Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

English Español
A- A+

Práticas de Esporte e Atividade Física 2015 - PNAD

Práticas de Esporte e Atividade Física 2015

Com a presente publicação, o IBGE traz a público comentários analíticos sobre o último tema suplementar investigado pela Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios - PNAD 2015, que, realizada em parceria com o Ministério do Esporte, objetivou mensurar as pessoas que praticaram algum esporte ou atividade física no período de referência considerado, bem como a sua percepção quanto a isso, tendo como parâmetro aquelas de 15 anos ou mais de idade.

A pesquisa permitiu identificar o tipo de esporte ou atividade física realizado; sua motivação; o local, a frequência e a duração de tais práticas; e a participação em competições, entre outros aspectos relacionados. Para as pessoas que informaram não realizar qualquer esporte, perguntou-se o motivo de não o fazerem, bem como se o haviam praticado anteriormente, caso em que buscou-se conhecer a modalidade do esporte então praticado; a idade em que deixaram de praticá-lo; e a causa de sua interrupção. Complementarmente, investigou-se, também, a opinião das pessoas em relação ao investimento público em esporte; como este deveria ser; e, caso discordassem de tal iniciativa, lhes foi solicitado indicar em que área (saúde, educação, segurança, por exemplo) esse investimento deveria ser aplicado. A análise dos resultados ora divulgados, ilustrada com tabelas e gráficos, busca ressaltar os aspectos mais relevantes dos indicadores, tanto em termos nacionais quanto regionais, abarcando informações por sexo, idade e escolaridade.

A publicação inclui notas técnicas sobre a pesquisa e glossário com os termos e conceitos julgados essenciais para a compreensão dos resultados. Os anexos, ao final do volume, apresentam os códigos dos esportes e das atividades físicas utilizados na investigação, bem como considerações metodológicas sobre as estimativas da população para cálculo dos pesos para a expansão da amostra da PNAD 2015.

A presente investigação se soma a outros temas suplementares dessa mesma edição da pesquisa, que versam sobre o Acesso à Internet e à Televisão e Posse de Telefone Móvel Celular para Uso Pessoal, Aspectos dos Cuidados das Crianças de Menos de 4 Anos de Idade e Aspectos das Relações de Trabalho e Sindicalização, objetos de publicações específicas.

O conjunto desses resultados oferece valiosos subsídios não só para o planejamento, a coordenação, a supervisão e a avaliação dos planos e programas de incentivo às práticas de esporte e atividade física, como também para as ações de democratização dessas práticas com vistas à inclusão social.