total amount of workers.

    Hiring Rate

    This rate corresponds to the ratio between hirings in the survey’s reference month and the total number of salaried employed persons in the immediately previous month, multiplied by 100. It accounts for the percentage of the number of hired workers in the total amount of workers.

    Layoff Rate

    This rate corresponds to the ratio between separations in the survey’s reference month and the total number of salaried employed persons in the immediately previous month, multiplied by 100. It accounts for the percentage of the number of separated workers in the total amount of workers.

    Displacement Rate

    This rate corresponds to the ratio between the sum of hirings and separations in the survey’s reference month and the total number of salaried employed persons in the immediately previous month, multiplied by 100. It accounts for the of entry and exit flows of workers in the workplace, that is, the amount of people who changed their places of work or whose employment situation changed between a t period and a t-1 period.

    Séries históricas

    #seriehistorica20178317321180

    #seriehistorica20178317138859

    #seriehistorica20178317527309

    Microdados

    Nenhum conteúdo disponível para exibição

    Portaria de precedência

    Divulgação dos resultados de indicadores conjunturais

     

    Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão
    GABINETE DO MINISTRO
    PORTARIA Nº 355, DE 5 DE NOVEMBRO DE 2007
    (Publicada no Diário Oficial da União nº 213, Seção 1, de 06.11.2007)

     

    O MINISTRO DE ESTADO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO, no uso das atribuições que lhe confere o inciso II, do artigo 87 da Constituição Federal, resolve:

    Art. 1º - A divulgação dos resultados de indicadores conjunturais produzidos pela Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE seguirá as seguintes etapas:

    I - às sete horas do dia da divulgação serão encaminhados os resultados, acompanhados de um sumário-executivo elaborado pelo IBGE, para as autoridades da lista de precedência;

    II - às nove horas do dia da divulgação serão encaminhados os resultados para os órgãos de imprensa e disseminados na Internet, através do sítio https://www.ibge.gov.br.

    § 1º. Os técnicos do IBGE estarão disponíveis para prestar esclarecimentos aos usuários sobre os resultados da pesquisa divulgada a partir do encaminhamento de que trata o inciso II do caput.

    § 2º. O disposto nesta portaria aplica-se a qualquer indicador conjuntural produzido pelo IBGE, especialmente aos seguintes:

    I - Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC);

    II - Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA);

    III - Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo - Especial (IPCA-E);

    IV - Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA-15);

    V - Pesquisa Mensal de Emprego (PME);

    VI - Contas Nacionais Trimestrais;

    VII - Pesquisa Industrial Mensal - Produção Física Brasil (PIM-PF Brasil);

    VIII - Pesquisa Industrial Mensal - Produção Física Regional (PIM-PF Regional);

    IX - Pesquisa Industrial Mensal de Emprego e Salário - (PIMES);

    X - Pesquisa Mensal de Comércio (PMC);

    XI - Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil (SINAPI);

    XII - Conjuntura Agropecuária (Levantamento Sistemático da Produção Agrícola - mensal; Pesquisa Trimestral de Abate de Animais; Pesquisa Trimestral de Leite; Pesquisa Trimestral de Produção de Ovos de Galinha; Pesquisa Trimestral do Couro).

    Art. 2° - A relação das autoridades constantes da lista de precedência específica a cada pesquisa de indicadores conjunturais, será divulgada por intermédio de Nota Oficial da Instituição e disseminada no portal do IBGE na Internet, através do sítio https://www.ibge.gov.br

    Art. 3º - As autoridades constantes da lista de precedência deverão observar o mais rigoroso sigilo das informações referentes aos indicadores de que trata esta Portaria, nos termos do disposto na Lei nº 8.112, de 11 de dezembro de 1990.

    Art. 4º - Revogam-se as Portarias nº 164/MP, de 20 de dezembro de 1999, e nº 167/MP, de 5 de setembro de 2003.

    Art. 5º - Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação.

     

    PAULO BERNARDO SILVA 


     O IBGE divulga a relação das autoridades que recebem com precedência os resultados das pesquisas conjunturais produzidas por esta Instituição: 

    Ministro de Estado do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão - Esteves Pedro Colnago Júnior

    • Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC)
    • Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA)
    • Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo - Especial (IPCA-E)
    • Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA-15)
    • Contas Nacionais Trimestrais
    • Pesquisa Industrial Mensal - Produção Física Brasil (PIM-PF Brasil)
    • Pesquisa Industrial Mensal - Produção Física Regional (PIM-PF Regional)
    • Pesquisa Mensal de Comércio (PMC)
    • Pesquisa Mensal de Serviços (PMS)
    • Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil (SINAPI)
    • Conjuntura Agropecuária
      • Levantamento Sistemático da Produção Agrícola - mensal
      • Pesquisa Trimestral de Abate de Animais
      • Pesquisa Trimestral de Leite
      • Pesquisa Trimestral de Produção de Ovos de Galinha
      • Pesquisa Trimestral do Couro
    • Índice de Preços ao Produtor - Indústrias Extrativas e de Transformação (IPP)
    • Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua)

     

    Ministro de Estado da Fazenda - Eduardo Refinetti Guardia

    • Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC)
    • Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA)
    • Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo - Especial (IPCA-E)
    • Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA-15)
    • Contas Nacionais Trimestrais
    • Pesquisa Mensal de Comércio (PMC)
    • Pesquisa Mensal de Serviços (PMS)
    • Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil (SINAPI)
    • Conjuntura Agropecuária
      • Levantamento Sistemático da Produção Agrícola - mensal
      • Pesquisa Trimestral de Abate de Animais
      • Pesquisa Trimestral de Leite
      • Pesquisa Trimestral de Produção de Ovos de Galinha
      • Pesquisa Trimestral do Couro
    • Pesquisa Industrial Mensal - Produção Física - Brasil (PIM-PF Brasil)
    • Pesquisa Industrial Mensal - Produção Física Regional (PIM-PF Regional)
    • Índice de Preços ao Produtor - Indústrias Extrativas e de Transformação (IPP)
    • Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua)

     

    Ministro de Estado da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - Blairo Borges Maggi

    • Conjuntura Agropecuária
      • Levantamento Sistemático da Produção Agrícola - mensal
      • Pesquisa Trimestral de Abate de Animais
      • Pesquisa Trimestral de Leite
      • Pesquisa Trimestral de Produção de Ovos de Galinha
      • Pesquisa Trimestral do Couro
    • Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua)

     

    Ministro de Estado da Indústria, Comércio e Serviços

    • Contas Nacionais Trimestrais
    • Pesquisa Industrial Mensal - Produção Física - Brasil (PIM-PF Brasil)
    • Pesquisa Mensal de Comércio (PMC)
    • Pesquisa Mensal de Serviços (PMS)
    • Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua)

     

    Ministro-Chefe da Casa Civil da Presidência da República - Eliseu Lemos Padilha

    • Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC)
    • Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA)
    • Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo - Especial (IPCA-E)
    • Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA-15)
    • Contas Nacionais Trimestrais
    • Pesquisa Industrial Mensal - Produção Física Brasil (PIM-PF Brasil)
    • Pesquisa Industrial Mensal - Produção Física Regional (PIM-PF Regional)
    • Pesquisa Mensal de Comércio (PMC)
    • Pesquisa Mensal de Serviços (PMS)
    • Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil (SINAPI)
    • Conjuntura Agropecuária
      • Levantamento Sistemático da Produção Agrícola - mensal
      • Pesquisa Trimestral de Abate de Animais
      • Pesquisa Trimestral de Leite
      • Pesquisa Trimestral de Produção de Ovos de Galinha
      • Pesquisa Trimestral do Couro
    • Índice de Preços ao Produtor - Indústrias Extrativas e de Transformação (IPP)
    • Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua)

     

    Presidente do Banco Central - Ilan Goldfajn

    • Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC)
    • Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA)
    • Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo - Especial (IPCA-E)
    • Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA-15)
    • Contas Nacionais Trimestrais
    • Pesquisa Industrial Mensal - Produção Física Brasil (PIM-PF Brasil)
    • Pesquisa Industrial Mensal - Produção Física Regional (PIM-PF Regional)
    • Pesquisa Mensal de Comércio (PMC)
    • Pesquisa Mensal de Serviços (PMS)
    • Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil (SINAPI)
    • Conjuntura Agropecuária
      • Levantamento Sistemático da Produção Agrícola - mensal
      • Pesquisa Trimestral de Abate de Animais
      • Pesquisa Trimestral de Leite
      • Pesquisa Trimestral de Produção de Ovos de Galinha
      • Pesquisa Trimestral do Couro
    • Índice de Preços ao Produtor - Indústrias Extrativas e de Transformação (IPP)
    • Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua)

     

    Presidente da Caixa Econômica Federal - Nelson Antônio de Souza

      Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil (SINAPI)

     

    Ministro de Estado do Trabalho - Hélton Yomura (Interino)

    • Contas Nacionais Trimestrais
    • Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua)

     

    Diretor do Departamento de Estudos Econômicos e Pesquisas do Ministério do Turismo - José Francisco de Salles Lopes

    • Pesquisa Mensal de Serviços (PMS)

     

    Roberto Luís Olinto Ramos
    Presidente do IBGE
    Atualizado em 10 de abril de 2018

      

    Divulgação dos resultados de indicadores estruturais

     

    Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão
    GABINETE DO MINISTRO
    PORTARIA Nº 15, DE 27 DE JANEIRO DE 2005
    (Publicada no Diário Oficial da União edição número 20 de 28/01/2005)

     

    O MINISTRO DE ESTADO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO, INTERINO, no uso das atribuições que lhe confere o art. 87, parágrafo único, incisos I e II, da Constituição e considerando o disposto no art. 27, inciso XVII, alínea "c", da Lei nº 10.683, de 28 de maio de 2003, resolve:

    Art. 1º - Disciplinar os procedimentos a serem observados na divulgação dos resultados de indicadores estruturais produzidos pela Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE.

    Art. 2º Os resultados serão encaminhados pela Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE ao Ministro do Planejamento, Orçamento e Gestão, com antecedência mínima de quarenta e oito horas do horário fixado no art. 3º, inciso I, desta Portaria.

    Art. 3º No dia da divulgação dos resultados dos indicadores de que trata esta Portaria, serão observados:

    I - liberação para a imprensa e disponibilização pela Internet, no endereço: (https://www.ibge.gov.br), às 10 horas;

    II - os técnicos do IBGE somente poderão prestar esclarecimentos sobre os resultados dos indicadores estruturais após a liberação e publicação na forma do inciso I.

    Art. 4º Os servidores que tenham conhecimento prévio dos resultados deverão manter rigoroso sigilo, sob pena de responsabilidade nos termos da Lei nº 8.112, de 11 de dezembro de 1990.

    Art. 5º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação.

     

    NELSON MACHADO

     

     

    Downloads

    Conceitos e métodos - Dezembro de 2015

    As informações a seguir descrevem os metadados estatísticos, que são o conjunto de conceitos, métodos e aspectos relacionados às estatísticas, e são informações necessárias para compreender as características e a qualidade das estatísticas e interpretá-las corretamente.

    Objetivo

    Produzir indicadores que permitam acompanhar o desempenho conjuntural do mercado de trabalho no setor industrial, através da evolução mensal do emprego e da remuneração dos trabalhadores nas empresas industrias, permitindo analisar tais mudanças ao longo do ciclo de atividade do setor produtivo industrial.

    Tipo de operação estatística

    Pesquisa de empresas

    Tipo de dados

    Dados de pesquisa por amostragem probabilística

    Periodicidade de divulgação

    Mensal

    Abrangência geográfica

    Nacional

    População-alvo

    É constituída pelo conjunto de unidades locais com cinco ou mais pessoas empregadas classificadas como atividade industrial conforme a CNAE, cujas empresas são registradas no Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ) do Ministério da Fazenda, e pertencentes ao Cadastro Central de Empresas (CEMPRE) do IBGE, em todo o território nacional.

    Metodologia

    A amostra da PIMES é extraída do Cadastro Básico de Seleção (CBS) que é construído a partir do CEMPRE, o qual reúne o conjunto de empresas com registro no CNPJ e que declaram o Relatório Anual de Informações Sociais (RAIS) e o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED). O plano amostral da pesquisa utiliza a cada ano uma amostra estratificada nos estratos naturais, com alocação de Neyman nos estratos finais. Os estratos naturais são definidos pelos cruzamentos da unidade da federação ou região geográfica e atividade econômica e os estratos finais são definidos pelo número de pessoas ocupadas. Todas as unidades locais com 500 ou mais pessoas ocupadas entram na amostra com probabilidade um, constituindo o estrato certo e na parte amostrada de cada estrato natural seleciona-se uma amostra de modo a garantir um coeficiente de variação de 10% para o estimador do total da variável de estratificação pessoal ocupado. O tamanho mínimo da amostra em cada estrato final foi fixado em cinco unidades locais e os estratos finais com população de unidades locais menor que cinco foram definidos como estratos gerenciais certos. Para contornar problemas devidos à desatualização cadastral, pelo fato de o CBS utilizado ser o do ano anterior ao da seleção da amostra, o tamanho da amostra em cada estrato amostrado foi aumentado em 20%. A seleção e rotação da amostra é elaborada com base nos números aleatórios permanentes. A cada ano a amostra é rotacionada, de modo que cada unidade local permaneça, em média, quatro anos no painel. As estimativas de totais são calculadas utilizando-se o estimador de razão combinada. Há, no fim do processo, um procedimento de ajustamento sazonal para as variáveis valor da folha de pagamento, pessoal ocupado assalariado e número de horas pagas. Utiliza-se o X-12-ARIMA para dessazonalizar os índices de base fixa da Indústria Geral, Indústria Extrativa e a Indústria de Transformação para o total Nacional.
    Técnica de coleta:
    CASI - Questionário eletrônico autopreenchido, PAPI - Entrevista pessoal com questionário em papel

    Temas

    Temas e subtemas
    Trabalho, Trabalho remunerado, Indústrias extrativas, Estatísticas econômicas setoriais, Indústrias de transformação
    Principais variáveis
    Pessoal ocupado assalariado, admissões, desligamentos, número de horas pagas e valor da folha de pagamento.

    Unidades de informação

    Unidade de investigação
    Unidade local
    Unidade de análise
    Unidade local.

    Períodos de referência

    Mês - 01/12/2015 a 31/12/2015
    Data de início da coleta
    04/01/2016
    Data do fim da coleta
    29/01/2016

    Disseminação

    Nível de desagregação geográfica
    Nacional
    Nível de divulgação
    Os resultados da pesquisa são divulgados para 18 detalhamentos de atividades industriais com agregações de 2 dígitos na CNAE, versão 1.0, para Brasil.

    Instrumentos de coleta

    Histórico

    Desde a década de 1970, o IBGE divulga índices de emprego e salário na indústria. Até 1984, esses índices eram obtidos de pesquisa cuja amostra de informantes era intencional, tendo como objetivo central o acompanhamento do volume físico de produção dos principais produtos da indústria. Além da produção física de produtos selecionados, as empresas informavam mensalmente seu pessoal ocupado, os salários e o valor da produção. A partir de 1985, a pesquisa básica para a construção desses índices passou a ter um desenho amostral que visava a atender ao objetivo específico de gerar indicadores que refletissem com mais precisão a evolução mensal do emprego e do salário no setor industrial. Assim, a Pesquisa Industrial Mensal Dados Gerais (PIM-DG) teve sua amostra probabilística desenhada com base nos resultados do Censo Industrial 1980 e ampliou o conjunto de ramos industriais, de variáveis e de detalhamento regional para atender a esse objetivo. A série de indicadores derivados dessa pesquisa se iniciou em janeiro de 1985 e se estendeu a abril de 2001. A implantação da Pesquisa Industrial Mensal de Emprego e Salário (PIMES), base de informações para a elaboração de índices de emprego e salário industrial a partir de dezembro de 2000, se inseriu no programa de modernização do Sistema de Estatísticas Industriais, iniciado em meados da década de 1990. Esse sistema organizou os segmentos econômicos em subsistemas específicos: indústria, comércio, serviços e construção, tendo como pontos fortes a existência de um cadastro central de empresas e uma classificação padronizada também utilizada por outros órgãos de governo.
    A pesquisa foi encerrada no dia 18 de fevereiro de 2016 com a divulgação das informações pertinentes a dezembro de 2015.

    Saiba mais

    https://metadados.ibge.gov.br/consulta/estatisticos/operacoes-estatisticas/XY

    Calendário

    Próximas divulgações

    Nenhuma divulgação futura


    Divulgações anteriores

    Nenhuma divulgação passada

    Publicações - Dezembro de 2015

    Nenhum conteúdo disponível para exibição

    Notícias e releases

    Ver mais notícias

    Material de apoio

    Nenhum material de apoio cadastrado para esse item

    Erramos

    Nenhum conteúdo disponível para exibição


    Participe da Consulta pública aos usuários do Censo Demográfico 2020