Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

English
A- A+
Pesquisa Industrial Mensal de Emprego e Salário

Pesquisa Industrial Mensal de Emprego e Salário - PIMES foi encerrada em fevereiro de 2016 com a divulgação dos resultados referentes ao mês de dezembro de 2015.

A pesquisa foi iniciada em 1968 com o nome de Pesquisa Industrial Mensal - Dados Gerais, tendo como objetivo central o acompanhamento de pessoal ocupado, salários e valor da produção industrial. Em decorrência de reformulações e aprimoramentos metodológicos ao longo de sua existência, o último implementado em 2001, quando assumiu a denominação atual, a pesquisa deixou de investigar informações relativas ao valor da produção industrial e passou a fornecer indicadores específicos sobre o comportamento do emprego e dos salários nas atividades industriais, tendo como unidade de coleta as empresas com unidades locais registradas no Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica - CNPJ, da Secretaria da Receita Federal, e reconhecidas como industriais pelo Cadastro Central de Empresas - CEMPRE, do IBGE.

Até dezembro de 2014, seus resultados, contemplando indicadores sobre pessoal ocupado assalariado, admissões, desligamentos, número de horas pagas e valor da folha de pagamento em termos nominais (valores correntes) e reais (deflacionados pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo - IPCA), abrangiam as seguintes áreas: Brasil; Regiões Norte, Nordeste, Sudeste, Sul e Centro Oeste; e os Estados do Ceará, Pernambuco, Bahia, Minas Gerais, Espírito Santo, Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Os resultados referentes a 2015 foram disponibilizados apenas no âmbito Brasil, abarcando, contudo, todos os indicadores e atividades habitualmente divulgados.

Os progressivos ganhos de qualidade na base de dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados - CAGED, do Ministério do Trabalho, e a implantação da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios - PNAD Contínua, que tem cobertura nacional e produz um amplo conjunto de informações sobre o comportamento de curto prazo do mercado de trabalho, com informações divulgadas mensalmente para Brasil e trimestralmente para todas as Unidades da Federação, reduziram de forma muito substantiva a relevância das informações obtidas a partir da PIMES e levaram o IBGE à decisão de sua interrupção.

Para informações históricas da PIMES, consultar:

http://www.ibge.gov.br/home/estatistica/indicadores/industria/pimes/default.shtm