Pesquisa Anual de Serviços - PAS

Menu do Produto

O que é

A Pesquisa Anual de Serviços - PAS constitui uma importante fonte de dados setoriais para a compreensão do comportamento do mercado formal sob a ótica da oferta de serviços não financeiros. Seus resultados são relevantes para o cálculo do Produto Interno Bruto - PIB, além de constituírem uma referência para a análise das atividades que compõem o setor de serviços, em termos de pessoal ocupado, valor da produção e renda na economia.

Para a PAS 2015, o IBGE apresenta um informativo sobre os principais resultados da pesquisa, contemplando, entre outros aspectos, dados sobre pessoal ocupado, salários, retiradas e outras remunerações, receitas e valor adicionado bruto. Esses resultados, cabe destacar, têm por base a Classificação Nacional de Atividades Econômicas - CNAE 2.0 e foram organizados e tabulados em sete agrupamentos distintos, de modo a facilitar o entendimento, conforme as finalidades de uso: serviços prestados principalmente às famílias; serviços de informação e comunicação; serviços profissionais, administrativos e complementares; transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio; atividades imobiliárias; serviços de manutenção e reparação; e outras atividades de serviços. Inicialmente é apresentada uma comparação entre a estrutura produtiva destes segmentos do setor de serviços não financeiros no Brasil em 2007 e 2015, posteriormente é fornecido um ranking das principais atividades, segundo a receita operacional líquida do total da PAS, para o mesmo período e, por fim, é efetuada uma avaliação regional da estrutura dos segmentos de serviços não financeiros.

As notas técnicas, com considerações metodológicas sobre a pesquisa, o plano tabular completo da PAS, com dados sobre receitas, despesas, valor adicionado, pessoal ocupado, salários, retiradas e demais remunerações, entre outras variáveis, segundo o conjunto do País, Grandes Regiões e Unidades da Federação, bem como os resultados referentes às empresas com 20 ou mais pessoas ocupadas, considerando o período de 2013 a 2015, podem ser encontrados juntamente com as informações ora divulgadas. Os resultados retrospectivos possibilitam identificar algumas das transformações ocorridas no setor nesse período.

O conjunto dessas informações constitui a mais completa fonte de estatísticas sobre a estrutura produtiva do setor empresarial de serviços não financeiros no Brasil, fornecendo aos órgãos das esferas governamental e privada subsídios para o planejamento e a tomada de decisões, e, aos usuários em geral, informações para estudos setoriais mais aprofundados.

Publicado em 22/09/2017 às 10:00
Atualizado em 15/12/2017 às 12:04

Principais Resultados - 2015

#tabelasidra201795105717368

 

Publicado em 22/09/2017 às 10:00
Atualizado em 15/12/2017 às 12:04

Tabelas - 2015

Tabelas Completas (em formato XLS e ODS)

Tabelas 2015

Arquivos XLS

Arquivos ODS

Índice de tabelas 2015

 

Tabelas 2014

Arquivos XLS

Arquivos ODS

Índice de tabelas 2014

 

Tabelas 2013

Arquivos XLS

Arquivos ODS

Índice de tabelas 2013

Publicado em 22/09/2017 às 10:00

Notas Técnicas - 2015

    Nenhum conteúdo disponível para exibição

    Séries históricas

     

    #seriehistorica20178592632828

     

    #seriehistorica20178592755250

     

    #seriehistorica20178593425632

      

    #seriehistorica20178593536503

     

    Publicado em 06/04/2017 às 15:53

    Microdados - 2015

    Nenhum conteúdo disponível para exibição

    Portaria de precedência

    Divulgação dos resultados de indicadores conjunturais

     

    Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão
    GABINETE DO MINISTRO
    PORTARIA Nº 355, DE 5 DE NOVEMBRO DE 2007
    (Publicada no Diário Oficial da União nº 213, Seção 1, de 06.11.2007)

     

    O MINISTRO DE ESTADO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO, no uso das atribuições que lhe confere o inciso II, do artigo 87 da Constituição Federal, resolve:

    Art. 1º - A divulgação dos resultados de indicadores conjunturais produzidos pela Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE seguirá as seguintes etapas:

    I - às sete horas do dia da divulgação serão encaminhados os resultados, acompanhados de um sumário-executivo elaborado pelo IBGE, para as autoridades da lista de precedência;

    II - às nove horas do dia da divulgação serão encaminhados os resultados para os órgãos de imprensa e disseminados na Internet, através do sítio https://www.ibge.gov.br.

    § 1º. Os técnicos do IBGE estarão disponíveis para prestar esclarecimentos aos usuários sobre os resultados da pesquisa divulgada a partir do encaminhamento de que trata o inciso II do caput.

    § 2º. O disposto nesta portaria aplica-se a qualquer indicador conjuntural produzido pelo IBGE, especialmente aos seguintes:

    I - Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC);

    II - Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA);

    III - Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo - Especial (IPCA-E);

    IV - Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA-15);

    V - Pesquisa Mensal de Emprego (PME);

    VI - Contas Nacionais Trimestrais;

    VII - Pesquisa Industrial Mensal - Produção Física Brasil (PIM-PF Brasil);

    VIII - Pesquisa Industrial Mensal - Produção Física Regional (PIM-PF Regional);

    IX - Pesquisa Industrial Mensal de Emprego e Salário - (PIMES);

    X - Pesquisa Mensal de Comércio (PMC);

    XI - Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil (SINAPI);

    XII - Conjuntura Agropecuária (Levantamento Sistemático da Produção Agrícola - mensal; Pesquisa Trimestral de Abate de Animais; Pesquisa Trimestral de Leite; Pesquisa Trimestral de Produção de Ovos de Galinha; Pesquisa Trimestral do Couro).

    Art. 2° - A relação das autoridades constantes da lista de precedência específica a cada pesquisa de indicadores conjunturais, será divulgada por intermédio de Nota Oficial da Instituição e disseminada no portal do IBGE na Internet, através do sítio https://www.ibge.gov.br

    Art. 3º - As autoridades constantes da lista de precedência deverão observar o mais rigoroso sigilo das informações referentes aos indicadores de que trata esta Portaria, nos termos do disposto na Lei nº 8.112, de 11 de dezembro de 1990.

    Art. 4º - Revogam-se as Portarias nº 164/MP, de 20 de dezembro de 1999, e nº 167/MP, de 5 de setembro de 2003.

    Art. 5º - Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação.

     

    PAULO BERNARDO SILVA 


     O IBGE divulga a relação das autoridades que recebem com precedência os resultados das pesquisas conjunturais produzidas por esta Instituição: 

    Ministro de Estado do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão - Dyogo Henrique de Oliveira

    • Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC)
    • Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA)
    • Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo - Especial (IPCA-E)
    • Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA-15)
    • Contas Nacionais Trimestrais
    • Pesquisa Industrial Mensal - Produção Física Brasil (PIM-PF Brasil)
    • Pesquisa Industrial Mensal - Produção Física Regional (PIM-PF Regional)
    • Pesquisa Mensal de Comércio (PMC)
    • Pesquisa Mensal de Serviços (PMS)
    • Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil (SINAPI)
    • Conjuntura Agropecuária
      • Levantamento Sistemático da Produção Agrícola - mensal
      • Pesquisa Trimestral de Abate de Animais
      • Pesquisa Trimestral de Leite
      • Pesquisa Trimestral de Produção de Ovos de Galinha
      • Pesquisa Trimestral do Couro
    • Índice de Preços ao Produtor - Indústrias Extrativas e de Transformação (IPP)
    • Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua)

     

    Ministro de Estado da Fazenda - Henrique de Campos Meirelles

    • Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC)
    • Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA)
    • Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo - Especial (IPCA-E)
    • Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA-15)
    • Contas Nacionais Trimestrais
    • Pesquisa Mensal de Comércio (PMC)
    • Pesquisa Mensal de Serviços (PMS)
    • Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil (SINAPI)
    • Conjuntura Agropecuária
      • Levantamento Sistemático da Produção Agrícola - mensal
      • Pesquisa Trimestral de Abate de Animais
      • Pesquisa Trimestral de Leite
      • Pesquisa Trimestral de Produção de Ovos de Galinha
      • Pesquisa Trimestral do Couro
    • Pesquisa Industrial Mensal - Produção Física - Brasil (PIM-PF Brasil)
    • Pesquisa Industrial Mensal - Produção Física Regional (PIM-PF Regional)
    • Índice de Preços ao Produtor - Indústrias Extrativas e de Transformação (IPP)
    • Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua)

     

    Ministro de Estado da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - Blairo Borges Maggi

    • Conjuntura Agropecuária
      • Levantamento Sistemático da Produção Agrícola - mensal
      • Pesquisa Trimestral de Abate de Animais
      • Pesquisa Trimestral de Leite
      • Pesquisa Trimestral de Produção de Ovos de Galinha
      • Pesquisa Trimestral do Couro
    • Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua)

     

    Ministro de Estado da Indústria, Comércio e Serviços - Marcos Antônio Pereira

    • Contas Nacionais Trimestrais
    • Pesquisa Industrial Mensal - Produção Física - Brasil (PIM-PF Brasil)
    • Pesquisa Mensal de Comércio (PMC)
    • Pesquisa Mensal de Serviços (PMS)
    • Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua)

     

    Ministro-Chefe da Casa Civil da Presidência da República - Eliseu Lemos Padilha

    • Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC)
    • Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA)
    • Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo - Especial (IPCA-E)
    • Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA-15)
    • Contas Nacionais Trimestrais
    • Pesquisa Industrial Mensal - Produção Física Brasil (PIM-PF Brasil)
    • Pesquisa Industrial Mensal - Produção Física Regional (PIM-PF Regional)
    • Pesquisa Mensal de Comércio (PMC)
    • Pesquisa Mensal de Serviços (PMS)
    • Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil (SINAPI)
    • Conjuntura Agropecuária
      • Levantamento Sistemático da Produção Agrícola - mensal
      • Pesquisa Trimestral de Abate de Animais
      • Pesquisa Trimestral de Leite
      • Pesquisa Trimestral de Produção de Ovos de Galinha
      • Pesquisa Trimestral do Couro
    • Índice de Preços ao Produtor - Indústrias Extrativas e de Transformação (IPP)
    • Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua)

     

    Presidente do Banco Central - Ilan Goldfajn

    • Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC)
    • Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA)
    • Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo - Especial (IPCA-E)
    • Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA-15)
    • Contas Nacionais Trimestrais
    • Pesquisa Industrial Mensal - Produção Física Brasil (PIM-PF Brasil)
    • Pesquisa Industrial Mensal - Produção Física Regional (PIM-PF Regional)
    • Pesquisa Mensal de Comércio (PMC)
    • Pesquisa Mensal de Serviços (PMS)
    • Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil (SINAPI)
    • Conjuntura Agropecuária
      • Levantamento Sistemático da Produção Agrícola - mensal
      • Pesquisa Trimestral de Abate de Animais
      • Pesquisa Trimestral de Leite
      • Pesquisa Trimestral de Produção de Ovos de Galinha
      • Pesquisa Trimestral do Couro
    • Índice de Preços ao Produtor - Indústrias Extrativas e de Transformação (IPP)
    • Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua)

     

    Presidente da Caixa Econômica Federal - Gilberto Magalhães Occhi

      Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil (SINAPI)

     

    Ministro de Estado do Trabalho - Ronaldo Nogueira de Oliveira

    • Contas Nacionais Trimestrais
    • Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua)

     

    Diretor do Departamento de Estudos Econômicos e Pesquisas do Ministério do Turismo - José Francisco de Salles Lopes

    • Pesquisa Mensal de Serviços (PMS)

     

    Roberto Luís Olinto Ramos
    Presidente do IBGE
    Atualizado em 8 de agosto de 2017

      

    Divulgação dos resultados de indicadores estruturais

     

    Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão
    GABINETE DO MINISTRO
    PORTARIA Nº 15, DE 27 DE JANEIRO DE 2005
    (Publicada no Diário Oficial da União edição número 20 de 28/01/2005)

     

    O MINISTRO DE ESTADO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO, INTERINO, no uso das atribuições que lhe confere o art. 87, parágrafo único, incisos I e II, da Constituição e considerando o disposto no art. 27, inciso XVII, alínea "c", da Lei nº 10.683, de 28 de maio de 2003, resolve:

    Art. 1º - Disciplinar os procedimentos a serem observados na divulgação dos resultados de indicadores estruturais produzidos pela Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE.

    Art. 2º Os resultados serão encaminhados pela Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE ao Ministro do Planejamento, Orçamento e Gestão, com antecedência mínima de quarenta e oito horas do horário fixado no art. 3º, inciso I, desta Portaria.

    Art. 3º No dia da divulgação dos resultados dos indicadores de que trata esta Portaria, serão observados:

    I - liberação para a imprensa e disponibilização pela Internet, no endereço: (https://www.ibge.gov.br), às 10 horas;

    II - os técnicos do IBGE somente poderão prestar esclarecimentos sobre os resultados dos indicadores estruturais após a liberação e publicação na forma do inciso I.

    Art. 4º Os servidores que tenham conhecimento prévio dos resultados deverão manter rigoroso sigilo, sob pena de responsabilidade nos termos da Lei nº 8.112, de 11 de dezembro de 1990.

    Art. 5º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação.

     

    NELSON MACHADO

     

     

    Downloads

    Conceitos e métodos - 2015

    As informações a seguir descrevem os metadados estatísticos, que são o conjunto de conceitos, métodos e aspectos relacionados às estatísticas, e são informações necessárias para compreender as características e a qualidade das estatísticas e interpretá-las corretamente.

    Objetivo

    A Pesquisa Anual de Serviços - PAS tem por objetivo identificar as características estruturais básicas da atividade de serviços e suas transformações no tempo. Para tanto, pretende-se: · Construir um sistema de informações econômicas que permita a comparabilidade nos vários segmentos pesquisados, extraindo das empresas informações necessárias às estimativas do valor adicionado, emprego e salários; · Construir uma pesquisa contínua, que sirva de base para a elaboração de pesquisas detalhadas sobre segmentos específicos do setor serviços, tais como: turismo (hospedagem, agências de viagem, locadoras de automóveis), telecomunicações, informática, etc., denominadas "Pesquisas Satélites" · Dimensionar a distribuição regional da atividade no território nacional, fornecendo estimativas básicas, segundo classes de atividades econômicas selecionadas, para as Unidades da Federação; · Fornecer as informações necessárias ao tratamento do setor serviços e seus segmentos, no Sistema de Contas Nacionais.

    Tipo de operação estatística

    Pesquisa de empresas

    Tipo de dados

    Dados de pesquisa por amostragem probabilística

    Periodicidade de divulgação

    Anual

    Abrangência geográfica

    Nacional

    População-alvo

    Empresas juridicamente constituídas, isto é, registradas no Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas do Ministério da Fazenda (CNPJ) e classificadas como prestadoras de serviço pela predominância de receita, segundo o Cadastro Central de Empresas do IBGE - CEMPRE.

    Metodologia

    A PAS é uma pesquisa realizada com base na técnica de amostragem aleatória estratificada simples. O cadastro básico de seleção da amostra PAS é obtido a partir do Cadastro Central de Empresas - Cempre, cuja gestão está sob a responsabilidade da Gerência do Cadastro Central de Empresas do IBGE, atualizado pelas pesquisas por empresas do ano anterior e pelos registros administrativos do Ministério do Trabalho, a saber: a Relação Anual de Informações Sociais - RAIS do ano anterior e o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados - Caged do ano de referência.
    A empresa é a unidade amostral, isto é, a unidade utilizada para seleção e expansão da amostra. O objetivo contemplado no desenho da amostra da PAS é a obtenção de estimativas de totais populacionais referentes às variáveis investigadas por Unidade da Federação, segundo os níveis de classificação de atividades.
    Técnica de coleta:
    CAPI - Entrevista pessoal assistida por computador, CASI - Questionário eletrônico autopreenchido, PAPI - Entrevista pessoal com questionário em papel, Telefone
    Procedimento de amostragem
    A amostra da PAS é composta por dois tipos de estratos: natural e final. Os estratos naturais são construídos a partir da união de empresas com a mesma combinação de Unidade da Federação e agrupamentos de classificação de atividade. Os estratos finais são obtidos pela subdivisão de cada estrato natural em outros três estratos: certo, gerencial e amostrado. A alocação das empresas em cada um desses estratos é dada pelo pessoal ocupado, de acordo com o cadastro básico de seleção da amostra, segundo os seguintes critérios:
    • Estrato certo - empresas com 20 ou mais pessoas ocupadas;
    • Estrato gerencial - empresas com menos de 20 pessoas ocupadas e que atuam em mais de uma Unidade da Federação; e
    • Estrato amostrado - empresas com menos de 20 pessoas ocupadas e que atuam em apenas uma Unidade da Federação. A partir do ano 2005, no plano amostral da PAS, o estrato amostrado passou a ser subdividido em outros
    três estratos, a saber:
    1) Estrato amostrado A1 - empresas com 0 a 4 pessoas ocupadas;
    2) Estrato amostrado A2 - empresas com 5 a 9 pessoas ocupadas; e
    3) Estrato amostrado A3 - empresas com 10 a 19 pessoas ocupadas.

    Cabe ressaltar que existem algumas exceções: empresas que, no cadastro básico de seleção da amostra da pesquisa, possuem menos de 20 pessoas ocupadas são incluídas no estrato certo quando apresentam o somatório da receita bruta de prestação de serviços, mais receita bruta de edição, edição e impressão, mais receita bruta de venda e aluguel de imóveis próprios no mesmo patamar das empresas do estrato certo da pesquisa do ano anterior.

    As empresas do estrato final certo de cada estrato natural são todas incluídas na amostra. As empresas pertencentes a cada estrato final amostrado são selecionadas usando-se amostragem aleatória simples sem reposição.

    Das 1 687 906 empresas de serviços que compuseram o cadastro básico de seleção da PAS, 113 687 (6,7%) foram selecionadas, das quais 79 447 (69,9%) são do estrato certo; 5 178 (4,6%), do estrato gerencial; 13 119 (11,5%), do estrato amostrado A1; 8 468 (7,4%), do estrato amostrado A2; e 7 475 (6,6%), do estrato amostrado A3.

    Temas

    Temas e subtemas
    Serviços, Estatísticas econômicas setoriais
    Principais variáveis
    . pessoal ocupado;
    · salários, retiradas e outras remunerações;
    · demonstrativo da receita;
    · receitas operacional líquida;
    · origem da receita líquida;
    · gastos com pessoal;
    · gastos com materiais utilizados na prestação de serviços;
    · outros custos e despesas operacionais;
    · despesas financeiras;
    · aquisições e baixas de ativos tangíveis; e
    · dados de regionalização.

    Unidades de informação

    Unidade de investigação
    Empresa
    Unidade de análise
    Empresa
    Unidade informante
    Empresa.

    Períodos de referência

    Ano - 01/01/2015 a 31/12/2015
    Data - 01/01/2015
    Data - 31/03/2015
    Data - 31/12/0215
    Data - 30/09/2015
    Data de início da coleta
    07/05/2016
    Data do fim da coleta
    31/10/2016

    Disseminação

    Formas de disseminação
    Publicação Digital (on line), Publicação impressa com CD-ROM, Banco de Dados Agregados - SIDRA
    Nível de desagregação geográfica
    Unidade da Federação
    Nível de divulgação
    Brasil Grandes Regiões Unidade da Federação

    Instrumentos de coleta

    Histórico

    A Pesquisa Anual de Serviços - PAS foi iniciada em 1998 e insere-se no modelo das pesquisas anuais de caráter estrutural, respondendo, em substituição aos Censos Econômicos, pelas informações necessárias à caracterização da estrutura produtiva dos diversos segmentos das atividades de serviços que abrange.
    As pesquisas de 1998 e 1999 foram coletadas presencialmente pelos agentes de pesquisa e mapeamento (APMs) através de questionários em papel ou eletrônicos. As duas pesquisas foram publicadas em uma única edição, em 2001.
    A partir da coleta do ano 2000 foi implantado o sistema Economicas.net, que permitia aos informantes responder remotamente o questionário de suas empresas. Também a partir da edição do ano 2000, publicada em 2002, a pesquisa passou a ser lançada anualmente.
    A edição de 2006, publicada em 2008, trouxe uma inovação metodológica no desenho da amostra. Até a pesquisa de 2005, os estratos da amostra eram divididos apenas em certo, com mais de 20 pessoas ocupadas (ou mais de 15 para empresas de publicidade) e amostrado, com menos de 20 pessoas ocupadas. As empresas do estrato certo foram todas incluídas na amostra, enquanto em cada estrato final amostrado as empresas foram selecionadas usando-se amostragem aleatória simples sem reposição. A partir de 2006, o estrato certo foi dividido em três estratos: 1) A1: empresas com 0 a 4 pessoas ocupadas; 2) Estrato amostrado A2: empresas com 5 a 9 pessoas ocupadas;3) Estrato amostrado A3: empresas com 10 a 19 pessoas ocupadas (10 a 14, no caso de empresas de publicidade).
    Em 2007, com a entrada em vigor da CNAE 2.0, os resultados da pesquisa foram publicados na versão anterior da classificação de atividades, para encerrar a série na CNAE 1.0, e na nova versão, dando início a nova série.
    Da edição de 2008 em diante foi suprimida a diferenciação do tamanho do estrato certo para as empresas de publicidade.

    Saiba mais

    https://metadados.ibge.gov.br/consulta/dthPesquisa.aspx?codPesquisa=PY

    Calendário

    Próximas divulgações

    Nenhuma divulgação futura


    Divulgações anteriores

    Operação estatísticaData da divulgação
    Pesquisa Anual de Serviços
    Período de referência: 2015
    22/09/2017

    Publicações - 2015

    Material de apoio

    Nenhum material de apoio cadastrado para esse item

    Erramos

    Nenhum conteúdo disponível para exibição