Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

English Español
A- A+

Estatísticas do Registro Civil

Estatísticas do Registro Civil 2015

As Estatísticas do Registro Civil reúnem informações sobre os nascidos vivos, casamentos, óbitos e óbitos fetais informados pelos Cartórios de Registro Civil de Pessoas Naturais, bem como sobre os divórcios declarados pelas Varas de Família, Foros, Varas Cíveis e Tabelionatos de Notas. Seus resultados constituem importante instrumento para o acompanhamento da evolução da população brasileira, sobretudo nos períodos intercensitários, quando as estatísticas vitais tornam-se imprescindíveis para estudos demográficos mais aprofundados.

Com a presente publicação, o IBGE divulga comentários analíticos sobre os resultados de tais eventos em 2015, para diversos níveis espaciais, em que sobressaem dois aspectos relevantes: a estabilidade do total de registros de nascimentos no Brasil, evidenciando o aumento da cobertura dos registros ocorridos e registrados no País em relação ao ano anterior, e a divulgação de estatísticas sobre casamentos entre pessoas do mesmo sexo, cuja investigação teve início em 2013, a partir de normatização disposta pelo Conselho Nacional de Justiça - CNJ. A publicação traz ainda notas técnicas com a conceituação das características investigadas no levantamento.

O conjunto dessas informações também está disponível no portal do IBGE na Internet, onde podem ser consultadas, complementarmente, as séries históricas dos registros das estatísticas vitais a partir de 1974, e dos casamentos e divórcios a partir de 1984, ano a partir do qual esses dois temas foram incorporados à pesquisa.

Além de seus valiosos subsídios aos estudos demográficos, as estatísticas ora divulgadas proporcionam elementos para o monitoramento do exercício da cidadania e a avaliação de políticas públicas, especialmente nas áreas de Saúde e Direitos Humanos. Os registros de casamentos e as dissoluções das uniões legais, por sua vez, contribuem para uma melhor compreensão das mudanças ocorridas na sociedade, no que se refere aos arranjos conjugais oficiais do País.