Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

English Español
A- A+

Acesso à Internet e posse de telefone móvel celular para uso pessoal 2011 - PNAD

Acesso à Internet e posse de telefone móvel celular para uso pessoal 2011

Em 2011, a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios investigou, como tema suplementar, o acesso à Internet e a posse de telefone móvel celular para uso pessoal, objetivando ampliar o conhecimento sobre a utilização das Tecnologias de Informação e Comunicação - TIC no País, não só com vistas à necessidade de construção de indicadores para o atendimento no contexto nacional como também à comparação internacional de estatísticas sobre a sociedade da informação. Para tal, foram considerados em seu planejamento os indicadores-chave das TIC aprovados na Cúpula Mundial da Sociedade da Informação (World Summit on the Information Society - WSIS), conforme critérios adotados desde a primeira investigação suplementar sobre o tema, ocorrida em 2005.

Esta publicação contém os principais resultados do presente levantamento e revela, para o total Brasil, Grandes Regiões e Unidades da Federação, os perfis dos usuários da Internet e das pessoas que possuíam telefone móvel celular para uso pessoal, segundo sexo, idade, nível de instrução, rendimento mensal domiciliar per capita e ocupação. Visando facilitar a avaliação da precisão das estimativas, são apresentados os coeficientes de variação a elas associados. A análise desses resultados, ilustrada por tabelas e gráficos, ressalta as questões mais relevantes da investigação.

A publicação traz ainda notas técnicas sobre a pesquisa, com considerações de natureza metodológica que permitem conhecer os principais aspectos de sua evolução histórica, o plano de amostragem, e esclarecimentos sobre os indicadores-chave utilizados para a comparabilidade internacional dos dados. Adicionalmente, encontra-se ao final da publicação um glossário com os conceitos considerados essenciais para a compreensão dos resultados. O CD-ROM que a acompanha reproduz o volume impresso e inclui informações tabuladas para todos os níveis de divulgação da PNAD – Brasil, Grandes Regiões, Unidades da Federação e nove regiões metropolitanas.

O conjunto dessas informações também está disponível no portal do IBGE na Internet, onde podem ser encontrados, também, os microdados da pesquisa.

Os resultados ora apresentados constituem importante fonte de estatísticas sobre a utilização das Tecnologias de Informação e Comunicação pelas pessoas, subsidiando, assim, o planejamento nacional e as políticas públicas voltadas para o desenvolvimento tecnológico do País.