Pesquisa de Serviços de Tecnologia da Informação - PSTI

Menu do Produto

O que é

A Pesquisa de Serviços de Tecnologia da Informação, realizada pelo IBGE, em 2009, em parceria com a Associação para Promoção da Excelência do Software Brasileiro - SOFTEX, teve por objetivos conhecer e mensurar os principais produtos oferecidos pelas empresas de tecnologia da informação (TI) – exceto a produção de hardware pelo segmento industrial – de modo a fornecer um quadro atualizado da potencialidade desse mercado pela ótica da oferta, contribuindo, ainda, para a construção de uma Classificação Nacional de Produtos para o setor de serviços.

A presente publicação disponibiliza os resultados desse levantamento, em que são destacados os principais produtos de TI ofertados pelas empresas com 20 ou mais pessoas ocupadas prestadoras desses serviços, bem como as exportações realizadas segundo os países de destino e os mais importantes segmentos da economia atendidos pelas empresas investigadas. Os resultados são acompanhados de análises sobre as características gerais dos serviços de TI para o conjunto do País e sobre suas características estruturais básicas, a partir de três abordagens: por porte das empresas, segundo o valor da receita bruta e subvenções; por diversificação de produtos e serviços produzidos; e por atividade principal da empresa, de acordo com a Classificação Nacional de Atividades Econômicas - CNAE 2.0.

Publicado em 06/04/2017 às 17:12
Atualizado em 23/10/2017 às 17:42

Principais Resultados - 2009

#tabelasidra201755144516755

Publicado em 06/04/2017 às 17:12
Atualizado em 23/10/2017 às 17:42

Tabelas - 2009

Tabelas Completas (em formato zip)

Tabela 1 - Receita bruta de serviços e subvenções das empresas de serviços de tecnologia da informação com 20 ou mais pessoas ocupadas, segundo os produtos e/ou serviços prestados - Brasil - 2009

Tabela 2 - Receita bruta de serviços e subvenções e receita bruta de exportação de serviços das empresas de serviços de tecnologia da informação com 20 ou mais pessoas ocupadas, segundo as faixas de valor de receita, a diversificação de produtos e a classificação de atividades - Brasil - 2009

Tabela 3 - Receita bruta de exportação de serviços das empresas de serviços de tecnologia da informação com 20 ou mais pessoas ocupadas, por países/blocos de destino, segundo as faixas de valor de receita, a diversificação de produtos e a classificação de atividades - Brasil - 2009

Tabela 4 - Receita bruta de serviços e subvenções das empresas de serviços de tecnologia da informação com 20 ou mais pessoas ocupadas, por segmentos de atuação, segundo as faixas de valor de receita, a diversificação de produtos e a classificação de atividades - Brasil - 2009

Tabela 5 - Receita bruta de serviços e subvenções das empresas de serviços de tecnologia da informação com 20 ou mais pessoas ocupadas, por grupos de serviços prestados, segundo as faixas de valor de receita, a diversificação de produtos e a classificação de atividades - Brasil - 2009

Publicado em 28/07/2017 às 15:56

Notas Técnicas - 2009

2009 Pesquisa de Serviços de Tecnologia da Informação

A Pesquisa de Serviços de Tecnologia da Informação – PSTI foi realizada com a finalidade de investigar um conjunto de variáveis para o segmento das empresas de TI, que, por suas características específicas, não são levantadas nas pesquisas estruturais anuais.

A investigação de produtos de serviços de TI já foi parte integrante do programa de produção estatística do IBGE, no período 2000-2007, realizada através dos Suplementos de Tecnologia da Informação, que integravam a Pesquisa Anual de Serviços – PAS.

Embora com alguma semelhança com os suplementos citados, a PSTI contém um conjunto maior de informações e foi realizada de forma independente da PAS.

Objetivo da pesquisa

A pesquisa tem por objetivo conhecer e mensurar os principais serviços oferecidos pelas empresas prestadoras de serviços de tecnologia da informação.

As informações da pesquisa são importantes para o conhecimento desse segmento e seus resultados permitirão ao setor privado aprofundar as análises de mercado, conhecer as características dos serviços ofertados, os principais destinos de exportação e os principais segmentos da economia atendidos pelas empresas de tecnologia da informação. Os resultados da pesquisa também servirão de apoio ao desenvolvimento de políticas do governo para o setor.

Âmbito da pesquisa

A Pesquisa de Serviços de Tecnologia da Informação – PSTI, embora realizada de forma independente, está vinculada, em termos metodológicos, à Pesquisa Anual de Serviços – PAS. Nesse sentido, alguns esclarecimentos sobre a PAS tornam-se necessários.

A Pesquisa Anual de Serviços – PAS é uma pesquisa por amostra representativa de um conjunto de atividades do segmento empresarial não financeiro, que inclui os serviços de tecnologia da informação. A PAS abrange as empresas formalmente constituídas, ou seja, aquelas com registro no Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica – CNPJ, do Ministério da Fazenda, e é constituída por uma amostra de cerca de 88 000 empresas, que representam um universo de, aproximadamente, 1 300 000 empresas.

Essa amostra é dividida em dois tipos de estratos:

  • Estrato certo: constituído pelas empresas com 20 ou mais Pessoas Ocupadas em 31-12 do ano de referência. As empresas pertencentes a esse estrato são pesquisas de forma censitária, ou seja, todas fazem parte da pesquisa, em todos os anos. O estrato certo conta com, aproximadamente, 55 000 empresas, que representaram cerca de 73% do total da receita bruta e subvenções do segmento empresarial não financeiro em 2008; e
  • Estrato amostrado: constituído pelas empresas com menos de 20 Pessoas Ocupadas em 31-12 do ano de referência. As empresas pertencentes a esse estrato são selecionadas de forma aleatória, sendo que uma empresa representa um conjunto de empresas da mesma atividade e mesma Unidade da Federação. Cada empresa, portanto, tem um peso amostral associado. Esse estrato conta com cerca de 33 000 empresas e a amostra é rotativa, ou seja, renova-se a amostra a cada ano da pesquisa. 

A Pesquisa de Serviços de Tecnologia da Informação – PSTI foi aplicada nas empresas que atenderam aos seguintes requisitos:

1 - Estar em situação ativa e pertencer ao estrato certo da Pesquisa Anual de Serviços - PAS (empresas com 20 ou mais Pessoas Ocupadas), nas seguintes classes da CNAE 2.0 (Quadro 1);

Quadro 1 - Atividades relacionadas aos serviços de tecnologia da informação

CNAE 2.0 Descrição
6201-5 Desenvolvimento de programas de computador sob encomenda
6202-3 Desenvolvimento e licenciamento de programas de computador customizáveis
6203-1 Desenvolvimento e licenciamento de programas de computador não customizáveis
6204-0 Consultoria em tecnologia da informação
6209-1 Suporte técnico em tecnologia da informação
6311-9 Tratamento de dados, provedores de serviços de aplicação e serviços de hospedagem na Internet
6319-4 Portais, provedores de conteúdo e outros serviços de informação na Internet

Fonte: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de Serviços e Comércio.

2 - Estar sujeita ao regime jurídico das entidades empresariais, excluindo-se, portanto, Órgãos da Administração Pública Direta e Instituições Privadas sem Fins Lucrativos; e

3 - Estar sediada no Território Nacional e, em particular, para as Unidades da Federação da Região Norte (Rondônia, Acre, Amazonas, Roraima, Pará, Amapá e Tocantins), estar sediada nos municípios das capitais. Adicionalmente, para o Estado do Pará, estar sediada nos demais municípios da Região Metropolitana de Belém.

A pesquisa não inclui os serviços de telecomunicações, que se inserem em um conjunto maior de atividades formado pelas Tecnologias da Informação e Comunicação - TIC, nem os serviços de reparação e manutenção de computadores e periféricos, que não integram os serviços de TI. Na CNAE 2.0, os serviços de reparação e manutenção estão inseridos na Divisão 95 Reparação e manutenção de equipamentos de informática e de comunicação e de objetos pessoais e domésticos, de acordo com as recomendações internacionais.

Cabe destacar que, para o segmento de serviços de tecnologia da informação, as empresas com 20 ou mais Pessoas Ocupadas (as pertencentes ao estrato certo da Pesquisa Anual de Serviços - PAS) eram responsáveis por cerca de 75% do total da receita bruta de serviços e subvenções do segmento em 2008.

Unidade de investigação

A unidade de investigação adotada na PSTI é a empresa, definida como sendo a unidade jurídica caracterizada por uma firma ou razão social, que engloba o conjunto de atividades econômicas exercidas em uma ou mais unidades locais (endereços de atuação da empresa).

A empresa é a unidade de decisão, que assume obrigações financeiras e está à frente das transações de mercado, exercidas em uma ou mais unidades locais, e que responde pelo capital investido nas atividades. Por outro lado, é sobre a empresa que recai a obrigatoriedade dos registros contábeis, balanços, decisões sobre propaganda e marketing, sobre políticas tecnológicas, etc. Portanto, a empresa constitui-se na unidade adequada, tanto para análise do comportamento dos agentes econômicos, como para a investigação estatística.

Coleta de dados

A coleta de dados da pesquisa foi realizada através de Entrevista Telefônica Assistida por Computador (Computer Assisted Telephone Interviewing - CATI). Nesse método de captura de dados, o Agente de Pesquisa do IBGE busca identificar na empresa o profissional mais qualificado para prestar as informações que, devido ao caráter predominantemente técnico, não devem ser requisitadas aos profissionais da área contábil.

O método de coleta por entrevista direta com as empresas busca assegurar uniformidade no entendimento conceitual da pesquisa e, para garantir esta uniformidade, o IBGE adotou os seguintes procedimentos:

1 - identificação do informante: a primeira etapa da pesquisa consistiu na identificação do informante, ou seja, na busca de profissional da área de tecnologia da informação na empresa, que fosse capaz de fornecer as informações requeridas;  

2 - agendamento da entrevista: a segunda etapa consistiu na definição da data e hora para a realização da entrevista; e

3 - realização da entrevista.

Na entrevista por telefone foi utilizado um sistema de entrada de dados inteligente, desenvolvido especificamente para a pesquisa, para garantir a consistência mínima das informações solicitadas.

Em algumas situações, que envolveram telefones incorretos ou exigências das empresas, a coleta foi realizada de forma presencial, para a qual a pesquisa contou com a imprescindível colaboração das Unidades Estaduais.

Cálculo das estimativas

Apesar de o cadastro de informantes da PSTI ser composto por todas as empresas do âmbito da pesquisa, existem situações de não resposta total (empresa mudou para local ignorado, empresa que se encontra impossibilitada de prestar informações, etc.), que precisam ter tratamento estatístico.

Como o cadastro de informantes da PSTI corresponde ao estrato certo da PAS, as estimativas dos totais das variáveis de interesse utilizam os pesos amostrais calculados na etapa de expansão da amostra do estrato certo da PAS.

Cadastro dos informantes da pesquisa

O cadastro de informantes da PSTI foi construído com base no Cadastro Central de Empresas - CEMPRE, do IBGE, atualizado pela Relação Anual de Informações Sociais - RAIS, ano 2008 (disponível no IBGE no momento da pesquisa), e pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados - CAGED - ambos do Ministério do Trabalho e Emprego - e, também, pelas informações das pesquisas econômicas anuais do IBGE, sendo composto por todas as empresas do âmbito da pesquisa.

O Quadro 2, a seguir, apresenta as informações sobre o número de empresas selecionadas para a pesquisa.

Quadro 2 - Cadastro de empresas com 20 ou mais pessoas ocupadas informantes da Pesquisa de Serviços de Tecnologia da Informação - PSTI - 2008

CNAE 2.0 Descrição Número de Empresas
Total 2 008
6201-5 Desenvolvimento de programas de computador sob encomenda 520 
6202-3 Desenvolvimento e licenciamento de programas de computador customizáveis 191 
6203-1 Desenvolvimento e licenciamento de programas de computador não customizáveis 173
6204-0 Consultoria em tecnologia da informação 232 
6209-1 Suporte técnico em tecnologia da informação 317 
6311-9 Tratamento de dados, provedores de serviços de aplicação e serviços de hospedagem na Internet 549 
6319-4 Portais, provedores de conteúdo e outros serviços de informação na Internet 26 

Fonte: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de Serviços e Comércio.

Publicado em 01/08/2017 às 09:55

Séries históricas

Nenhum conteúdo disponível para exibição

Microdados - 2009

Nenhum conteúdo disponível para exibição

Portaria de precedência

Divulgação dos resultados de indicadores conjunturais

 

Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão
GABINETE DO MINISTRO
PORTARIA Nº 355, DE 5 DE NOVEMBRO DE 2007
(Publicada no Diário Oficial da União nº 213, Seção 1, de 06.11.2007)

 

O MINISTRO DE ESTADO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO, no uso das atribuições que lhe confere o inciso II, do artigo 87 da Constituição Federal, resolve:

Art. 1º - A divulgação dos resultados de indicadores conjunturais produzidos pela Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE seguirá as seguintes etapas:

I - às sete horas do dia da divulgação serão encaminhados os resultados, acompanhados de um sumário-executivo elaborado pelo IBGE, para as autoridades da lista de precedência;

II - às nove horas do dia da divulgação serão encaminhados os resultados para os órgãos de imprensa e disseminados na Internet, através do sítio https://www.ibge.gov.br.

§ 1º. Os técnicos do IBGE estarão disponíveis para prestar esclarecimentos aos usuários sobre os resultados da pesquisa divulgada a partir do encaminhamento de que trata o inciso II do caput.

§ 2º. O disposto nesta portaria aplica-se a qualquer indicador conjuntural produzido pelo IBGE, especialmente aos seguintes:

I - Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC);

II - Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA);

III - Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo - Especial (IPCA-E);

IV - Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA-15);

V - Pesquisa Mensal de Emprego (PME);

VI - Contas Nacionais Trimestrais;

VII - Pesquisa Industrial Mensal - Produção Física Brasil (PIM-PF Brasil);

VIII - Pesquisa Industrial Mensal - Produção Física Regional (PIM-PF Regional);

IX - Pesquisa Industrial Mensal de Emprego e Salário - (PIMES);

X - Pesquisa Mensal de Comércio (PMC);

XI - Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil (SINAPI);

XII - Conjuntura Agropecuária (Levantamento Sistemático da Produção Agrícola - mensal; Pesquisa Trimestral de Abate de Animais; Pesquisa Trimestral de Leite; Pesquisa Trimestral de Produção de Ovos de Galinha; Pesquisa Trimestral do Couro).

Art. 2° - A relação das autoridades constantes da lista de precedência específica a cada pesquisa de indicadores conjunturais, será divulgada por intermédio de Nota Oficial da Instituição e disseminada no portal do IBGE na Internet, através do sítio https://www.ibge.gov.br

Art. 3º - As autoridades constantes da lista de precedência deverão observar o mais rigoroso sigilo das informações referentes aos indicadores de que trata esta Portaria, nos termos do disposto na Lei nº 8.112, de 11 de dezembro de 1990.

Art. 4º - Revogam-se as Portarias nº 164/MP, de 20 de dezembro de 1999, e nº 167/MP, de 5 de setembro de 2003.

Art. 5º - Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação.

 

PAULO BERNARDO SILVA 


 O IBGE divulga a relação das autoridades que recebem com precedência os resultados das pesquisas conjunturais produzidas por esta Instituição: 

Ministro de Estado do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão - Dyogo Henrique de Oliveira

  • Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC)
  • Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA)
  • Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo - Especial (IPCA-E)
  • Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA-15)
  • Contas Nacionais Trimestrais
  • Pesquisa Industrial Mensal - Produção Física Brasil (PIM-PF Brasil)
  • Pesquisa Industrial Mensal - Produção Física Regional (PIM-PF Regional)
  • Pesquisa Mensal de Comércio (PMC)
  • Pesquisa Mensal de Serviços (PMS)
  • Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil (SINAPI)
  • Conjuntura Agropecuária
    • Levantamento Sistemático da Produção Agrícola - mensal
    • Pesquisa Trimestral de Abate de Animais
    • Pesquisa Trimestral de Leite
    • Pesquisa Trimestral de Produção de Ovos de Galinha
    • Pesquisa Trimestral do Couro
  • Índice de Preços ao Produtor - Indústrias Extrativas e de Transformação (IPP)
  • Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua)

 

Ministro de Estado da Fazenda - Henrique de Campos Meirelles

  • Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC)
  • Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA)
  • Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo - Especial (IPCA-E)
  • Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA-15)
  • Contas Nacionais Trimestrais
  • Pesquisa Mensal de Comércio (PMC)
  • Pesquisa Mensal de Serviços (PMS)
  • Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil (SINAPI)
  • Conjuntura Agropecuária
    • Levantamento Sistemático da Produção Agrícola - mensal
    • Pesquisa Trimestral de Abate de Animais
    • Pesquisa Trimestral de Leite
    • Pesquisa Trimestral de Produção de Ovos de Galinha
    • Pesquisa Trimestral do Couro
  • Pesquisa Industrial Mensal - Produção Física - Brasil (PIM-PF Brasil)
  • Pesquisa Industrial Mensal - Produção Física Regional (PIM-PF Regional)
  • Índice de Preços ao Produtor - Indústrias Extrativas e de Transformação (IPP)
  • Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua)

 

Ministro de Estado da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - Blairo Borges Maggi

  • Conjuntura Agropecuária
    • Levantamento Sistemático da Produção Agrícola - mensal
    • Pesquisa Trimestral de Abate de Animais
    • Pesquisa Trimestral de Leite
    • Pesquisa Trimestral de Produção de Ovos de Galinha
    • Pesquisa Trimestral do Couro
  • Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua)

 

Ministro de Estado da Indústria, Comércio e Serviços - Marcos Antônio Pereira

  • Contas Nacionais Trimestrais
  • Pesquisa Industrial Mensal - Produção Física - Brasil (PIM-PF Brasil)
  • Pesquisa Mensal de Comércio (PMC)
  • Pesquisa Mensal de Serviços (PMS)
  • Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua)

 

Ministro-Chefe da Casa Civil da Presidência da República - Eliseu Lemos Padilha

  • Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC)
  • Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA)
  • Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo - Especial (IPCA-E)
  • Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA-15)
  • Contas Nacionais Trimestrais
  • Pesquisa Industrial Mensal - Produção Física Brasil (PIM-PF Brasil)
  • Pesquisa Industrial Mensal - Produção Física Regional (PIM-PF Regional)
  • Pesquisa Mensal de Comércio (PMC)
  • Pesquisa Mensal de Serviços (PMS)
  • Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil (SINAPI)
  • Conjuntura Agropecuária
    • Levantamento Sistemático da Produção Agrícola - mensal
    • Pesquisa Trimestral de Abate de Animais
    • Pesquisa Trimestral de Leite
    • Pesquisa Trimestral de Produção de Ovos de Galinha
    • Pesquisa Trimestral do Couro
  • Índice de Preços ao Produtor - Indústrias Extrativas e de Transformação (IPP)
  • Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua)

 

Presidente do Banco Central - Ilan Goldfajn

  • Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC)
  • Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA)
  • Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo - Especial (IPCA-E)
  • Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA-15)
  • Contas Nacionais Trimestrais
  • Pesquisa Industrial Mensal - Produção Física Brasil (PIM-PF Brasil)
  • Pesquisa Industrial Mensal - Produção Física Regional (PIM-PF Regional)
  • Pesquisa Mensal de Comércio (PMC)
  • Pesquisa Mensal de Serviços (PMS)
  • Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil (SINAPI)
  • Conjuntura Agropecuária
    • Levantamento Sistemático da Produção Agrícola - mensal
    • Pesquisa Trimestral de Abate de Animais
    • Pesquisa Trimestral de Leite
    • Pesquisa Trimestral de Produção de Ovos de Galinha
    • Pesquisa Trimestral do Couro
  • Índice de Preços ao Produtor - Indústrias Extrativas e de Transformação (IPP)
  • Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua)

 

Presidente da Caixa Econômica Federal - Gilberto Magalhães Occhi

    Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil (SINAPI)

 

Ministro de Estado do Trabalho - Ronaldo Nogueira de Oliveira

  • Contas Nacionais Trimestrais
  • Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua)

 

Diretor do Departamento de Estudos Econômicos e Pesquisas do Ministério do Turismo - José Francisco de Salles Lopes

  • Pesquisa Mensal de Serviços (PMS)

 

Roberto Luís Olinto Ramos
Presidente do IBGE
Atualizado em 8 de agosto de 2017

  

Divulgação dos resultados de indicadores estruturais

 

Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão
GABINETE DO MINISTRO
PORTARIA Nº 15, DE 27 DE JANEIRO DE 2005
(Publicada no Diário Oficial da União edição número 20 de 28/01/2005)

 

O MINISTRO DE ESTADO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO, INTERINO, no uso das atribuições que lhe confere o art. 87, parágrafo único, incisos I e II, da Constituição e considerando o disposto no art. 27, inciso XVII, alínea "c", da Lei nº 10.683, de 28 de maio de 2003, resolve:

Art. 1º - Disciplinar os procedimentos a serem observados na divulgação dos resultados de indicadores estruturais produzidos pela Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE.

Art. 2º Os resultados serão encaminhados pela Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE ao Ministro do Planejamento, Orçamento e Gestão, com antecedência mínima de quarenta e oito horas do horário fixado no art. 3º, inciso I, desta Portaria.

Art. 3º No dia da divulgação dos resultados dos indicadores de que trata esta Portaria, serão observados:

I - liberação para a imprensa e disponibilização pela Internet, no endereço: (https://www.ibge.gov.br), às 10 horas;

II - os técnicos do IBGE somente poderão prestar esclarecimentos sobre os resultados dos indicadores estruturais após a liberação e publicação na forma do inciso I.

Art. 4º Os servidores que tenham conhecimento prévio dos resultados deverão manter rigoroso sigilo, sob pena de responsabilidade nos termos da Lei nº 8.112, de 11 de dezembro de 1990.

Art. 5º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação.

 

NELSON MACHADO

 

 

Downloads

Conceitos e métodos - 2009

As informações a seguir descrevem os metadados estatísticos, que são o conjunto de conceitos, métodos e aspectos relacionados às estatísticas, e são informações necessárias para compreender as características e a qualidade das estatísticas e interpretá-las corretamente.

Objetivo

A Pesquisa de Serviços de Tecnologia da Informação tem por objetivo conhecer e mensurar os principais serviços oferecidos pelas empresas prestadoras de serviços de tecnologia da informação.

Tipo de operação estatística

Pesquisa de empresas

Tipo de dados

Dados de Censo

Periodicidade de divulgação

Eventual

Abrangência geográfica

Nacional

População-alvo

Empresas juridicamente constituídas, isto é, registradas no Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas do Ministério da Fazenda (CNPJ) e classificadas como prestadoras de serviços em atividades de Desenvolvimento de programas de computador sob encomenda, Desenvolvimento e licenciamento de programas de computador customizáveis, Desenvolvimento e licenciamento de programas de computador não customizáveis, Consultoria em tecnologia da informação, Suporte técnico em tecnologia da informação, Tratamento de dados, provedores de serviços de aplicação e serviços de hospedagem na Internet ou Portais, provedores de conteúdo e outros serviços de informação na Internet, segundo o Cadastro Central de Empresas do IBGE -CEMPRE.

Metodologia

A Pesquisa de Serviços de Tecnologia da Informação - PSTI foi aplicada nas empresas que atenderam aos seguintes requisitos:

1. Estar em situação ativa e pertencer ao estrato certo da Pesquisa Anual de Serviços - PAS (empresas com 20 ou mais Pessoas Ocupadas), nas classes 6201-5 Desenvolvimento de programas de computador sob encomenda, 6202-3 Desenvolvimento e licenciamento de programas de computador customizáveis, 6203-1 Desenvolvimento e licenciamento de programas de computador não customizáveis, 6204-0 Consultoria em tecnologia da informação, 6209-1 Suporte técnico em tecnologia da informação, 6311-9 Tratamento de dados, provedores de serviços de aplicação e serviços de hospedagem na Internet e 6319-4 Portais, provedores de conteúdo e outros serviços de informação na Internet.
2. Estar sujeita ao regime jurídico das entidades empresariais, excluindo-se, portanto, Órgãos da Administração Pública Direta e Instituições Privadas sem Fins Lucrativos.

A pesquisa não inclui os serviços de telecomunicações, que se inserem em um conjunto maior de atividades formado pelas Tecnologias da Informação e Comunicação - TIC, nem os serviços de reparação e manutenção de computadores e periféricos, que não integram os serviços de TI. Na Versão 2.0 da Classificação Nacional de Atividades Econômicas - CNAE, os serviços de reparação e manutenção estão inseridos na Divisão 95 Reparação e manutenção de equipamentos de informática e de comunicação e de objetos pessoais e domésticos, de acordo com as recomendações internacionais.

Cabe destacar que, para o segmento de serviços de tecnologia da informação, as empresas com 20 ou mais Pessoas Ocupadas (as pertencentes ao estrato certo da Pesquisa Anual de Serviços - PAS) eram responsáveis por cerca de 75% do total da receita bruta de serviços e subvenções do segmento.
Técnica de coleta:
CATI - Entrevista por telefone assistida por computador

Temas

Temas e subtemas
Serviços, Estatísticas multidomínio, Estatísticas econômicas setoriais, Sociedade da Informação
Principais variáveis
. Exportação de serviços;
. Receita bruta de serviços;
. Subvenção, dotações orçamentárias e transferência de recursos;
. Auditoria, certificação e homologação em tecnologia da informação;
. Consultoria em segurança de sistemas de informação;
. Consultoria em sistemas e processos em tecnologia da informação;
. Consultoria técnica e auditoria em tecnologia da informação (não inclui projetos);
. Cursos de treinamento e capacitação em tecnologia da informação;
. Desenvolvimento e licenciamento de uso de software próprio customizável, desenvolvido no país;
. Desenvolvimento e licenciamento de uso de software próprio não customizável, desenvolvido no país;
. Desenvolvimento de software próprio embarcado;
. Gestão de serviços de tecnologia da informação;
. Hospedagem de sites (web hosting); hospedagem de aplicações ou serviços de transferência contínua de som e imagem através da Internet;
. Portais/provedores de conteúdo e outros serviços de informação na Internet;
. Redes e integração em tecnologia da informação - projeto e/ou desenvolvimento;
. Software não customizável (não personalizável) - desenvolvimento, representação e licenciamento;
. Software sob encomenda - projeto, desenvolvimento integral ou parcial;
. Outros serviços em tecnologia da informação não especificados;

Unidades de informação

Unidade de investigação
Empresa
Unidade de análise
Empresa.

Períodos de referência

Ano - 01/01/2009 a 31/12/2009

Disseminação

Formas de disseminação
Publicação Digital (on line), Publicação impressa com CD-ROM
Nível de desagregação geográfica
Nacional
Nível de divulgação
Brasil

Instrumentos de coleta

Histórico

A investigação de produtos de serviços de TI foi parte integrante do programa de produção estatística do IBGE, no período 2000-2007, realizada através dos Suplementos de Tecnologia da Informação, que integravam a Pesquisa Anual de Serviços - PAS.
Embora com alguma semelhança com os suplementos citados, a PSTI contém um conjunto maior de informações e foi realizada de forma independente da PAS.

Saiba mais

https://metadados.ibge.gov.br/consulta/dthPesquisa.aspx?codPesquisa=PT

Calendário

Próximas divulgações

Nenhuma divulgação futura


Divulgações anteriores

Nenhuma divulgação passada

Publicações - 2009

Notícias e releases

Não há nenhuma notícia vinculada a este produto.

Material de apoio

Nenhum material de apoio cadastrado para esse item

Erramos

Nenhum conteúdo disponível para exibição